Ceclin
out 19, 2016 0 Comentário


Cinco homens são presos acusados de assaltos na Mata Sul

Fotos: Divulgação / SDS/PMPE/PC/DINTER1/10ºBPM/13ªDESEC/AIS-13

Fotos: Divulgação / SDS/PMPE/PC/DINTER1/10ºBPM/13ªDESEC/AIS-13

Prisões ocorreram em Joaquim Nabuco e Água Preta. Dois acusados são foragidos do sistema penitenciário 

Oficiais da ROCAM (Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas) e do BEPI (Batalhão Especializado em Policiamento do Interior), em operação conjunta, prenderam, na tarde da terça-feira (18/10), cinco homens acusados de praticar assaltos a motoristas na Mata Sul. As prisões ocorreram em Joaquim Nabuco e Água Preta. Dois suspeitos são foragidos do sistema prisional.

Os policiais militares da ROCAM, ligados ao 10º BPM (AIS-13), faziam rondas de segurança em Palmares quando receberam a informação de que havia dois suspeitos desmanchando um veículo roubado em terras do engenho Pumatizinho, na zona rural de Joaquim Nabuco. Ao chegaram ao ponto da denúncia, as autoridades depararam-se com dois indivíduos em atitude suspeita, que tentaram fugir, mas foram interceptados em tempo.

Presos em Agua Preta

Eles foram identificados como Adeilton Aureliano da Silva, 21, e Wilson dos Santos Alves Gomes, 21. Com ambos foi encontrado um revólver calibre 38 com seis munições intactas, e um carro (Fiat Uno Mille cinza, de placa KJK-4330) e uma motocicleta (Moto Honda CG 150 vermelha, de placa PGJ-7052), ambos com restrição de roubo no sistema policial. Questionados se o bando contava com mais integrantes, eles confirmaram a existência de mais três e indicaram que poderiam ser encontrados no município vizinho de Água Preta. A PM deslocou-se até lá e conseguiu localizar mais três acusados: João Miguel da Silva, José Jailson Lima da Silva e Amaro Ferreira da Silva Neto, todos com 30 anos de idade.

Mais um revólver calibre 38 com seis munições intactas foi apreendido, dessa vez em posse de João Miguel. Os outros dois, Jailson e Amaro, são foragidos do sistema prisional: um cumpria pena por associação ao tráfico e porte ilegal de arma de fogo e o outro por homicídio.  Diante dos fatos, todos foram ouvidos na Delegacia e, em seguida, recolhidos ao Presídio Rorinildo da Rocha Leão, em Palmares.