• Ceclin
jun 17, 2008 0 Comentário


A cabeça do eleitor é uma aula de pesquisa de opinião

O mesmo autor de “A Cabeça do Brasileiro”, Alberto Carlos Almeida, lançou “A Cabeça do Eleitor“.
No livro, o ex-diretor da Ipsos Public Affairs, oferece um excelente retrato das pesquisas eleitorais. O livro não mostra, ao contrário do que o título sugere, como pensa o eleitor brasileiro.
Mas é uma aula de pesquisa de opinião. Se estivesse um pouco mais organizado, poderia ser tranquilamente um livro didático.
Alberto Carlos Almeida fala dos casos onde o prefeito é bem avaliado (mais de 50% de bom e ótimo) e perde a reeleição, ou não consegue eleger um sucessor.
Só existem dois casos. O primeiro em Duque de Caxias, onde Zito tinha 75% de aprovação, mas não elegeu o sucessor, e Recife, onde Roberto Magalhães tinha 58% de bom e ótimo, mas não se reelegeu. Segundo ele, são os dois pontos fora da curva.
Dependendo do raciocínio, dificilmente João da Costa perderá a eleição em Recife, já que João Paulo tem 61% (na média) de bom e ótimo, segundo pesquisas.
Mas a análise é mais profunda, e o autor sugere vários tipos de avaliação. Em um dos capítulos, ensina inclusive como se tira uma boa amostra.
Deveria ser leitura obrigatória para quem deseja ser candidato majoritário. Ler pesquisas é uma das boas coisas que alguém pode fazer em uma campanha.
Vale a pena comprar.