Ceclin
out 07, 2011 0 Comentário


Casos de dengue em Pernambuco diminuem 42,6%, mas alerta continua

Das 31.729 ocorrências registradas em 2011, 732 são consideradas graves. Em 2010, Estado esteve entre os dez do Brasil com risco de epidemia

Do G1 PE

Os casos de dengue caíram 42,6 % em Pernambuco no ano de 2011, em comparação com os nove primeiros meses do ano de 2010, segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde. Apesar da diminuição, o alerta permanece, principalmente com a chegada do verão, quando o número de casos costuma aumentar. No ano de 2010, Pernambuco figurou na lista do Ministério da Saúde como um dos dez estados com risco muito alto de epidemia da doença.

De acordo com a Secretária Estadual de Saúde, em 2011, até o mês de setembro, foram notificados 31.729 casos no estado, distribuídos em 184 municípios, mas apenas 10.559 foram confirmados. No mesmo período de 2010 foram notificados 55.296 casos, confirmando 27.792.

Os dez municípios com mais registros este ano foram Lagoa do Carro, Verdejante, Cumaru, Salgueiro, Moreno, Iguraci, Tuparetama, Altinho, Recife e Vitória de Santo Antão. Dos casos notificados em 2011, 732 estão sendo analisados como dengue grave, ou seja, com complicação ou hemorrágica. Já foram confirmados 59 casos do tipo hemorrágico, em 2011. No ano passado, foram 118.

O gerente de Prevenção e Controle de Zoonoses da Secretaria de Saúde de Pernambuco, Francisco Duarte, explica que o governo está agindo junto às prefeituras na prevenção. O verão é uma das preocupações, uma vez que o calor e a água parada formam um ambiente propício para a proliferação do mosquito da dengue. “As pessoas costumam esquecer que uma tampinha de garrafa ou a vasilha [de comida] do cachorro podem servir como criadouros para o mosquito. Por isso devemos intensificar as ações junto às prefeituras a partir de outubro”, declara.