Ceclin
dez 04, 2020 0 Comentário


Aglailson Victor e Henrique Filho integram nova Mesa Diretora da Alepe

Os deputados estaduais naturais da Vitória de Santo Antão, Aglailson Victor (PSB) e Henrique Queiroz Filho (PL) foram eleitos na sexta-feira (04/12) para integrarem a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). Victor entra para a história da Alepe como o mais jovem a ocupar a primeira vice-presidência da Casa Joaquim Nabuco. O deputado que exerce o primeiro mandato, provou sua articulação e prestígio entre os pares ao ser eleito  com 36 votos. Por sua vez, o deputado Henrique Filho foi eleito para a 4ª suplência da Mesa Diretora da ALEPE obtendo 37 votos. O parlamentar garantiu a ampliação do espaço do Partido Liberal, pelo qual a sigla também conta com o espaço na 3ª Secretaria através do deputado Rogério Leão.

O atual presidente da Alepe, deputado Eriberto Medeiros (PP), foi reconduzido ao cargo para o próximo biênio 2021-2023, obtendo 31 votos contra 14 dados ao deputado Álvaro Porto (PTB). Também foi reeleito para o cargo de primeiro secretário o deputado Clodoaldo Magalhães (PSB), com o aval de 43 votos.

Para os demais cargos da Mesa Diretora foram eleitos os seguintes parlamentares: na segunda vice-presidência Manoel Ferreira (PSC); na segunda-secretaria o deputado Pastor Cleiton Collins (PP); na terceira-secretaria Rogério Leão (PL); e na quarta-secretaria a deputada Alessandra Vieira (PSDB).

Antes da votação, Eriberto Medeiros fez um pronunciamento destacando algumas das medidas adotadas pela sua gestão. O parlamentar elencou, por exemplo, a implantação da TV Alepe, que se estenderá às 12 microrregiões do Estado; o encaminhamento da Rádio Alepe; os projetos “Alepe nos Municípios” e “Alepe Acolhe”; e as parcerias com os demais poderes e instituições como o Tribunal de Justiça, Tribunal de Contas, OAB e Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Também foram eleitos para as sete suplências da nova Mesa Diretora, pela ordem: os deputados Antonio Fernando (PSC),  Simone Santana (PSB), Joel da Harpa (Podemos), Henrique Queiroz Filho (PL),  Dulci Amorim (PT), Fabíola Cabral (PP) e Romero Albuquerque (PP).

Dos 49 deputados, apenas João Paulo Costa (Avante) e William Brígido (Republicanos) não participaram da sessão. Uma cédula foi anulada para todas as postulações por não cumprir o formato legal de votação. A reunião obedeceu todos os protocolos sanitários para evitar a contaminação pelo coronavírus.