Ceclin
mar 21, 2022 0 Comentário


Categoria decide construir nova sede do SINTEPE

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco – Sintepe realizou uma Assembleia de Sócios/as na manhã da quinta-feira (17.03) para aprovar um ponto específico de pauta, que foi a construção da nova sede da instituição Sindical. A ampla maioria dos sócios/as presentes aprovou a decisão da diretoria de construir um novo edifício que se adeque às necessidades do Sindicato e a diversas exigências de acessibilidade, segurança, urbanismo e sustentabilidade. Apenas 11 se abstiveram e não houve voto contrário.

A atual sede do Sintepe está com problemas estruturais, infiltrações e problemas elétricos. Além disso, a expansão das atividades do Sindicato fez com que fosse necessário a circulação de mais pessoas trabalhando naquele espaço físico. O auditório do Sindicato também não cumpre com exigências legais de segurança e acessibilidade, por estar no segundo andar e não ter espaços de escape, dificultando inclusive a rápida evacuação diante de uma emergência.

As escadas em espiral, feitas há mais de duas décadas em outra realidade social e econômica, atualmente são consideradas inadequadas pelo Corpo de Bombeiros.

Ainda em novembro do ano passado, o Sindicato já havia aprovado em assembleia anterior a reforma completa da sede. Após análise e projeto apresentado pelo escritório contratado, avaliou-se como mais viável financeiramente para o Sindicato a demolição da atual sede para a construção de outra, nova, nos dois terrenos pertencentes ao Sindicato entre a Rua General José Semeão e Rua do Príncipe.

PROCESSO DEMOCRÁTICO

Para a aprovação da pauta, houve credenciamento, pois para participar da assembleia que decide sobre questões internas do funcionamento do Sintepe é preciso ser filiado. Apesar do assunto ser de fulcro interno e de prerrogativa da própria direção, de acordo com o estatuto do Sintepe, a direção executiva insistiu que a base participasse de cada processo da construção, visto o impacto da decisão.

“Vamos fazer uma próxima assembleia após esta, porque em nossa concepção a categoria tem direito de acompanhar todos os passos dessa grande empreitada do Sintepe”, disse Ivete Caetano, presidenta do Sindicato. “Na próxima assembleia, estaremos com a proposta da construtora e com o valor orçamentário da construção da sede do Sintepe. A categoria participará de tudo, como já ocorreu nesta assembleia onde diversas dúvidas já foram direcionadas ao anteprojeto e respondidas”, concluiu a presidenta.

Há uma Comissão da Reforma formada por diretores do Sindicato que vão acompanhar pari passu todos os encaminhamentos da construção para que ela seja o mais célere e transparente possível.

ETAPAS DA CONSTRUÇÃO

O escritório de arquitetura que ganhou a concorrência para apresentar o anteprojeto da nova sede do Sintepe foi o Neusa Melo, Paulo Camarote, Ubirajara Paes Arquitetura, Urbanismo, Paisagismo.

O Sintepe é proprietário de dois terrenos que, juntos, somam 630 metros quadrados, onde hoje estão a sede da entidade e uma casa que foi comprada pensando numa futura expansão. Ambas serão demolidas para dar espaço ao novo edifício.

O arquiteto Ubirajara Paes, um dos responsáveis pelo projeto, apresentou o conceito com o qual chegou a conclusão de que era preciso construir uma nova sede e se adequar a diversos parâmetros arquitetônicos, hoje impossibilitados de serem realizados na antiga estrutura. “Existem duas vertentes: uma do ponto de vista legal, que a prefeitura exige que seja efetuado o projeto construído. Outra vertente é estética e nesta está o compromisso do arquiteto. Construir com funcionalidade, mas com estética e contribuindo com a cidade”, explicou.