• Ceclin
jun 26, 2019 0 Comentário


Alepe celebra 75 anos da Associação dos Fornecedores de Cana de Pernambuco

CERIMÔNIA – Entidade, que atua em defesa dos interesses de pequenos, médios e grandes produtores no Estado, foi homenageada por iniciativa do deputado Henrique Queiroz Filho. Foto: Jarbas Araújo

CERIMÔNIA – Entidade, que atua em defesa dos interesses de pequenos, médios e grandes produtores no Estado, foi homenageada por iniciativa do deputado Henrique Queiroz Filho. Fotos: Jarbas Araújo/Alepe

A Associação dos Fornecedores de Cana de Pernambuco, que completou 75 anos em abril, recebeu homenagem da Assembleia Legislativa na noite desta terça (25/6). A entidade atua em defesa dos interesses de pequenos, médios e grandes produtores no Estado. A iniciativa da Reunião Solene foi do deputado Henrique Queiroz Filho (PR). A AFCP representa os associados nas negociações do setor, a fim de que os produtores recebam o preço justo pela cana-de-açúcar fornecida às unidades industriais, bem como busca manter uma relação equilibrada com as usinas.

“A força do agronegócio tem na produção e industrialização da cana-de-açúcar uma parcela fundamental no desenvolvimento da economia do Estado”, observou o presidente da Alepe, deputado Eriberto Medeiros (PP), que coordenou a cerimônia. O parlamentar frisou que a entidade presta relevantes serviços aos cerca de sete mil associados. “Vale ressaltar que 92% dos filiados são pequenos produtores, ou seja, representam a base da agricultura familiar”, emendou.

Para Henrique Queiroz Filho, “é impossível dissociar a cana-de-açúcar da história do Brasil e, especialmente, de Pernambuco”. O deputado lembrou que o cultivo da planta continua sendo de extrema relevância para o País, que é o maior produtor mundial. “O setor sucroalcooleiro permanece estratégico para o Estado, pois a cana representa o nosso mais importante e explorado produto agrícola”, destacou, elogiando o trabalho realizado pela associação ao longo destes 75 anos.

06.25-SOLENE-JA-112

O presidente da AFCP, Alexandre Andrade Lima, recebeu uma placa comemorativa da Assembleia e agradeceu o reconhecimento da Casa de Joaquim Nabuco. “A entidade busca uma melhor sustentabilidade de empregos no nosso Estado, e o setor da cana ainda é o que mais emprega em Pernambuco”, disse, ressaltando a luta por políticas públicas que resultaram em assistência técnica, médica e jurídica aos associados, o que faz, segundo ele, com que a classe continue a ter importância na economia do Estado.

A solenidade também contou com homenagem a Ofélia Santos Carvalho, que ganhou uma placa comemorativa pelos 43 anos de atuação como secretária da AFCP. O Coral Vozes de Pernambuco, formado por servidores da Assembleia, apresentou-se durante a reunião.

A AFCP é presidida pelo agrônomo Alexandre Andrade Lima e representa 11 mil produtores de cana – matriz para a fabricação do açúcar e etanol. A AFCP continua sendo uma entidade indutora do desenvolvimento local e na região. Desde 2015, por exemplo, através de sua cooperativa (Coaf), reabriu uma usina em Timbaúba, que tem gerado quase 4 mil empregos entre campo e indústria. “Somos 402 empreendedores cooperativados e envolvidos na iniciativa”, comenta Lima, agradecido pela homenagem. A AFCP foi fundada em 18 de abril de 1944.