Ceclin
jan 12, 2010 0 Comentário


CASO SERRITA

Julgamento é adiado pela 4ª vez

Publicado em 12.01.2010

O TRE adiou, pela quarta vez, ontem, o julgamento do processo contra o prefeito de Serrita (Sertão), Carlos Cecílio (PMDB), cassado em primeira instância sob acusação de compra de votos.
O presidente do TRE, Roberto Ferreira Lins, que havia pedido vistas do processo em dezembro, explicou que não conseguiu ainda analisar o processo, em função de uma viagem. E prometeu o voto de desempate na próxima segunda (18). “Inúmeras situações me impossibilitaram de fazer a avaliação necessária para o caso”, justificou-se.
Até agora, o placar no TRE está três a três.
Os desembargadores João Campos, Francisco Julião e Ricardo Correia (substituto) votaram a favor do prefeito, que exerce a função por causa de uma liminar obtida no TRE. Foram contra, Francisco Cavalcanti, Alderita Ramos e Saulo Fabianne.

Lins vai desempatar julgamento
Publicado em 12.01.2010

Os advogados de Carlos Cecílio alegam que houve cerceamento de defesa em relação a um CD com o áudio de interceptações telefônicas realizadas pela Polícia Federal. A defesa pediu uma perícia para que fosse identificada a autoria das vozes.
Caso o presidente do TRE vote a favor do prefeito, o processo voltará à primeira instância para que a perícia solicitada pela defesa seja realizada. Na hipótese de Roberto Ferreira Lins desempatar contra Cecílio, o Pleno do TRE pode começar a julgar o mérito do recurso apresentado.
No dia das eleições municipais de 2008, uma operação da PF prendeu militantes do então candidato Carlos Cecílio portando papéis com nomes de eleitores, quantidade de votos que cada eleitor prometia e o que eles queriam em troca.

(Jornal do Commercio).