• Ceclin
jul 15, 2019 0 Comentário


Bolsa do Google abre inscrições para programa de pesquisas

Serão distribuídos R$ 2 milhões entre projetos oriundos das universidades da região. As inscrições vão até 29 de julho. Foto: Reza Rostampisheh/Unsplash

Serão distribuídos R$ 2 milhões entre projetos oriundos das universidades da região. As inscrições vão até 29 de julho. Foto: Reza Rostampisheh/Unsplash

Pelo sétimo ano consecutivo, o Google realiza o Latin American Research Awards (LARA), criado com o propósito de impulsionar a inovação e premiar projetos que se propõem a resolver problemas do dia a dia por meio da tecnologia. O programa é voltado para estudantes de mestrado ou doutorado de universidades da América Latina e também para seus professores e orientadores. As inscrições podem ser feitas até 29 de julho.

Este ano, o LARA distribuirá R$ 2 milhões para projetos oriundos de toda a região. Os pesquisadores selecionados receberão bolsas individuais para desenvolver seus projetos em ciência da computação, engenharia e áreas afins no decorrer de um ano.

Instruções no https://ai.google/research/outreach/latin-america-research-awards/

Desde o lançamento, em 2013, o LARA já beneficiou mais de 70 projetos em toda a América Latina. Característica marcante de vários desses projetos é a busca por soluções de tecnologia para grandes problemas do cotidiano, problemas que permeiam áreas diversas, como o empreendedorismo digital e a saúde pública.

Em um contexto como o de hoje, em que a tecnologia avança a passos largos e oferece cada vez mais ferramentas, projetos de pesquisa acadêmica voltados a resolver problemas do dia a dia são cada vez mais relevantes.

Sabendo que a América Latina é hoje um grande polo de inovação, o Google quer incentivar a pesquisa em diversas áreas de interesse e buscar projetos que sejam também relevantes localmente. Em parceria com as universidades locais, a ideia é fortalecer a conexão da pesquisa com a economia e a sociedade em geral e aumentar a circulação do conhecimento.

Os projetos serão selecionados por um comitê formado por engenheiros do Centro de Engenharia em Belo Horizonte (MG).

Conheça os campos de pesquisa contemplados:

– Geo/Maps
– Interação entre humanos e computadores
– Recuperação, extração e organização de informações (incluindo gráficos de semântica)
– Internet das coisas (incluindo cidades inteligentes)
Machine learning (aprendizado de máquinas ) e data mining (mineração de dados )
– Dispositivos móveis
– Processamento natural de línguas
– Interfaces físicas e experiências imersivas
– Privacidade
– Outros tópicos relacionados a pesquisas na web.