Ceclin
jan 04, 2012 0 Comentário


Bancos demitiram 503 bancários em Pernambuco em 2011

Os bancos que atuam em Pernambuco dispensaram 503 bancários em 2011, segundo levantamento do Sindicato, com base nas homologações realizadas pela entidade. O Itaú e o Santander lideraram os cortes, confirmando as denúncias de demissões em massa que o Sindicato fez ao longo do ano passado inteiro (confira os números no final da matéria).

Para a presidenta do Sindicato, Jaqueline Mello, as demissões são vergonhosas, já que os bancos continuam ampliando cada vez mais sua já gigantesca lucratividade. “As demissões no sistema financeiro nacional são inaceitáveis, já que os bancos continuam sendo o setor mais lucrativo da economia brasileira. Só entre janeiro e setembro do ano passado, o lucro dos bancos chegou a R$ 37,2 bilhões. Considerando apenas o terceiro trimestre do ano, último resultado divulgado, a lucratividade das instituições financeiras cresceu 41% na comparação com o mesmo período de 2010”, comenta.

O levantamento realizado pelo Sindicato aponta que não houve nenhuma demissão por justa causa em Pernambuco no ano passado. “Das 503 homologações, 265 foram sem justa causa, sendo que grande parte era de bancários bem avaliados pelos bancos. Ou seja, as instituições financeiras dispensam funcionários bons apenas para contratar outros sem experiência para ganhar salários bem menores. É a chamada rotatividade, que reduz os rendimentos dos bancários e amplia os lucros dos bancos”, comenta Jaqueline.

A rotatividade – Segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), a rotatividade tem sido usada pelos bancos de forma acintosa para reduzir os salários. Conforme levantamento da instituição, a remuneração média de quem foi admitido até setembro do ano passado (R$ 2.487,74) foi 38,45% inferior à média salarial dos desligados (R$ 4.041,62).

Com informações do Sindicato.