Ceclin
jan 03, 2015 0 Comentário


André de Paula prevê reajuste na tarifa de ônibus

Aumento de ônibus no início da gestão. Foto: Leo Motta / Folha de Pernambuco

Aumento de ônibus no início da gestão. Foto: Leo Motta / Folha de Pernambuco

GOVERNO O novo secretário das Cidades, André de Paula, confirmou que o reajuste das passagens na Região Metropolitana será uma das primeiras medidas da sua secretaria

Devidamente nomeado como auxiliares de Paulo Câmara (PSB), os secretários estaduais já começam a enfrentar as missões de início de governo. Umas das mais impopulares, a do reajuste no valor das passagens de ônibus da Região Metropolitana do Recife (RMR), recaiu sobre o Secretário das Cidades, André de Paula (PSD). “Isso está ocorrendo em todos os Estados e em todas as capitais, apesar de não ser um tema simpático. Não vamos fazer isso com alegria, mas não há como fugir do reajuste”, declarou André, ontem, logo após ser empossado pelo governador.

O Secretário disse que o governo estadual tem empregado recursos públicos no transporte coletivo, mas que ainda assim a ajuda não é suficiente para segurar os valores atuais das tarifas de ônibus. “Não podemos cobrar a melhoria do sistema de transporte público se não garantirmos um mínimo de recursos para ele”, falou. Depois, em conversa com a reportagem do Jornal do Commercio, André de Paula negou que vá reajustar as passagens e usou outro termo para se referir ao aumento. “Não será reajuste, mas uma reposição. Há dois anos isso não acontece e até por Lei estamos obrigado a fazer esse realinhamento”, explicou.

O Secretário vai passar o fim de semana tratando do assunto e espera ter uma definição nesta segunda-feira sobre a próxima reunião do Conselho de Transportes quando colocará o tema em discussão. Ele disse que tentará encontrar uma forma de minimizar o prejuízo financeiro aos usuários do transporte coletivo.

Hoje, uma pessoa que utiliza qualquer linha do anel A paga R$ 2,15. As demais custam R$ 3,35 (anel B); R$ 2,65 (anel D) e R$ 1,40 (anel G). “Vamos encontrar a forma mais conveniente, a que preserve mais o interesse do cidadão. Esse é o nosso desafio”, argumentou.

Poucas horas antes de André de Paula dar o reajuste nas tarifas como certo, Paulo Câmara desconversou sobre o assunto em entrevista ao radialista Geraldo Freire, da Rádio Jornal. Ele foi questionado sobre a iniciativa de aumentar as passagens e respondeu de forma evasiva. “Precisamos ter todas as informações para tomar uma decisão que seja de acordo com a melhoria do sistema. Queremos um transporte público de passageiros que funcione cada vez melhor”, disse.