Ceclin
abr 04, 2008 0 Comentário


Alepe intermediará acordo entre professor e Governo

Alvo será a melhor remuneração, pois Pernambuco paga o pior salário do País

Com a presença do secretário de Educação do Estado, Danilo Cabral, a Comissão de Educação e Cultura da Assembléia se reuniu, ontem, para tratar a questão salarial dos professores da rede estadual de ensino. O secretário falou sobre a remuneração dos docentes e destacou a pesquisa do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), publicada em março deste ano, que aponta Pernambuco como o Estado que paga o pior salário da categoria em todo o País: R$ 265,00 mais a gratificação de 60%.
O projeto de Lei nº 7.431, que está tramitando no Congresso Nacional, foi outro ponto abordado. A matéria, de autoria do senador Cristóvam Buarque, pretende unificar nacionalmente o piso salarial dos profissionais de educação dos níveis Fundamental e Médio, na rede pública. O valor proposto no texto é de R$ 950,00, que seria repassado gradativamente, ao longo de três anos. Isso geraria, no primeiro ano, um impacto de 44% sobre a folha de pagamento do Estado, montante que chega a R$ 452 milhões.
Atualmente, Pernambuco tem 29.087 docentes no quadro, divididos em seis faixas que variam de acordo com a formação acadêmica. A maioria recebe cerca de R$ 800,00, incluindo as gratificações.