• Ceclin
abr 03, 2009 1 Comentário


Alvirrubros venceram o Vitória

Náutico não larga os calcanhares do Sport

Publicado em 03.04.2009

Elias Roma Neto
João de Andrade Neto

Em mais uma partida tranquila, o Náutico jogou o suficiente para vencer o Acadêmica Vitória por 3×0, ontem, nos Aflitos, e segue a um ponto do líder Sport na disputa pelo título do segundo turno do Campeonato Pernambucano – tem 21, contra 22 dos rivais. Marcaram para os alvirrubros o meia chileno Daniel “Chucky” Gonzáles e os atacantes Anderson Lessa e Gilmar, este último empatou na artilharia do Estadual com Marcelo Ramos (Santa Cruz), Ciro (Sport) e Fábio Silva (Central), todos com 13 gols.
Na próxima rodada, o Timbu tem uma boa chance de passar o Leão, já que os rubro-negros têm duelo difícil contra o Santa Cruz, domingo, na Ilha do Retiro. Os alvirrubros encaram adversário mais modesto, o Petrolina, também domingo, no estádio Paulo Coelho.
Na partida de ontem, que pode ter sido a última de Sérgio China no comando alvirrubro (ver matéria abaixo), o Náutico entrou desfalcado na lateral-esquerda. Com isso, o zagueiro Asprilla atuou improvisado na posição, abrindo espaço no meio para a estreia como titular de Gonzáles.
Considerando o horário de 15h45 de uma quinta-feira, o time contou com o bom público de 5.735 pessoas. O Timbu não demorou para abrir o placar. Depois de boa tabela com Carlinhos Bala, Gilmar venceu os quiques maliciosos da bola no gramado e, de frente para o goleiro Fernando Henrique, finalizou com tranquilidade no canto esquerdo, aos 10 minutos.
Apesar de ter mais posse de bola, os alvirrubros pecavam na marcação, principalmente nas alas. Mas o time não teve maiores problemas, pois o volante adversário Leandro Bitton foi expulso aos 16, depois de receber o segundo cartão amarelo.
Contando com um jogador a mais, o Náutico cadenciava bem o jogo, dominando o meio de campo. Inspirado, Gonzáles trocava passes e municiava o ataque. Aos 22, o chileno chamou o marcador para bailar, dando dois dribles desconcertantes, e marcou um golaço, aos 37.
Durante o segundo tempo, os alvirrubros levaram o jogo em banho-maria. Mas, em um lance de explosão, Gilmar arrancou pela direita e chutou cruzado. Lessa, em posição de impedimento, completou para fechar o placar em 3×1, aos 39.
(Jornal do Commercio).