Ceclin
fev 23, 2010 1 Comentário


Carnaval 2010 trouxe 800 mil turistas para Pernambuco

Do JC Online
Com informações de Isabelle Figueirôa

O Carnaval 2010 de Pernambuco trouxe 800 mil turistas ao Estado e movimentou R$ 370 milhões. Esses são os dados mais relevantes do balanço divulgado nesta terça-feira (23) pela Secretaria de Turismo e pela Fundarpe.


Durante 12 dias de folia (de 5 a 17 de fevereiro), foram movimentados R$ 370 milhões, 10 milhões a mais que o mesmo período do ano passado. Foram 17 polos de animação, sendo 15 no interior e 2 na capital (Olinda e Recife). “A festa espelhou o clima de celebração em todo o Estado como uma imensa Nação de Carnaval”, disse a presidente da Fundarpe, Luciana Azevedo, reforçando o planejamento regionalizado do Governo pernambucano.


O Estado ficou responsável, na Capital, pela Semana Pré-carnavalesca. Em Olinda, no Fortim do Queijo e no Recife, na Casa da Cultura, além de incentivos ao Galo da Madrugada. Foram 593 atrações, que mobilizou uma média de público de 360 mil foliões por dia nos polos do Interior.


A Fundarpe investiu R$ 16 milhões na programação artística e cultural do Carnaval. As cidades beneficiadas foram Petrolina, Triunfo, Belém do São Francisco, Salgueiro, Bezerros, Pesqueira, Aguas Belas, Vitoria de Santo Antão, Catende, Ipojuca, Nazare da Mata, Paudalho, Timbaúba, Goiana, Itamaraca, além de Olinda e Recife.

Confira abaixo a íntegra da apresentação da Fundarpe:
Carnaval 2010 – Balanço

PESQUISA – A Secretaria de Turismo do Estado realizou uma pesquisa com quase 2 mil pessoas durante os dias de Carnaval em pontos estratégicos para o setor, como o Aeroporto dos Guararapes, Terminal Integrado de Passageiros (TIP), Porto do Recife e as rodovias PE-60 e BR-232. A média estadual de ocupação hoteleira foi de 97%; 92% dos turistas ficaram hospedados no Grande Recife.


Segundo o estudo, o Gasto Médio Individual (GMI) no Estado foi de R$ 111 por turista, cuja permanência média foi de 7 dias. 96,14% dos entrevistados recomendariam o Carnaval pernambucano para amigos e parentes e 79,81% afirmaram que voltarão no próximo ano. A limpeza foi um ponto negativo destacado na pesquisa e que deve ser melhorado, garantiu o secretário Paulo Câmara.