Ceclin
fev 08, 2011 0 Comentário


Após as chuvas, Palmares terá casas e novo hospital

Pe360graus.com

Uma esperança para os moradores de Palmares, na Mata Sul, que tiveram as casas destruídas pelas chuvas do ano passado: a previsão é que as novas moradias fiquem prontas até março deste ano. Também está em fase final de construção o novo hospital regional do município.

No hospital deverá funcionar o serviço de emergência, tanto para crianças quanto para adultos. A previsão da Secretaria de Saúde era de inaugurar a obra em dezembro. Pouco mais de um mês depois do prazo, falta pouco.

O prédio está pronto, em fase de limpeza. Os equipamentos, como Raio X, já estão instalados. Os móveis chegaram, devem ser arrumados nos próximos dias, de acordo com o diretor do novo Hospital Regional. E os funcionários e médicos, que se espalharam por outras unidades de saúde depois da enchente, estão sendo chamados para entrar nas escalas de trabalho.

“O prédio já está todo pronto, já estamos com todos os equipamentos. Nós estamos agora convocando os trabalhadores que estão cedidos à prefeituras. Nós vamos fazer isso essa semana e a partir do dia 20 temos certeza que tudo estará montado, com as escalas de plantão definidas para o secretário inaugurar a partir desse dia”, explicou Alexandre Falbo, diretor do Hospital Regional de Palmares.

A segunda etapa da obra está em fase de preparação do terreno. Na área deverão funcionar UTI, setor de internamento e salas de apoio como de lavagem de material, por exemplo.

Num terreno bem perto, o projeto do Governo prevê ainda a construção de 2.610 moradias em Palmares. No lugar conhecido como Quilombo I, estão sendo erguidas as primeiras 300. Quarenta estão quase prontas. Elas têm sala, cozinha, banheiro e dois quartos.

Mas mesmo nas que estão com as obras mais adiantadas ainda não dá pra morar. Falta construir, por exemplo, uma caixa d’água fora, para abastecer a vila e os postes de iluminação ainda não foram instalados.

As outras estão em diferentes estágios de construção. A previsão do Governo é entregar 100 até março e 200 até junho. O Governo ainda não estabeleceu os critérios que vão definir quem vai ocupar as casas primeiro.

A Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos é quem está tratando, inclusive, é a secretaria responsável pelo pagamento de auxílio moradia. “Nós vamos receber esses critérios para as definições e até março queremos entregar essas casas inicialmente em Palmares”, destacou Nilton Mota, presidente da CEHAB.

Ao todo, as enchentes do ano passado destruíram 18.610 casas nos 41 municípios atingidos pelas chuvas. De acordo com a Companhia Habitacional de Pernambuco (CEHAB), a previsão é de que até o fim deste ano todas as moradias estejam construídas.