Ceclin
Maio 05, 2008 2 Comentários


Aglaílson Júnior: "Henrique tem que provar que têm votos"

Na Folha de Pernambuco, deputado desafia.

Se o mundo dá muitas voltas, imagina na política? Um fato novo pode mudar a face das eleições da Vitória de Santo Antão. Adversários por 12 anos, os deputados estaduais Elias Lira (DEM) e Henrique Queiroz (PR) podem se unir para tentar derrubar o candidato de Aglaílson Júnior (PSB), o atual prefeito Demétrius Lisboa (PSB), mais conhecido como Dedé. A justificativa do republicano para a aproximação com o democrata é “por conta da política baixa, na linha da esculhambação e de denegrir a imagem das pessoas”. “Vamos fazer uma pesquisa e colocar três nomes: o meu, o de Elias Lira e o de Paulo Roberto (PSDB). Quem tiver melhor, será o candidato a prefeito”, concluiu Queiroz.
Elias Lira preferiu uma declaração mais cautelosa. Informou apenas que, antes da pesquisa ir para as ruas, precisa lançar seu nome candidato. “Não estava falando de candidatura em Vitória. Tenho que avisar da minha postulação antes de tudo”, explicou. Embora sócios em um negócio de comunicação, a relação com Queiroz se inflamou em 2001, quando este decidiu apoiar José Aglaílson (PSB), pai de Aglaílson Júnior. “Agora, Henrique não está tendo um bom entendimento com o prefeito. Não tenho pressa para definir isso. Sei que nós juntos somos mais fortes”, justificou Lira.
Aglaílson Júnior mostrou irritação com a mudança de lado do ex-aliado. “Há uns dias, esse rapaz (Henrique Queiroz) falava mal de Elias. Ele é um amante de governo. Qualquer um que estiver lá, ele está do lado. Eu estou com Eduardo (Campos) desde sempre”, criticou. “Ele mente quando diz que foi responsável pela fábrica da Sadia em Vitória. Se eles quiserem, eu estou disposto a responder tudo. Quando alguém alcança o auge, aqueles que não fizeram a sua história ficam com a seqüela da inveja”. E desafiou: “Eu desafio ele a não fugir da luta e ser candidato. Assim vou provar que ele não tem voto”. (edição 04/05/08, Folha de Pernambuco).