Ceclin
out 15, 2010 7 Comentários


Associação de gays e lésbicas pede a presidenciáveis o fim dos ataques pessoais

A Associação Brasileira de Gays, Lésbicas, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT) divulgou hoje (15) carta aberta aos presidenciáveis José Serra (PSDB) e Dilma Rousseff (PT) na qual que pede a retomada do debate de ideias e o fim de ataques pessoais.

“Voltem [candidatos] a conduzir o debate para o campo das ideias e do confronto programático, sem ataques pessoais, sem alimentar intrigas e boatos. Nós, da ABGLT, sabemos que o núcleo das diferenças entre vocês [PT e PSDB] não está na defesa dos direitos da população LGBT ou na visão de que o aborto é um problema de saúde pública”, diz a carta da associação, que elogia ações dos dois candidatos na defesa de direitos dos homossexuais.

O aborto ganhou espaço no debate ente Dilma e Serra no segundo turno. Em carta divulgada hoje na internet, a candidata do PT afirmou ser contra o aborto e garantiu que, caso eleita, não fará mudanças na atual legislação. Ela não tratou da questão da união civil entre pessoas do mesmo sexo. Serra disse ontem (14) ser favorável à união civil homossexual.

A ABGLT critica o debate de temas religiosos na campanha eleitoral e destaca que deve ser respeitado o Estado brasileiro laico, ou seja, sem religião. “Causa extrema preocupação constatar a tentativa de utilização da fé de milhões de brasileiros e brasileiras para influir no resultado das eleições presidenciais que vivenciamos. O movimento LGBT defende apenas e tão somente o respeito à democracia, aos direitos civis e à autonomia individual.”
(Agência Brasil)