Ceclin
fev 07, 2011 1 Comentário


A respeito de acidentes na BR-232 provocados por pedras atiradas contra veículos de cima do viaduto

A POLICIA JÁ SABE QUE QUEM ESTÁ ATIRANDO AS PEDRAS É UM DÉBIL MENTAL


Uma senhora de nome Aldelúcia, divulgou nota através da Internet, e também através deste BLOG, relatando o acidente que sofreu causado por uma pedra atirada por alguém de cima do viaduto em cima do seu automóvel quase causando um acidente muito grave a sua familia, quando trafegava pela BR-232 no sentido de Gravatá.
Outro cidadão relatou para este BLOG um acidente parecido, em que ele, depois de ter o carro danificado por uma pedrada atirada do viaduto, parou o veículo mais na frente e respondeu as agressões descarregando um revolver cheio de balas no agressor, que nada sofreu.
QUEM É O AGRESSOR ?
Este BLOG apurou que vários policiais civis e militares, e os federais da Policia Rodoviária, que atuam no trecho entre de Vitória de Santo Antão, Pombos e Gravatá, têm conhecimento do caso e sabem quem é o agressor. Não são ladrões, mas um rapaz débil mentral, que descontrolado, fica atirando pedras nos carros que passam por baixo dos viadutos. Ele é de Vitória de Santo Antão e gosta de atuar no período da noite e madrugada.
Em outra ocasião, este procedimento criminoso era utilizado por ladrões que ficavam em cima da passarela de pedestres do municipio de Pombos. Um atirava a pedra e um grupo ficava em baixo, na BR-232 sentido Gravatá, para assaltar as vítimas que assustadas paravam seus veículos atònitas, assustadas e desprotegidas. A Polícia prendeu esse grupo de Pombos e esse tipo de assalto parou.
Outro crime que ocorria na BR-232 era protagonizado por marginais que colocavam pedras e troncos de madeira na rodovia, sentido Gravatá-Recife, exatamente poucos metros antes da entrada do viduto qur dá acesso a Vitória de Santo Antão. Os assaltos eram realizados na madrugada. Os marginais foram capturados e presos pela polícia.
Só restou este maluco, conhecido da polícia, que está atirando pedras de cima do viaduto, que vai terminar matando alguém a qualquer momento.
Com a palavra as autoridades policiais…