Ceclin
jul 16, 2020 0 Comentário


Câmara de Chã Grande reprovou contas 2015 de Daniel Alves

Decisão da Câmara comprometerá futuras candidaturas de Daniel Alves. Foto: Jhonata Albuquerque/Chã Grande News

O ex-prefeito de Chã Grande Daniel Alves de Lima (PSC) teve suas contas do Exercício financeiro 2015 (sua última gestão), reprovadas na noite da quarta-feira (15/07), na Câmara de Vereadores. A sessão presidida pelo vereador Jorge Luís (PL), contou com a análise do Parecer do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE), que recomendou ao legislativo municipal a reprovação das contas do ex-gestor, tendo como base 14 pontos discordantes em sua prestação.

A reunião contou com a presença de dez dos 11 vereadores. Apenas o vereador Irmão Zaninho (PL) não esteve presente na Casa Paulo Viana de Queiroz. A votação apontou 07 a 03, reprovando as contas de 2015 de Daniel Alves. A bancada de oposição ao atual prefeito votou em conjunto pela discordância do Parecer do TCE. O resultado da votação, bem como as justificativas dos votos contrários dos vereadores da bancada de oposição, serão apresentadas posteriormente ao TCE.

Recentemente, Daniel que teve um mandato de vereador, vice-prefeito e três de prefeito,   defendeu o trabalho do TCE, da Câmara e do Poder Judiciário em um vídeo compartilhado nas redes sociais. De acordo com ele, sua tranquilidade se dá ao fato das contas não envolverem “desvio de recursos, enriquecimento ilícito e apropriação indébita”. Ou seja, as pendências existentes nas contas de 2015 são “de ordem administrativa”.

FALHAS – As contas de 2015 de Daniel Alves apontam em geral que a Lei Orçamentária Anual não atendeu à legislação; inclusive quando o Município realizou despesas em volume superior à arrecadação de receitas; não foram recolhidas ao RGPS contribuições descontadas dos servidores e contribuições patronais; despesa total com pessoal acima do limite previsto pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), dentre outros pontos.

AUTORIDADES – A reunião dessa quarta-feira registrou a presença de quatro vereadores gravataenses. Participaram os parlamentares Nego Suíno, Dôde Flores, Marcelo Motos e o presidente da Câmara de Gravatá, Léo do Ar (PSDB), que também esteve representando a União dos Vereadores de Pernambuco (UVP). Daniel Alves se coloca como pré-candidato a prefeito de Gravatá nas próximas eleições.