• Ceclin
set 07, 2016 0 Comentário


“Vivemos um holocausto silencioso devido aos abortos”, alerta Stevam Rios

Stevam Rios entrevista

Reconhecido pelo trabalho social que desenvolve o Dr. Stevam Rios vem ao longo dos anos prestando palestras e entrevistas em diversas instituições públicas e religiosas, acerca das doenças sexualmente transmissíveis e o combate à interrupção da gravidez. Recentemente, ele como Coordenador de Saúde do Instituto Espírita Vida participou do Programa “Momento Espírita”, transmitido nas manhãs do domingo pela Rádio Tabocas FM (98,5) em Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata.

Stevam Rios - foto A Voz da VitóriaO Ginecologista e Obstetra Stevam Rios abordou durante entrevista os aspectos voltados à saúde da mulher, bem como a utilização de contraceptivos, o aborto e suas consequências. O programa de rádio coordenado pelos Professores vitorienses José Edson e Alcides, discutiu o que a filosofia espírita gestada por Alan Kardec trata quando se refere ao aborto. Eles defendem que a concepção da vida humana não deva sofrer interrupções, pois para a espiritualidade é mais fácil desencarnar (morrer), do que nascer, em razão de que o ato de nascimento requer prévio planejamento engendrado por até 09 meses de gestação. “Precisamos ter consciência que todos têm direito à vida. Matar bebês dentro do útero levará a uma falsa tranquilidade. Mais cedo ou mais tarde surgirão as implicações psicológicas: insônia, angústia, depressão…, sobretudo para aquelas gestantes mais jovens”, lembrou o médico.

Stevam Rios lembra que 93 países no Mundo adotam a legalização do aborto, porém tal legislação, diante de suas experiências nestes países, não implicou na diminuição de atos abortivos. O médico citou que a má assistência pública à vida social e a saúde da mulher não devem ser juntados como argumentos para interromper gravidez. “Não devemos matar fetos inocentes para justificar nossa incompetência na construção de políticas públicas”, sentenciou. Rios ainda considerou que se houver uma legalização do aborto no Brasil, simplesmente este ato será substituído pelas mulheres como método contraceptivo.

Fazendo uma analogia com o que ocorreu com o Holocausto, Stevam Rios considera que vivemos “um holocausto silencioso a cada 02 anos”. Ele fez um parâmetro com o fato histórico diante da ação sistemática de extermínio dos judeus, em todas as regiões da Europa dominadas pelos alemães, nos campos de concentração, empreendida pelo regime nazista de Adolf Hitler, durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945), pelo qual dizimou cerca de 70 milhões de seres humanos. O kardecista afirmou que se considerarmos os abortos legalizados praticados oficialmente nos 93 países, equivale a 35 milhões de fetos extirpados ao ano, ou seja, “vivemos um Holocausto silencioso a cada dois anos”, lamentou. ASSISTA A ENTREVISTA NO FACEBOOK DrStevamRiosOficial

 

LEIA TAMBÉM: A microcefalia na visão espírita, por Stevam Rios