Ceclin
dez 22, 2010 2 Comentários


Analistas avaliaram 2010 no Mesa Redonda

A última edição 2010 do Mesa Redonda do Programa A VOZ DA VITÓRIA, transmitido pela Rádio Tabocas FM (98,5) em Vitória de Santo Antão, no início da tarde da sexta-feira (17), contou-se com a participação do Cientista Político Hely Ferreira e do Economista Joeides Pereira; ambos retrataram os principais fatos, notícias e acontecimentos que marcaram o dia a dia dos brasileiros no ano de 2010, bem como os bastidores políticos de nossa região.

O debate foi mediado pelo apresentador Lissandro Nascimento, que mencionou um dos assuntos mais repercutidos no Brasil e no Mundo durante este ano que foi o fato dos brasileiros terem escolhido pela primeira vez na história do País, uma mulher para a Presidência da República.

Para o Cientista Político Hely Ferreira, Pernambuco é o primeiro Estado no Brasil onde uma mulher já governou.

“Fato que surpreende a muitos, porém quando o Estado ainda fazia parte da capitania portuguesa, e Duarte Coelho teve que se ausentar por duas vezes para se deslocar a Côrte de Lisboa, sua esposa Brites Coelho comandou a Capitania, pois ainda no tempo colonial nosso Estado já teve o domínio de uma mulher”, comparou.

“A vitória de Dilma Rousseff veio se ajustar dentro de um espaço muito significativo da política de nosso País, embora a tradição de nossa política seja fortemente masculina e principalmente na região Nordeste […] daí tivemos uma surpresa com o maior foco em nossa região, aí vem a discussão: isto foi propósito da candidata ou um reflexo do atual Governo Lula?”, destacou Hely Ferreira.
Para o Economista Joeides Pereira “Foi muito importante a eleição de Dilma Rousseff, não pela questão de gênero, mas por todo projeto que esteve nos bastidores desta campanha; pela continuidade de um Governo com 87% de aprovação no Brasil, pois não poderia ser diferente”. Joeides acredita que em uma conjuntura como esta do atual Governo, qualquer candidato apoiado por Lula seria possivelmente eleito.

De acordo com Lissandro Nascimento, houve um diferencial após o término das eleições presidenciais em comparação às outras depois do período da Ditadura Militar. O foco nos problemas estruturais do País ficou muito pobre e se resumiu em religião e comportamento sexual.

Na opinião de Joeides Pereira, “uma eleição como qualquer outra campanha que seja realizada, é formada pela conjuntura do momento, e se joga aquilo que está na mesa. A oposição este ano não teve como atacar o Governo de frente, teve que ficar na defensiva”, analisou.
A questão econômica para Hely Ferreira este ano passou batido, por ter na disputa dois candidatos fracos em oposição. “Pois as pessoas tem que entender que Dilma não é uma candidata do PT, mais sim do laboratório de Lula, pois a sua própria origem nunca foi do Partido dos Trabalhadores”, sentenciou.

A reeleição do Governador Eduardo Campos (PSB), foi bastante signifivativa em cima de um adversário histórico, Jarbas Vasconcelos (PMDB).
Para Joeides Pereira, “Jarbas Vasconcelos é um grande referencial na Política Nacional, saiu de um Governo muito bem avaliado, mas a impressão é que todos tentaram se vingar de Jarbas, seus inimigos e também aliados, pela questão arrogante, por tratar-se de uma pessoa que não tem compromisso com a gestão Lula, então isso deve-se como fator de avaliação”.

Mencionado por Lissandro quanto as eleições 2010, especificamente para Deputados em Vitória de Santo Antão, se os resultados fustigaram ainda mais as próximas eleições de Prefeito em 2012.
Para o Cientista Político Hely Ferreira as “Eleições municipais não tem uma relação tão forte quanto a de Deputado, pois se a realidade fosse do jeito que estamos acompanhando, o Deputado mais votado de uma cidade seria o Prefeito, dentro de dois anos, pois existem fatores que precisam ser analisados. Aqui mesmo em Vitória de Santo Antão só tem chance de ser Prefeito quem tem um grupo político. Um fato muito interessante é que as pessoas sempre questionam que está na hora de renovar com um candidato diferente, e sempre algumas pessoas se lançam e o povo não vota. Então daí a razão de se permanecer a polarização dos mesmos grupos políticos na cidade”.

Pernambuco hoje vive a experiência das Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s), no caso da Vitória de Santo Antão já começa a se preparar para o Sistema de Saúde Plena (a municipalização do sistema público de saúde), sendo um dos fatos que marcaram o setor no ano 2010.
Para Joeides Pereira “as Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s), é um modelo importado do Rio de Janeiro, pois estas unidades tem realizado um bom trabalho no Estado de Pernambuco, porém no Brasil as coisas só melhoram dentro de um consenso geral. Vendo que para próxima década está se construindo este consenso, tanto na educação, quanto na saúde”, previu.

Lembrado por Lissandro que o Brasil hoje vem se destacando como um dos maiores aglutinadores dos esportes no Mundo, com a realização da Copa do Mundo de Futebol em 2014 e as Olimpíadas em 2016; pelo qual Recife será uma das 12 sedes no País a receber os jogos, Hely Ferreira acredita que possa dar tempo das obras serem concluídas para receber os jogos no Recife, embora o prazo seja muito curto.
Avalia também a possibilidade de ter uma catástrofe ambiental, como ocorreu no mês de junho em todo o Nordeste com as enchentes, inclusive em Vitória de Santo Antão e cidades vizinhas, aproveitando para questionar se estamos preparados para esta imprevisibilidade.
Para o Cientista Político trata-se de uma situação complicada que deve ser analisada com cautela, lembrou também da questão da segurança e de todas as medidas que devem ser tomadas em relação a estes jogos.

Por fim avaliaram o bom momento econômico que a região vive, tendo Vitória como polo, com a vinda de dezenas de empresas nacionais e internacionais aqui se instalando. Ambos foram categóricos em afirmar como desafio para o próximo ano: “Capacitar a nossa mão de obra local”, finalizaram.



Apresentação: Lissandro Nascimento.
Produção: Jáder Siqueira, Emerson Lima.