Ceclin
jun 04, 2010 0 Comentário


56 anos do IFPE da Vitória de Santo Antão

por José Sebastian

O Campus da Vitória de Santo Antão do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco – IFPE, realizou no último dia 02 (quarta–feira), solenidade de comemoração dos 56 anos do campus nas dependências da instituição.

O campus Vitória de Santo Antão foi criado em 2 de junho de 1954, com o nome de Escola de Magistério de Economia Rural Doméstica, pela Superintendência do Ensino Agrícola e Veterinário, do Ministério da Agricultura.
Em 1962, a Instituição foi renomeada, passando a se chamar Colégio de Economia Doméstica Rural, o objetivo era ministrar cursos agrícolas de 1º e 2º ciclos, bem como cursos de aperfeiçoamento.

Em 1967, o colégio passou por novas mudanças. Reformulando a filosofia do ensino agrícola com a implantação da metodologia do Sistema Escola-Fazenda, que se baseia no princípio ”Aprender a Fazer e Fazer para Aprender”. Em 1970, o colégio recebeu o nome de Escola Agrotécnica Federal de Vitória de Santo Antão, implantando o curso Técnico em Agropecuária, passando, então, a oferecer duas habilitações técnicas.

As atividades pedagógicas da Escola Agrotécnica eram realizadas onde atualmente funciona o Centro Acadêmico de Vitória da UFPE, desde então, foram transferidas, em 1985, para o campus situado na Zona Rural da cidade, passando a vivenciar na prática o sistema de escola-fazenda.

Em 1993, a Instituição foi transformada em autarquia, cabendo à Secretaria de Ensino Médio e Tecnológico (SEMTEC), as atribuições de estabelecer as políticas para a educação tecnológica, procurando exercer a supervisão do ensino técnico em Agroindústria, totalizando três habilitações técnicas oferecidas.
Em 2001, de acordo com as reformas da educação profissional, a Instituição passou a oferecer o ensino médio desvinculado do ensino profissional, sendo este organizado no sistema modularizado. Passaram a ser oferecidas, então, quatro habilitações técnicas: Agropecuária, Agroindústria, Agricultura e Zootecnia, na modalidade concomitância interna, externa ou subseqüente.

Em 2005, a Instituição voltou a oferecer cursos no sistema de currículo integrado:Curso Técnico em Agropecuária e Curso Técnico em Agroindústria, mantendo a modularização apenas no nível subseqüente (cursos voltados para quem já concluiu o Ensino Médio) com habilitações técnicas em Agricultura, Zootecnia e Agroindústria.
Em 2008, foi instituída a Rede Federal de Educação Profissional Científica e Tecnológica, da qual faz parte o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco, constituído por nove campi.

A Escola Agrotécnica Federal de Vitória de Santo Antão passou a denominar-se então – Campus Vitória de Santo Antão do Instituto Federal de Pernambuco.
No ato do aniversário foi realizado uma mesa redonda sobre o papel da escola na construção da identidade do homem do campo.

por José Sebastian