Ceclin
out 08, 2009 4 Comentários


Cinco milhões morrem por causa do fumo

O tabagismo é a principal causa de morte evitável do mundo, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS). Estima-se que um terço da população mundial faça o uso do fumo. Ainda de acordo com estatísticas do órgão, atualmente, quase cinco milhões de pessoas no planeta morrem anualmente, vítimas de doenças causadas pelo cigarro, que contém mais de cinco mil substâncias tóxicas. A fumaça inalada pelo fumante atinge vários órgãos do corpo comprometendo as vias respiratórias e causando várias doenças.

A coordenadoria do programa estadual de controle do tabagismo realiza um trabalho em 14 centros municipais de saúde espalhados no Estado. Somente no Recife, seis unidades do Centro de Atenção Psicossocial para Usuários de Álcool e Drogas (CAPs), além do Centro Eulâmpio Cordeiro realizam trabalho de prevenção ao fumo. “Treinamos os coordenadores municipais para que eles implantem o tratamento para fumantes nas unidades de saúde e também o programa Ambiente Livre do Fumo”, explicou a coordenadora do programa estadual Graça Maciel.

Para esclarecer dúvidas recorrentes da população sobre o tabagismo e seus os malefícios, será lançado no próximo dia 16, o livro “Pergunte que eu responde”, de autoria do médico pneumologista Blancard Torres. O manual contém 133 perguntas e respostas relativas ao males causados pelo cigarro. “Durante 20 anos ouvi pessoas de várias camadas sociais e idades me perguntarem sobre várias coisas em relação ao cigarro. As questões mais frequentes são sobre malefícios e doenças causadas pelo cigarro. É bom esclarecer que o cigarro acarreta uma série de doenças como infarto, efisema pulmonar, úlcera e câncer que mata milhões de pessoas todos os anos”, ressalta Blancard Torres.


A favor do serviço, o presidente do Sindimoto, Ezequiel Viera, argumentou que os dados assustadores apresentados na audiência se referem aos motoqueiros, não aos mototaxistas. “O profissional raramente se envolve em acidentes. O que queremos é que se criem exigências para que todos sejam capacitados e possam prestar um serviço seguro e de qualidade à população. Principalmente no interior, onde somos o transporte do povo. Um grupo técnico será criado para tentar uniformizar as leis municipais existentes e definir regras para todos.
(Folha de Pernambuco).

CHEGOU A HORA DE ANUNCIAR SUA MARCA CONOSCO.

COMBINE: 81.8827.5780