• Ceclin
set 26, 2014 0 Comentário


Vera Cruz só precisa dele para conseguir acesso à elite neste domingo

(Foto: Divulgação / FPF).

Por Marcio Souza, A Voz da Vitória

Empate com gols, garante vaga para o adversário. Sem gols, leva a decisão pros pênaltis

Não precisa apelar por combinações de resultados. Esse tipo de situação é bastante confortável para um time às vésperas de uma disputa importante. Está sendo assim no Vera Cruz, representante da Vitória de Santo Antão no Estadual Sub-23. O clube respira o cheiro da elite do Futebol Pernambucano em 2015, mas para isso basta dar um único e importante passo no próximo domingo: vencer o Jaguar. Apenas isso. Após uma brilhante campanha – com mais altos do que baixos – o Galo vitoriense está nas semifinais, brigando por uma vaga na disputa pelo título e consequentemente uma vaga pelo acesso.

A partida de ida, na última quarta-feira (24) ficou em 0x0, nos Aflitos. Jaguar e Vera Cruz fizeram um jogo disputado, entretanto, ninguém abriu vantagem numérica. Na volta, quem vencer por qualquer placar, sobe. Empatar com gols, a vaga vai para o time de Jaboatão dos Guararapes, por ter marcado fora. Se o empate for sem, vai para os pênaltis. A esperança do Vera Cruz está nos pés de um jovem atleta chamado Cesinha, ou melhor, Cesar Velez da Silva, vice-artilheiro da competição e responsável por fazer a torcida gritar gol por 12 vezes. Oriundo das competições amadoras do Recife, o jovem se inspira em Romário para balançar as redes. Outro que anda encostado nele é Reidson, seu parceiro de escalação, que tem 09 gols.

Pedro Maycon, do Belo Jardim é que lidera com 13 tentos anotados durante o certame, pelo menos até agora. O time que ele veste a camisa enfrenta o Atlético no Sesc Mendonção em busca da segunda vaga na elite. Na ida, o time belojardinense  perdeu por 1×0 para o Tatu-bola. Agora, necessita vencer por dois gols de diferença para conquistar a classificação. Caso ganhe por 1×0, a decisão será nos pênaltis.