Ceclin
jul 26, 2021 0 Comentário


Aposentadorias sob ataque, alerta Sindsep-PE

Desde quando assumiu o governo, em janeiro de 2019, tudo o que o presidente Bolsonaro tem feito visa favorecer seus aliados, os empresários brasileiros, as grandes corporações internacionais e os Estados Unidos da América (EUA), em detrimento do Brasil e de toda a classe trabalhadora.

E os(as) aposentados(as) e pensionistas têm sido um grupo social dos mais atingidos. Não contente com a aprovação da reforma da Previdência, que obrigará muitos brasileiros e brasileiras a trabalhar até seus últimos dias na terra, agora Bolsonaro atua para atrasar a concessão de aposentadoria para os que já têm direito a ela.

Com a redução dos servidores públicos do INSS, as filas para aquisição das aposentadorias, que haviam sido reduzidas nas últimas décadas, estão de volta. O Brasil tem hoje a menor taxa histórica de reposição de servidores que se aposentam. O INSS, por exemplo, está com menos 50% de funcionários. Enquanto isso, já existe 1,8 milhão de pessoas aguardando benefícios.

E para piorar a situação, agora o governo mira nos servidores federais. Recentemente foi publicada uma nova Portaria para regulamentar o Decreto nº 10.620, que tem a finalidade de centralizar os processos de aposentadorias e pensões do Regime Próprio de Previdência Social da União. Pelo decreto, o INSS recebeu a competência para centralizar a concessão e manutenção de aposentadorias e pensões de autarquias e fundações públicas do Poder Executivo Federal. Ou seja, agora os servidores irão engrossar ainda mais a enorme fila do INSS. Antes, tudo era resolvido no órgão de origem do servidor.

“O objetivo de quem faz parte deste governo é o de massacrar a classe trabalhadora e seus representantes. Aposentadoria é um direito de todos! Por isso, estamos lutando, dia a dia, para retirar Bolsonaro do poder. Mas precisamos da união de todos”, comentou o coordenador geral do Sindsep, José Carlos de Oliveira.

Sindicato dos Servidores Públicos Federais de Pernambuco – SINDSEP-PE.