• Ceclin
abr 17, 2019 0 Comentário


Brasil se prepara para Copa América 2019 com jogos em 5 cidades

0_Czech-Republic-v-Brazil-International-Friendly

Entre os próximos dias 14 de junho e 7 de julho acontece a mais importante disputa de seleções do continente. A 46ª edição da Copa América acontecerá no Brasil com 12 participantes em cinco cidades brasileiras – com jogos em seis estádios.

Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador Rio de Janeiro e São Paulo recebem as partidas, sendo que na capital paulista, dois estádios servirão de palco nos confrontos: A Arena Corinthians, popularmente chamado de Itaquerão, e o Estádio do Morumbi, casa do São Paulo. Nas outras capitais acontecem jogos no Mineirão, na Arena Grêmio, na Fonte Nova e claro, no Maracanã, casa da final.

As seleções participantes são 10 da Conmebol e 2 equipes convidadas. As equipes do continente são Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai, Venezuela e os anfitriões, os brasileiros. Dentre os convidados estão os japoneses e a seleção do Qatar. Esta é a quinta vez que o território brasileiro é o país sede.

Aliás, cabe ao Brasil a estreia do torneio, que acontece no dia 14 de junho no Estádio do Morumbi contra a seleção boliviana. Peru e Venezuela também fazem parte do grupo A.

O Uruguai é o maior campeão da história do torneio, com 15 troféus levantados, seguido pelos hermanos argentinos, com 14 vitórias e pelo Brasil com 8 – sendo a última em 2007.

A equipe brasileira, liderada pelo técnico Tite será anunciada em evento na CBF no próximo dia 17 de maio e a concentração será no já tradicional centro de treinamentos, a Granja Comary, em Petrópolis, Rio de Janeiro.

A expectativa é que Neymar esteja recuperado de lesão até lá – o mesmo acontece com Vinicius Jr. O jovem craque do Real Madrid vinha fazendo ótimas partidas pelo time espanhol e foi convocado para os últimos compromissos da equipe mas acabou machucando e foi cortado. Sobre o assunto, Tite comentou: “Se ele jogar muito, virá a ser convocado, sim”, disse.

Vinicius-Junior-0

Ele foi a estrela do lançamento do novo uniforme da equipe, com a cor branca, fugindo dos tradicionais amarelo e branco. A cor foi usada em 1950 – quando acabamos derrotados pelos Uruguaios na inesquecível final no Maracanã. Em entrevista coletiva, o garoto se mostrou emocionado: “Primeiramente quero agradecer o carinho que vocês têm por mim, por me fazerem o convite de vestir essa camisa, que há muito tempo o Brasil não veste. Obrigado a todos”, disse Vinicius.

Sobre a cor da camisa, a torcida ficou divida nas redes sociais mas a fornecedora do material e patrocinadora, Nike, prevê um bom número de vendas, principalmente se acontecer um título nesta próxima competição.

Tite nega, mas o favoritismo está com o Brasil. Segundo o site de apostas esportivas Betway, a Seleção Canarinho é a preferida entre os internautas, pagando 2,62 para 1 aposta vencedora (dados extraídos no dia 12/04/2019). Logo depois vem a Argentina e os chilenos.

Além de Neymar e Vinicius, outro jogador em plena recuperação é um dos preferidos de Tite na Copa da Rússia em 2018 – o atacante Douglas Costa, atualmente na Juventus, da Itália. O companheiro de time de Cristiano Ronaldo sofreu uma lesão muscular na panturrilha e voltou aos trabalhos recentemente, ampliando o leque de possíveis convocados: “muito bom estar de volta aos treinos, é um primeiro passo. Sempre bom estar no gramado, estar com os companheiros nas atividades normalmente, se sentindo bem, parte do grupo. Espero que eu possa adquirir o ritmo de volta o quanto antes e poder ajudar em campo também”, comentou o atleta.

psg-neymar-reprend-l-entrainement-avec-le-groupe-2-semaines-de-la-finale-face-rennes

A disputa pelas vagas no ataque do time promete ser boa. Neymar é praticamente unanimidade e não deve ficar de fora. Além de Vinicius e Douglas, estão na batalha David Neres, Everton, Willian, Roberto Firmino, Gabriel Jesus e Richarlison. Ainda não se sabe quando Neymar entra em campo mas a previsão é que aconteça no final do mês pelo campeonato francês, pelo PSG ou até mesmo no jogo final da Copa da França, contra o Rennes. A equipe de Paris já conta com o brasileiro nos treinamentos. Se tudo correr como o previsto, o nosso camisa 10 terá cerca de um mês para recuperar a forma física e o ritmo de jogo.