• Ceclin
nov 20, 2009 6 Comentários


Câmara de Pombos: a pressão continua

Mais uma vez a Câmara de Vereadores de Pombos contou com a presença maciça dos professores e gestores dos Conselhos de Educação e Fundo de Pensão para a reunião dessa quinta feira (12/11).


Após a chamada dos vereadores e informada a ausência dos vereadores José Chalegre, Maria das Graças Bezerra e Severino Genaro Félix da Silva.

O Presidente da Casa Legislativa, Marcos Severino dos Santos (Marcos de Porteira), do PC do B, deu seqüência ao expediente solicitando a leitura da ata da reunião anterior que posteriormente foi aprovada por todos os parlamentares presentes.



Na leitura da ordem do dia, foi apresentado um projeto de lei do presidente da Câmara que concede título de utilidade pública ao Serviço de Tecnologia Alternativa – SERTA, que é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público – OSCIP, que surgiu em agosto de 1989, (
www.serta.org.br); e dois Requerimentos de autoria do vereador José Roberto dos Santos (Beto da Ambulância) do PR, onde este solicita a instalação de um telefone público na Travessa da Rua do Comércio visando atender aos profissionais da moto táxi que tem um ponto na referida rua.


“A instalação deste aparelho telefônico agregaria valores aos serviços dos mesmos possibilitando a todos de receber chamadas de seus clientes prestando assim melhor serviço à população”, justificou. Outro Requerimento de autoria do mesmo vereador é a solicitação feita a gestão municipal através da Secretaria de Obras da construção de uma passagem molhada na comunidade do Sítio Manoel Mulato devido a dificuldade dos moradores da região em transitar pelo local com sua produção agrícola e do acesso das crianças ao grupo escolar da região, mencionou o parlamentar.

Após a leitura e aprovação do projeto e dos Requerimentos, o Presidente da Casa Legislativa deu continuidade a Sessão abrindo o espaço para as intervenções pessoais dos parlamentares.



O vereador Manoel Marcos Alves Ferreira (Dr. Marcos) do PTB, mencionou um Relatório enviado pela servidora pública a Sra. Iraci, detalhando a situação do Fundo de Pensão do Município que está sendo descontado dos servidores e não está sendo depositado na conta devida, gerando assim um déficit de mais de R$ 300.000,00 (trezentos Mil Reais), que junto ao déficit do Fundeb chega ao montante de quase 1 000.000,00 (Hum milhão de Reais), falou ele reforçando a denúncia.



“Não estou tratando esse problema como um ato ilícito ou desonesto, mas a gestora precisa explicar o que está acontecendo. A situação é de extrema complexidade e após nove meses de gestão a prefeita Jane deveria dar uma explicação para os servidores e a população em geral, aonde eu chego vejo reclamação de falta de pagamento”, pontuou Dr. Marcos.
“No ano passado, nesta mesma época os servidores faziam plano de como iriam gastar o dinheiro das férias, 13º salário e rateio do Fundeb. Hoje eles vivem o pesadelo de não ter salário para gastar no final do ano”, lamentou o parlamentar.

Finalizando, Dr. Marcos afirmou que “todos gostariam de saber o que está acontecendo com essa gestão, pois os repasses têm os mesmos valores dos anos anteriores, no entanto, existe esse déficit enorme e a prefeita deveria comparecer a esta Casa para explicar aos vereadores e principalmente a população as causas deste descalabro”, desafiou.

O vereador Joabes Gomes da Silva (Murilo Força Jovem) começou primeiro elogiando o SERTA devido a importância social desta entidade na vida profissional da população em geral.

“Tenho muitos amigos que passaram por este projeto e hoje estão trabalhando em empresas gerando assim o seu próprio sustento, outros estão utilizando os conhecimentos colhidos no projeto para gerenciar as propriedades de seus pais e familiares”, lembrou o vereador.

Quanto ao movimento dos professores em busca de uma solução aos problemas de caixa do Fundo de Pensão e do Fundeb, o vereador Murilo afirmou que continua firme em sua luta e tem esperança que até o final do ano esses problemas terão um final feliz.

“Estamos em reunião constante com a Prefeita procurando uma solução para esse grave problema”, garantiu.

Murilo mais uma vez externou a preocupação da gestora do município em procurar uma solução para essa crise momentânea dizendo que tudo o que for possível será feito para uma conclusão satisfatória.



Com muita dignidade o vereador Beto da Ambulância – do PR, ocupou a tribuna dizendo-se envergonhado por este momento devido a situação em que se encontra a atual administração, “mas que apesar de tudo ainda acredito na gestão da prefeita Jane Povão (PR) e tenho certeza que até o dia 31 de dezembro essa questão será resolvida de maneira adequada”, disse esperançoso.

“Como vereador desta Casa, fiz oposição durante os oito anos no mandato anterior. Tanto cobrei, tanto exigi e hoje estou sendo cobrado e exigido por uma solução positiva dos problemas que afligem o funcionalismo municipal, isso me causa grande tristeza”, desabafou Beto.

Dada a importância do problema o vereador Beto da Ambulância disse ainda que faltam duas reuniões para o encerramento dos trabalhos parlamentares de 2009 e que vai cobrar e pressionar para que a gestão tenha uma solução positiva para todos.
Pelo qual o Presidente Marcos de Porteira encerrou a Sessão convocando outra para a próxima quinta-feira, no horário regimental.


por Orlando Leite,

Enviado Especial a Pombos.