Ceclin
dez 18, 2014 0 Comentário


ACTV virou extensão da Prefeitura da Vitória de Santo Antão

gilberto lorena actv

por Lissandro Nascimento

Não há uma política cultural voltada para o secular Carnaval do Município da Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata, isto é um fato. Entretanto, não poderia deixar de registrar que uma das principais entidades que deveriam zelar pelas valentes Troças e Clubes Carnavalescos e buscar a construção de uma intervenção pública de qualidade, esteja pormenorizada no seu papel inicial. Trata-se da Associação do Carnaval Tradicional Vitoriense – ACTV, que há duas décadas congrega as agremiações que estimulam o Carnaval das Alegorias na Terra da Tabocas.

Recentemente, tomamos conhecimento de que a entidade realizou a eleição de sua Diretoria e Conselho Fiscal ocorrida no último dia 09 de dezembro, para o biênio 2015/2016. Duas chapas concorreram ao pleito. A primeira tendo como candidato a reeleição o presidente Gilberto Lorena e a segunda chapa a candidata Verônica Carneiro, do secular Clube de Fados Taboquinhas. Com 35 votos válidos, Gilberto Lorena foi reconduzido a frente da Associação. A outra chapa obteve 27 votos, num universo  de 04 votos nulos e 19 abstenções, dentre as 87 agremiações aptas a votar.

Lorena preside a entidade desde novembro de 2012, após a morte do presidente Paulo Oliveira, fundador do Bloco Marias & Lampiões. O que se constata é que grande parte dos integrantes da chapa eleita são funcionários comissionados da Prefeitura da Vitória de Santo Antão e alguns deles, beneficiados direta ou indiretamente pelas benesses do Poder Executivo local.

Não há como esperar isenção, moralidade, comprometimento para uma categoria baseado neste “arrumado” e “chapa branca”, diante de uma Prefeitura e de uma Secretaria de Cultura, Turismo e Esportes que articularam nos bastidores esta chapa, os quais são órgãos públicos que já provaram que não têm compromisso com a maior festa popular da Vitória de Santo Antão. O governo Elias Lira (PSD) é um desastre quando se trata de cultura e turismo especificamente falando.  Estes gestores sempre olharam o Carnaval da cidade como uma indústria e usam da malversação das verbas públicas direcionadas ao Carnaval como instrumentos de locupletação. É triste constatar que a entidade esteja tão pessimamente representada e comprometida com esta política de lassidão do nosso patrimônio cultural material e imaterial.

Nem Elias Lira, nem Joaquim Lira e nem Paulo Roberto Leite de Arruda querem investir no Carnaval das Alegorias. Amanhã, direi em detalhes por que. (Saiba agora AQUI).

Confira a composição da “nova” Diretoria e Conselho Fiscal da ACTV:

DIRETORIA
PRESIDENTE: GILBERTO LORENA LEANDRO (ACTV)
VICE-PRESIDENTE: PAULO ROBERTO SENA (ACTV)
SECRETÁRIO: MOURACY (BLOCO AI, AI, AI, UI, UI, UI)
VICE-SECRETÁRIA: DONA BIRINA (CLUBE URSO BRANCO)
TESOUREIRA: CARLA VIVIANNE (TROÇA JEGUE DE TRÓIA)
DIRETOR SOCIAL: RÔMULO DE DEUS (BLOCO BOBEIRÓDROMO)

CONSELHO FISCAL
TITULARES:

1º ADEMARIO ALEXANDRINO (BLOCO OS BARRIGA D’ÁGUA); 2º NEIDE (CLUBE URSO PRETO); 3º DENIZ (O CURRAL)

SUPLENTES:

1º MARCOS JULIO (ORQUESTRA AVALOVARA/BLOCO O PASSISTA); 2º CÍCERO (TROÇA BEIJA FLOR); 3º DECA DE PIRITUBA (TROÇA AS CALUAS DE PIRITUBA).