Ceclin
jul 10, 2020 0 Comentário


Caruaru cria plataforma de monitoramento da Covid-19

Ferramenta ‘PATIO’ (Patient Tracking Intelligent Observer) será exclusiva para o Município. Imagem: Lafaete Vaz / G1

A Prefeitura de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, criou uma plataforma de monitoramento da Covid-19 em parceria com a Universidade de Pernambuco (UPE), através do SmartLabs (Laboratório de Engenharia de Software Avançada da UPE Caruaru), e financiada pelo Reino Unido.

A ferramenta “PATIO” foi criada para concentrar dados para o monitoramento e acompanhamento dos pacientes que estão em investigação e casos confirmados do novo coronavírus no Município.

O financiamento britânico veio por intermédio do cônsul-geral do Reino Unido no Recife, Graham Lewis Tidey. A prefeitura de Caruaru não vai pagar nada pela ferramenta.

“Só temos a agradecer ao Reino Unido, através do seu cônsul-geral, e à UPE de Caruaru pelos esforços trazidos para a nossa gente. Nossa cidade merece, sim, uma atenção especial, pela sua importância histórica e econômica, por nosso povo guerreiro, que transforma lutas em glória. Juntos vamos sair de mais essa crise, cada vez mais fortalecidos”, disse a prefeita Raquel Lyra.

A plataforma PATIO (Patient Tracking Intelligent Observer), faz alusão Pátio do Forró e foi desenvolvida para Caruaru por alunos e professores de Caruaru, conforme informou Jorge Fonseca, professor da UPE, do curso de Sistemas de Informação, e coordenador do SmsrtLabs. 

“PATIO” 

De acordo com o professor Jorge Fornseca, a ferramenta vai funcionar da seguinte forma: quando o paciente tem seus dados cadastrados na ferramenta, a partir do detalhamento do caso apresentado, o programa vai classificá-lo de acordo com o seu grau de risco.

“A plataforma possibilita um controle maior dos casos e, consequentemente, desafoga as equipes da secretaria, já que esse acompanhamento pode ser feito por várias equipes, como vigilância sanitária, médicos e unidades básicas de saúde, priorizando os casos mais graves”, destacou o coordenador do SmsrtLabs.

A partir da ferramenta, é possível monitorar, através de gráficos, mapas e tabelas, todo cenário da pandemia na cidade. “O PATIO já está em execução, sendo alimentado pela Secretaria Municipal de Saúde com os dados dos pacientes, atuando diretamente no controle ao novo coronavírus na região”, complementa Jorge Fonseca.