Ceclin
jul 04, 2016 0 Comentário


Aproxima-se possível suspensão de liminar de afastamento de Bruno Martiniano

cpx_2502_bruno_martiniano_-_prefeito_gravata

Gravatá Notícias

Segue em ritmo acelerado o pedido de Suspensão de Liminar requerida por Bruno Martiniano (PTdoB) sobre a decisão do seu afastamento da Prefeitura de Gravatá, no agreste pernambucano. O pedido já está no birô do Ministro e Presidente do Superior Tribunal de Justiça  (STJ), Ricardo Lewandowski, e tudo indica será de decisão favorável para o regresso do gestor.

No último dia 30 de junho, o Ministro suspendeu a liminar que afastava o prefeito de Araçatuba (SP), Aparecido Sério da Silva, que assim como Bruno Martiniano foi afastado da prefeitura após ser denunciado pelo Ministério Público do Estado de São Paulo (MPSP) por crime de responsabilidade.

No pedido de liminar, Bruno Martiniano alega que pouca coisa mudou no município e que a medida tomada pelo TJPE foi drástica, tendo em vista que até a presente data não houve o julgamento do mérito do processo, mesmo passado o prazo de 180 dias da intervenção, com o perigo de haver violação da ordem pública e do direito subjetivo do prefeito afastado sem motivação plausível nem concorrência de ato concreto apto a justificar a medida.