Ceclin
abr 24, 2012 45 Comentários


Aglailson frustra 2.580 servidores públicos da Vitória de Santo Antão

Tradicionalmente as sessões da Câmara de Vereadores da Vitória de Santo Antão acontecem nas noites da terça-feira, porém na semana passada os representantes dos Sindicatos dos Servidores do Município haviam solicitado para que a reunião ocorresse pela manhã, a fim de que a maioria conseguisse acompanhar a apreciação do Plano de Cargos e Carreira (PCC) e o Estatuto do Servidor. Contudo, José Aglailson (PSB), Presidente da Casa, não compareceu para abrir a Sessão e mandou distribuir um comunicado oficial aos demais vereadores para esta acontecer na próxima sexta-feira, às 9h. da manhã, causando uma revolta generalizada em centenas de servidores que aguardavam o início da Sessão.

Segundo os diretores dos Sindicatos, os dois projetos de Lei que contemplam as garantias trabalhistas de 2.580 servidores efetivos da Prefeitura da Vitória haviam sido encaminhados pelo governo às 07h30 da manhã de hoje e que havia um compromisso de entrar na pauta de votação. Vários vereadores compareceram a Câmara e ficaram surpresos com o adiamento para sexta-feira.

Defronte a Câmara, os servidores em assembleia protestaram. “Não aceitamos ser usados como massa de manobra de uma disputa partidária. Os Poderes Legislativo e Executivo vitoriense não devem subestimar nossa força. Há anos aguardamos a aprovação do PCC e o Estatuto dos Servidores e agora desrespeitosamente o Presidente da Casa nos decepciona. Estaremos vigilantes na sexta-feira”, afirmou com um carro de som a Profa. Roseane, diretora do Sindvisa.

SAIBA MAIS AQUI  // AQUI // AQUI