• Ceclin
set 29, 2017 0 Comentário


Caminhada em defesa do asfalto da estrada de Outeiro acontece neste domingo (1º)

ESTRADA-DO-OUTEIRO-Vitória de Sto. Antão

A via que tem início na Rua Professor José Augusto Tibúrcio de Melo (no acesso na antiga BR-232) até chegar à rodovia PE-50, já em Glória do Goitá, passando também pela comunidade do Outeiro, área rural da Vitória de Santo Antão, na Mata Sul pernambucana, é mais uma vez alvo de cobranças por parte da comunidade junto aos órgãos públicos em defesa do seu asfaltamento.

A estrada de 14,6km é de barro, sem calçamento e tem muitos buracos. No inverno é lama, no verão muita poeira. A sociedade civil organizada promove mais uma vez grande Caminhada neste domingo, 1º de outubro, para que o Poder Público viabilize a pavimentação asfáltica da estrada vicinal que liga o Centro de Vitória à comunidade rural de Outeiro. Os participantes irão se concentrar às 05h. da manhã defronte a Igreja Católica na Vila do Outeiro e seguem a pé até a Paróquia de N. Sa. de Fátima, no Bairro de Água Branca, em Vitória.

Importante via de desenvolvimento que permite acesso a inúmeras propriedades, serve ainda de escoamento da produção de hortaliças que predomina na região, além do acesso ao IFPE Vitória que detém pouco mais de 1.500 alunos, de 14 municípios da Zona da Mata e do Agreste. Contudo, para esses estudantes chegarem à unidade de ensino não é fácil. A estrada de Terra Preta, como é conhecida, já foi pauta de cobrança em anos anteriores, sobretudo dos estudantes, situação motivada pelas péssimas condições no acesso ao Instituto.

Desde 2013, o Departamento de Estradas e Rodagem do Estado de Pernambuco (DER-PE) assumiu a responsabilidade pela conservação da via e vem sendo cobrado em inúmeras oportunidades para a viabilização da pavimentação asfáltica da estrada vicinal, no entanto, a intervenção depende do sinal verde do Palácio do Campo das Princesas para dar andamento à demanda.

SERVIÇO

Caminhada Projeto Pró-Asfalto da estrada do Outeiro

Domingo (1º/10), às 05h.

Saída defronte a Igreja Católica da Vila com destino a Paróquia de N. Sa. de Fátima, no Bairro de Água Branca, em Vitória.