• Ceclin
fev 14, 2011 0 Comentário


Candidatos não prestam atenção em horário e perdem prova da OAB em Pernambuco

JC Online

A bacharela em direito Ana Patrícia de Lima, de 30 anos, iria fazer pela 4ª vez a prova da primeira fase do Exame de Ordem Unificado da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), neste domingo (13). A jovem não chegou nem a entrar no local de realização do exame – Bloco G da Universidade Católica, no Recife – porque perdeu o horário.
Na verdade, ela e uma dezena de outros candidatos não prestaram atenção no que dizia o cartão de inscrição: 14h (horário de Brasília). Como Pernambuco não está em horário de verão, as provas no Estado foram aplicadas às 13h.

Ana Patrícia chegou ao Bloco G às 13h10 e levou um susto quando encontrou os portões fechados. Ela e muitos outros candidatos foram impedidos de entrar no prédio. A polícia foi chamada ao local para acalmar os ânimos dos concorrentes.

“No ano passado, também estávamos em horário de verão e o cartão de inscrição trazia o horário local. Acho um absurdo eles considerarem o horário de Brasília porque estamos em Pernambuco”, disse a bacharela. Além de perder a chance de disputar uma vaga, Ana Patrícia perdeu o investimento de R$ 200 da inscrição.

O Exame de Ordem está sendo aplicado pela FGV. A OAB aplica neste domingo a prova da primeira fase do Exame de Ordem em todo o País. A prova tem duração de 5 horas.

Na primeira fase, os candidatos fazem teste objetivo com 100 perguntas. Os aprovados vão para a segunda fase, que deverá acontecer em março. A segunda fase consiste em prova prático-profissional (dissertativa).