• Ceclin
fev 17, 2011 5 Comentários


Câmara aprova reajuste para os professores vitorienses

por Josimar Cavalcanti



Se 14,7% significa bolso bem remunerado, então os professores da rede municipal de ensino presentes na Sessão da Câmara de Vereadores da Vitória de Santo Antão dessa terça-feira (15), saíram de lá bem satisfeitos com a aprovação unânime do reajuste salarial proposto pela Prefeitura Municipal da Vitória, resultante de um acordo com o Sindicato dos Servidores (SINDVISA), que se fez presente com sua diretoria, advogado e alguns professores.


Com a presença de todos os membros da Casa, teve dois parlamentares que não esperaram pela conclusão dos trabalhos, mesmo diante da importância da categoria para a municipalidade, o Presidente da Casa Diogo de Braga, José Aglaílson (PSB), se fez ocupar por um detalhe julgado mais importante para ele, desculpou-se de que precisava se ausentar para ir visitar a estrutura do que restou do Clube Vassouras o “Camelo”, pelo qual passou a presidência para seu vice, Dr. Saulo (PSB), e se retirou.
Fato estranho, visto que o Clube O Camelo não reúne razões para ser visitado, pois só lhe resta o esqueleto da sacada frontal. O outro, Irmão Duda (PSDC), depois de chegar atrasado à Sessão marcando ponto, não resistiu e logo depois acabou se retirando também.

Além do projeto de reajuste salarial dos professores, a Casa apreciou a sugestão do vereador Pedro Queiroz (PPS), que de pronto apresentou formalmente o projeto de lei para regulamentar a carga e descarga de mercadorias no Centro comercial da Vitória. Este projeto seguiu para as Comissões do legislativo. No bojo da proposta, Queiroz defende que a carga e descarga no Comércio dê-se no horário das 20h. às 4h, devendo os Comerciantes se adequar a esta regulamentação.

O vereador justificou o fato do trânsito de Vitória já está sofrível e acaba sendo penalizado mais ainda por estes veículos que estacionam estrangulando o trânsito nas imediações da Praça Duque de Caxias. A Câmara recebeu o ofício da Associação Comercial que se posiciona contra esta sugestão, pelo qual Queiroz afirmou que a partir do momento que a Câmara decide por maioria, não cabe questionamentos ou imposições de pequenos segmentos da sociedade.

Outros projetos também foram encaminhados às Comissões, destaca-se a aprovação da mudança de nome de uma rua, a Antonio Dias Cardoso, na Matriz, que passará a se chamar Rua Profa. Lenira Santos, em homenagem a educadora que lecionou na Faintvisa e no Colégio Municipal 3 de Agosto.


Para Novo da Banca (PSB), o comércio vitoriense necessita de um policiamento ostensivo e sugeriu a instalação de um posto policial fixo na Av. Mariana Amália, reforçando a sugestão do Vereador Everaldo Arruda. Aproveitou para expor uma ideia de um eleitor seu, que fez uma sugestão no mínimo esdrúxula, a de que a Praça 3 de Agosto (praça do Jacaré) fosse transformada em um campo de estacionamento, sendo rebatido ironicamente pelo seu colega Pedro Queiroz.

Com a transferência do Tiro de Guerra, base do Exército no Alto do Reservatório, em Vitória, para o Monte das Tabocas, o vereador Novo da Banca considera a transferência inviável em razão de sua visita ao Sargento, o qual declarou que serviam nessa base jovens que a princípio teriam dificuldade de locomoção e transporte. Novo sugeriu que a Prefeitura viabilizasse transporte neste sentido, sendo mais uma vez rebatido por Queiroz.

Pedro Queiroz sugeriu nesta Sessão que a administração do novo Zoológico que também será transferido para o Monte das Tabocas, fique nas mãos do Centro Acadêmico da UFPE/Vitória. Denuncia, na oportunidade, de que um fazendeiro desvia água no Distrito de Pirituba, razão pela qual os moradores sofrem com um irregular abastecimento d’água.

Adiante, Geraldo Enfermeiro (PSB) denuncia que em visita de averiguação à Praça da Matriz, que está em reforma, constatou máquinas da Prefeitura fazendo o serviço da empresa licitada. O qual, segundo ele, quase que sofria agressões da parte de funcionários da Prefeitura, o qual chamou todos de “babões”. Sendo apoiado por Dr. Saulo, que aproveitou para cobrar do Prefeito Elias Lira (DEM) a definição dos prazos, o orçamento e detalhes do processo licitatório da Praça da Matriz de Sto. Antão.


Na oportunidade, Geraldo Enfermeiro teceu comentários elogiosos ao Editor deste Blog, Lissandro Nascimento. Para o parlamentar, apesar de ter tido discordâncias políticas com Lissandro na legislatura passada, afirmou: “Quero parabenizar o Professor Lissandro pela coerência do conteúdo do seu Blog. Que têm se portado como um veículo de informação de bom padrão”, sentenciou.


Na defesa do Prefeito Elias Lira, que foi plenamente criticado pela oposição nesta noite, o líder do Governo, Pedro Queiroz, saiu em sua defesa. Lembrou que em governos passados os professores eram agredidos em público, levando até tapa na cara. “Os lixos de ontem que não sejam os de hoje”, frisou.


Nesse momento é rebatido por Geraldo, que chegou a cobrar a presença do Secretário de Planejamento na Casa, o Sr. Barbosa, para prestar esclarecimentos quanto ao processo de execução orçamentária da reforma da Praça da Matriz. “A Prefeitura trata com desdém esta Casa. A prefeitura, na verdade, está ‘evacuando’ nesta Câmara”, afirmou indignado, em uma Sessão longa que se encerrou no final da noite.




por Josimar Cavalcanti,
Correspondente do Blog.



SAIBA MAIS:



André de Bau: “Um dia frio. Um bom lugar pra ler um livro. E o pensamento lá em você, e sem você não vivo…”


Sindvisa: “Falta agora o reajuste das demais categorias”.



Até a próxima Sessão…