• Ceclin
jun 01, 2009 2 Comentários


CEF e PMV assinam o primeiro contrato no Estado

A Caixa Econômica Federal (CEF) e a Prefeitura Municipal da Vitória de Santo Antão assinaram no último sábado (30), pela manhã, o contrato do primeiro empreendimento em Pernambuco dentro do programa “Minha Casa, Minha Vida”. A assinatura do contrato do Residencial Vitória entre a CAIXA e a Construtora Saint Antôn LTDA para a construção de 278 casas aconteceu na Prefeitura. A conclusão das obras está prevista para 15 meses. O investimento totaliza mais de R$ 10 milhões.

A cerimônia contou com a participação dos superintendentes da CAIXA Nelson Souza e Alex Norat, Secretário das Cidades – Humberto Costa, prefeito do Município, Elias Lira, vereadores, Presidente da Companhia de Habitação – CEHAB, Amaro João , Presidente da Associação Municipalista de PE – AMUPE – Antônio João Dourado (Prefeito de Lajedo) , Construtor (Const. Saint Enton) , Marcelo Hazin , Gerentes Regionais de Negócios, Gerentes Gerais, empregados da CAIXA, Dep. André de Paula (DEM) e demais autoridades.

SOBRE O PROGRAMA

Pelo programa “Minha casa, minha vida”, O Governo Federal pretende construir 44 mil novas casas em Pernambuco, a fim de corrigir o déficit habitacional, e beneficiar milhares de famílias com renda de 0 a 3 salários mínimos que desejam conquistar uma casa própria. No interior de Pernambuco 77 municípios já aderiram ao programa na abrangência da Superintendência Centro Oeste de Pernambuco, totalizando 23.600 inscrições.

O Programa do Governo Federal tem por meta a construção de 1 milhão de casas. Serão, ao todo, 400 mil moradias para a faixa salarial de 0 a 3 salários mínimos, 400 mil de 3 a 6 salários mínimos e 200 mil unidades para a última faixa (de 6 a 10). A previsão do governo é reduzir o déficit habitacional em 14%, que hoje está em 7,2 milhões de unidades.

O investimento total estimado para o programa é da ordem de R$ 60 bilhões, sendo R$ 34 bilhões em subsídios. A estimativa é que esses recursos gerem cerca de 800 mil novos empregos em 2009, 1,6 milhão de novos postos de trabalho em 2010 e 1,1 milhão em 2011.

Para este ano, a meta inicial da CAIXA era aplicar R$ 27 bilhões em financiamento habitacional. Até março, o banco já havia emprestado R$ 7 bilhões, o suficiente para beneficiar mais de 645 mil pessoas em todo o País. O valor é 119% superior ao mesmo período do ano passado.