Ceclin
jul 28, 2020 0 Comentário


BNDES fará projetos de concessão de rodovias pernambucanas

(PE-45 Rodovia que liga Escada a Vitória de Santo Antão)

BNDES estruturará projeto para concessão de 272 km de rodovias estaduais em PE

O governo de Pernambuco contratou o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para fazer estudos para estruturar um projeto de concessão à iniciativa privada de 272 quilômetros de estradas estaduais, informou a instituição de fomento. O BNDES e o governo estadual assinaram o contrato na última sexta-feira, 24 de julho.

O projeto inclui trechos de quatro rodovias (PE-045, PE-050, PE-060 e PE-090), que passam por 30 municípios pernambucanos. Estudos preliminares do governo estadual estimaram a necessidade de investimentos de R$ 850 milhões ao longo do prazo de concessão nos trechos.

“A expectativa é que o processo possa facilitar o escoamento de cargas de importantes polos logísticos e industriais na região metropolitana de Recife e no Interior, como é o caso do complexo de Suape e do polo industrial de Vitória de Santo Antão; fortalecer o turismo no litoral sul, gerando emprego e renda; e estimular o desenvolvimento de cidades do agreste pernambucano que têm se destacado nacionalmente na produção de roupas, como Toritama”, diz a nota divulgada pela BNDES.

Pelo acordo firmado, BNDES definirá o escopo dos estudos a serem realizados, contratará os consultores para suporte à execução do trabalho, coordenará e fiscalizará o trabalho o desenvolvido. Pelo lado do governo, a gestão será da Secretaria de Desenvolvimento Urbano de Habitação (Seduh), por meio do Programa de Parcerias Estratégicas de Pernambuco (PPPE), e da Secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos. O contrato firmado é decorrente de um acordo de cooperação técnica firmado em 2017 entre o governo e o banco com o objetivo de avaliar projetos de concessão que sejam viáveis e economicamente interessantes para o Estado.

Além de gerir os estudos, BNDES promete realizar roadshows junto a potenciais interessados na concessão e dará o apoio necessário à realização do procedimento licitatório para transferência do empreendimento à iniciativa privada.