Ceclin
nov 28, 2009 4 Comentários


Alunos plantam mudas em troca de transporte


GRAVATÁ Numa ação ecológica inédita que uniu prefeitura e comunidade, estudantes desta cidade, no Agreste, plantam hoje mudas de árvores para formar um novo bosque. O ato é uma contrapartida para os universitários que utilizam gratuitamente vans disponibilizadas pelo governo municipal para se deslocar até outros municípios para estudar. Empresas e entidades também contribuíram com mudas e material para a implantação do novo espaço, que vai servir como mata ciliar para o Rio Ipojuca. O Bosque dos Universitários fica no Centro, ao lado da Ponte Olívia Félix, e será inaugurado às 16h.

Cerca de 700 mudas de várias espécies, como ipê, baraúna, ingá e oiti, serão plantadas no parque pelos estudantes. Na ocasião, eles assinarão um termo de compromisso para cuidar das mudas e receberão um selo verde, que permitirá a continuidade do acesso ao transporte gratuito, a partir da próxima semana. A inauguração contará, ainda, com apresentação do Maracatu do Grupo de Apoio a Meninos de Rua (GAMR).


O projeto, iniciativa da prefeitura, foi aprovado pela Câmara de Vereadores e, desde novembro, os estudantes já estão sendo beneficiados pelo transporte escolar gratuito. De acordo com o decreto que regulamentou a lei, ficou estabelecido que a contrapartida de cada universitário é plantar e cuidar de uma árvore.


Com isso, a cidade vai ganhar o Bosque dos Universitários, cujo nome oficial é Parque Engenheiro Agrônomo Danilo José Vila Nova, ambientalista falecido que trabalhou 15 anos no Instituto Agronômico de Pernambuco em Gravatá. A área de cinco mil metros quadrados fica às margens do Ipojuca.

INICIATIVA

“Essa é mais uma iniciativa para proteger o meio ambiente e incentivar a arborização da cidade, principalmente entre os mais jovens”, disse o prefeito Ozano Brito. Ele lembra que Gravatá tem crescido muito e o desmatamento coloca em risco o meio ambiente, por causa dos novos condomínios. “Não havia lei, o desmatamento era descontrolado e, por causa disso, a temperatura da cidade até aumentou. Precisamos arborizar e recuperar o clima de antes.”

Para o estudante de enfermagem Elisa Manuela da Costa, 20, a ideia é boa porque beneficia os alunos e ajuda a melhorar o meio ambiente. “Quanto mais verde melhor. Vou ajudar plantando e cuidando de minha muda”, prometeu. O estudante de direito André Heleno dos Santos, 28, destacou a conscientização como o ponto mais positivo da iniciativa A maioria das mudas foi doada pela Sociedade Nordestina de Ecologia, cujo presidente, Marcelo Mesel, estará presente à inauguração do parque. De acordo com o secretário de Meio Ambiente, Aarão Lins de Andrade, empresas, lojas e instituições também forneceram material.

Este é o segundo parque urbano de Gravatá. O primeiro foi criado em 2007 e as mudas plantadas na época estão se transformando em belas árvores.
(Jornal do Commercio)

» Acesse o Blog Ciência & Meio Ambiente

com link para:

http://jc3.uol.com.br/blogs/blogcma/