• Ceclin
dez 21, 2018 0 Comentário


Vereadores de Glória do Goitá julgam à véspera do Natal as contas 2015 de Dr. Miranda

A movimentação política na Câmara de Glória caminha para criar novos fatos que influenciem as eleições de 2020. Foto: Arquivo/A Voz da Vitória

A movimentação política na Câmara de Glória caminha para criar novos fatos que influenciem as Eleições de 2020 quando Dr. Miranda será peça-chave. Foto: Arquivo/A Voz da Vitória

por Lissandro Nascimento

À véspera do Natal, onze vereadores da Casa José Correia de Oliveira se reúnem para julgar as Contas de Governo do exercício financeiro de 2015 do então ex-prefeito Zenilto Miranda Vieira, conhecido por Dr. Miranda (PTB). Esta sessão ordinária da Câmara de Glória do Goitá, na Mata Norte pernambucana, vai acontecer nesta segunda-feira (24/12), às 09h, cumprindo o rito final, pelo qual a Câmara deverá decidir pelo Parecer do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE) que recomenda a rejeição das Contas 2015, conforme Processo nº 1610037-0.

Por maioria simples, os vereadores de Glória aprovaram no último dia 29 de outubro o Decreto Legislativo nº 02/2018, quando a Comissão de Finanças e Orçamento da Casa recomendara a aprovação do Parecer do TCE. Os dois principais motivos alegados pelo Tribunal foram que Dr. Miranda comprometeu 65,36% do orçamento do Município com Despesas de Pessoal (ultrapassando o teto de 54% da Lei de Responsabilidade Fiscal – LRF), bem como o não repasse das contribuições previdenciárias dos servidores públicos. Mesmo não tendo cometido ato ilícito, o julgamento do Tribunal foi por erros de Governo, pelo qual no ultimo mês de janeiro, Dr. Miranda havia sido condenado ao pagamento de uma multa no valor de R$ 56.886,00. Logo, no último dia 17 de dezembro, os vereadores acataram durante sessão, a Defesa feita pelo ex-prefeito e marcaram o julgamento para o dia 24.

Contra o ex-prefeito ainda tem outras cinco contas rejeitadas pelo TCE (2006, 2007, 2008, 2014 e 2016). A de 2006 ainda tramita no Poder Legislativo local, enquanto a de 2014 tramita em fase de recurso no TCE, feita pela defesa do Dr. Miranda.

Câmara Municipal de Vereadores de Glória do Goitá PEA movimentação política na Câmara de Glória do Goitá caminha para criar novos fatos que influenciem as Eleições de 2020, quando os cargos de Prefeito e Vice estarão em disputa. Um bloco já se encontra formado para fortalecer a oposição à atual prefeita Adriana Paes (PR), bem como fragilizar um possível retorno de Dr. Miranda ao Poder Executivo. Esse bloco parlamentar inclusive já conquistou a Mesa Diretora da Câmara para o biênio 2019-2020 (Reveja AQUI) e busca disputar em faixa própria a Prefeitura de Glória.

Por sua vez, o ex-prefeito Dr. Miranda segue fortalecido para as Eleições de 2020, tendo em vista que o resultado das Eleições 2018 ele manteve a liderança da oposição. Praticamente sozinho, sem apoio de outras lideranças políticas, seus candidatos a deputado estadual e federal lograram a segunda maior votação na disputa, perdendo apenas para os candidatos apoiados pela atual prefeita.

Diante do cenário político na cidade de Glória, observa-se que mesmo não conseguindo renovar o mandato de prefeito em 2016, Dr. Miranda denota ser a principal força política de oposição. O médico, distante do Poder, é servidor público da Prefeitura de Glória, pelo qual vem prestando diariamente serviços de Saúde na cidade. Ao que se percebe, conforme publicações nas redes sociais de inúmeros glorienses, o grande fluxo de gente que o procura sinaliza que ainda dispõe de forte carisma.