Ceclin
fev 28, 2013 1 Comentário


Agricultura Familiar ganha incentivo com projeto agroecológico‏

Com o objetivo de fortalecer e desenvolver as atividades da agricultura familiar nos setores da agroecologia e segurança alimentar, o secretário executivo de Agricultura Familiar e gerente geral do ProRural, Aldo Santos, lançou, na manhã desta quarta-feira (27), no município de Glória de Goitá, na Mata Norte, o projeto Pernambuco Agroecológico. Com investimentos da ordem de R$ 1,5 mi, a ação beneficiará 180 famílias nos municípios de Glória de Goitá, Gravatá e Feira Nova.

De acordo com Aldo Santos, o Pernambuco Agroecológico vai atuar através da capacitação, apoio à comercialização, fortalecimento associativo e acesso às políticas públicas, atendendo aos agricultores e agricultoras familiares, num trabalho integrado entre o Governo e a sociedade civil. “Através de uma parceria público-privada, estamos iniciando uma experiência em que temos a integração das áreas de saúde, educação e geração de renda. Com a participação de todos, nosso objetivo é multiplicar as ações e consolidar a agricultura familiar agroecológica como modelo socieconômico de produção e consumo”, afirmou. O projeto também vai investir em infraestrutura e em atividades direcionadas ao agroturismo.

O evento reuniu representantes dos produtores familiares, associações, sindicatos, ONGs, Conselhos de Desenvolvimento Rural e prefeituras. Para o agricultor, Josué Pascoal, da comunidade Agostinho, localizada no município de Feira Nova , o projeto traz uma grande contribuição para os agricultores familiares . “É muito importante uma iniciativa que atende aos produtores e aos consumidores. Com a construção de um trabalho em parceria, daremos um salto na qualidade dos produtos da agricultura familiar”, disse com otimismo.

O projeto Pernambuco Agroecológico é resultado de uma parceria do Governo do Estado, por meio do ProRural, com a participação do Banco Mundial, União Europeia, a ONG italiana ICEI, além do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Serviço de Tecnologia Alternativa – SERTA, Associação de Profisssionais em Agricultura Orgânica – APORG, além das prefeituras municipais.

Com informações da Assessoria.