Ceclin
dez 07, 2022 0 Comentário


CIEE prevê abertura de 61 mil vagas de estágios até janeiro de 2023

Mais de 61 mil vagas para estágio e aprendizagem serão abertas entre outubro de 2022 e janeiro de 2023 pelo Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE). O número é 11,9% maior do que o disponibilizado no mesmo período do ano passado e as vagas de estágios representam 83% das oportunidades enquanto as de aprendizagem são 17%. Segundo o CIEE, esta é a época do ano na qual é oferecido um maior volume de oportunidades, além de ser o momento em que muitos contratos chegam ao final ou a graduação é concluída.

Segundo o presidente do CIEE, Humberto Casagrande, a projeção mostra sinais de empregabilidade depois da queda ocorrida durante a pandemia da Covid-19. “O número voltou a atingir os mesmos patamares de 2019, o que é uma boa notícia para os jovens e adolescentes que estão buscando entrar no mundo do trabalho”, afirmou. De acordo com Casagrande, o aumento das vagas voltadas para a aprendizagem será determinado pelo resultado da votação do Estatuto do Aprendiz marcado para amanhã na Câmara Federal.

“O novo estatuto do aprendiz será importante porque vem para simplificar o processo das cotas que é muito complexo. Em cada lugar é interpretado de um jeito e há inconsistências. Vem ainda dar ao processo um marco regulatório mais consistente para o programa, porque há insegurança jurídica para todos os envolvidos. O novo estatuto vai dar um impulso significativo para o crescimento de vagas”, disse.

Cadastro
Para participar dos processos seletivos é necessário realizar o cadastro no Portal CIEE, colocando informações atualizadas e corretas de CEP, e-mail e número de contato. Na plataforma o usuário ainda contará com cursos e poderá enriquecer seu perfil por meio de vídeo apresentação, redação online e teste de perfil comportamental. Todas as ferramentas são disponibilizadas gratuitamente.

Os interessados podem tirar suas dúvidas na central de atendimento do CIEE por meio do Whatsapp no número (11) 3003-2433, com o uso do DDD 11. Outro canal disponibilizado pela instituição é a Central de Atendimento com o mesmo número, não é necessário o DDD 11 (o custo é de uma ligação local em qualquer região do País, mesmo que solicite o código de área do Estado).

Agência Brasil