• Ceclin
jan 18, 2017 0 Comentário


392ª Procissão de Santo Antão marca o feriado em Vitória

392 Procissão Santo Antão

Perto de completar 04 séculos, a festividade em homenagem à Santo Antão Abade, em Vitória, na Zona da Mata pernambucana, revela na Procissão do Padroeiro o seu ápice. Na  terça-feira, 17 de janeiro, feriado na cidade, o dia começou com alvorada de fogos, seguido de missa celebrada pelo Dom Antônio Tourino Neto, Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Olinda e Recife, que marcou o aniversário do seu segundo ano de Ordenação Episcopal. Desde o último dia 08, o Vigário Episcopal Monsenhor Maurício Diniz e a Paróquia de Santo Antão vêm realizando a 392ª Festa, cujo tema é: Com Santo Antão, preparemos os 300 anos de Aparecida.

A solene Concelebração Eucarística presidida por Dom Antônio reuniu o Clero do Vicariato Vitória de Santo Antão e representantes da Arquidiocese de Olinda e Recife. Em sua homilia, ele convidou os fiéis a fazerem do Ano Mariano uma grande celebração de Ação de Graças, colocando toda a Igreja em comunhão. Trazendo à tona trechos da história de Santo Antão, Dom Antônio Tourinho destacou que a fé do cristão deve ser firme, como o exemplo de vida do santo monge eremita e penitente, amigo dos animais. Mostrando simplicidade, o padre lembrou que o episcopado é um serviço não para se elevar, mas para se rebaixar, como fez Nosso Senhor Jesus Cristo.

A procissão da 392ª Festa do Padroeiro saiu às 16h. da Matriz de Santo Antão percorrendo as principais ruas da cidade, contando além da imagem do Padroeiro de Vitória, também a de São Sebastião, co-padroeiro, comemorado no dia 20/01. Durante o percurso, as imagens dos santos se reverenciaram com a de N. Sa. do Livramento, quando o Pe. André Martins, Pároco da Paróquia  do Livramento, recepcionou a todos.

Na parte profana da festa, houve apresentações culturais no palco da Matriz, quando se apresentaram o CEMUVI – Centro de Música da Vitória e a banda conduzida por Edilma e  João Caverna.

O encerramento do cortejo contou com missa e a descida das bandeiras dos santos, sob uma queima de fogos. A missa campal de encerramento foi presidida pelo Monsenhor Maurício Diniz.

pageSto Antão 2017