Ceclin
nov 19, 2021 0 Comentário


Amaraji, Gravatá e Primavera autorizadas a receber novos canais digitais

Portaria publicada nesta sexta-feira contempla 84 municípios elegíveis para receber o sinal digital de TV por meio do programa Digitaliza Brasil 

O sinal digital de TV chegará a cidades brasileiras acompanhado de mais diversidade na programação. Nesta sexta-feira (19.11), o Ministério das Comunicações (MCom) concedeu autorização para que dez emissoras transmitam o conteúdo em 84 cidades de Alagoas, Bahia, Pernambuco e Sergipe, todas contempladas pela fase 1.3 do programa Digitaliza Brasil. Foram liberados 102 novos canais para a execução do serviço em tecnologia digital. A lista completa dos municípios e das emissoras consta na Portaria 4.099, publicada no Diário Oficial da União.

Das cidades que receberão a nova programação, 15 são alagoanas, 20 baianas, 46 pernambucanas e três sergipanas. Essas localidades ainda contam apenas com sinal analógico, mas já estão aptas para digitalização. Por meio do Digitaliza Brasil, municípios receberão infraestrutura compartilhada para transmitir em sinal digital e, assim que a estação de TV for ativada, os novos canais já estarão disponíveis para os moradores.

Dos municípios pernambucanos, destacam-se Amaraji, Primavera e Palmares (na Mata Sul) e Gravatá (Agreste). O Ministério autorizou a TV Omega LTDA, bem como a Rádio e Televisão Bandeirantes S.A. a atuarem nessas cidades através dos Canais Digitais de números 26, 28, 31 e 39.

“A maioria das cidades hoje conta apenas com uma única emissora e único canal. Com o Digitaliza Brasil, será possível oferecer até oito canais em qualidade superior e garantindo, assim, acesso à informação aos brasileiros”, enfatizou o secretário de Radiodifusão do MCom, Maximiliano Martinhão. Ao todo, já foram consignados 319 canais para cidades de Alagoas, Bahia, Sergipe e Pernambuco.

DESBUROCRATIZAÇÃO — Para garantir à população acesso aos novos canais digitais de maneira célere, o MCom determinou, na Portaria que criou o Digitaliza Brasil, que o processo de consignação e autorização de novos canais seja simplificado. Já foram consignados mais de 1.140 canais em todo o Brasil para atender os municípios contemplados no programa.