Ceclin
nov 26, 2010 3 Comentários


ACCOR planeja 30 hoteis no NE, um deles será em Vitória de Santo Antão

Das novas unidades, 12 estão programadas para Pernambuco, em diversos municípios, construídos até 2015


De olho no crescimento do Brasil nos próximos anos, a rede Accor está lançando um sistema de franquias de hotéis da bandeira Formule 1. A meta é construir 100 novas unidades até 2015, das quais cerca de 30 na Região Nordeste. Em Pernambuco serão 12 hotéis, com planejamento inicial para os municípios de Petrolina, Caruaru, Paulista, Cabo de Santo Agostinho, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, Garanhuns, Gravatá, Salgueiro, Vitória de Santo Antão, Goiana e Santa Cruz do Capibaribe.

O sistema de franquias será feito em 20 blocos de cinco hotéis por investidor. As cidades escolhidas têm entre 100 mil e 500 mil habitantes e potencial de crescimento para receber os hotéis da rede nos próximos anos. ´O processo não é fechado. É possível identificarmos novas cidades que atendam ao perfil que procuramos`, explicou Marcelo Mendes Medeiros, gerente de desenvolvimento da Accor. Atualmente a rede tem 18 hotéis no Brasil; 11 em operação e outros oito em construção. A bandeira Formule 1 existe há dez anos no país.


Segundo o executivo, a Copa do Mundo não é o foco dos empreendimentos, pois o investimento é de longo prazo e não se encerra com o evento. ´A Accor não constrói hotéis para a Copa do Mundo. Existem exemplos negativos nas experiências da Alemanha e da África do Sul. O objetivo é buscar um equilíbrio entre a demanda e a oferta, incluindo a época do evento`, continuou.


A novidade no sistema de franquias da Accor é a parceria com o Banco do Nordeste (BNB) – que poderá dar suporte aos empreendedores. ´O investidor pode ter o terreno, mas não tem o recurso ou não sabe como fazer o projeto. O BNB vai apresentar as linhas de crédito mais adequadas para o negócio em cada região`, explica Abel Castro, diretor de Desenvolvimento e Novos Negócios da Accor.


O financiamento é até 20 anos, com carência de cinco anos, pelo Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE). Cada Formule 1 deve empregar 14 funcionários, totalizando 168 empregos diretos no Estado e 1.400 no total do investimento previsto (100 hotéis até 2015 no Brasil). O Formule 1 se enquadra na categoria supereconômico, com diária média de R$ 100; para o Nordeste, a estimativa é de R$ 75.

(Diário de Pernambuco).



Sobre Hotel em Vitória LEIA MAIS:

Vitória se esforça para ingressar nas Rotas Turísticas