• Pitu 2
  • Ceclin
ago 11, 2017 0 Comentário


Tentativa de assalto a estudantes deixa morto e feridos em Glória do Goitá

Ônibus estava às margens da PE-50 quando foi rendido pelos criminosos. Foto: Cortesia/Gilmar Santos

Ônibus estava às margens da PE-50 quando foi rendido pelos criminosos. Foto: Cortesia/Gilmar Santos

Ônibus voltava de Limoeiro quando foi abordado pelos criminosos em Glória do Goitá. Uma das vítimas seria um PM que reagiu à tentativa de assalto

atualizado no sábado

Uma tentativa de assalto contra um ônibus com universitários deixou um suspeito morto e pelo menos cinco feridos na noite desta sexta-feira (11/8) em Glória do Goitá, na Zona da Mata Norte de Pernambuco. De acordo com testemunhas, um grupo de aproximadamente quatro homens teriam abordado o veículo, mas foram surpreendidos com a reação de uma das vítimas que seria um policial militar e que teria atirado contra os criminosos.

O crime aconteceu no loteamento Campo Alegre II às margens da rodovia PE-50, por volta das 23h, quando o ônibus deixava os estudantes em casa. O grupo voltava da cidade de Limoeiro, no Agreste. Na troca de tiros, um homem que estaria participando do assalto foi baleado e caiu morto dentro do veículo. Os assaltantes foram inicialmente identificados como Gabriel da Silva, Teófilo Domingos da Costa, e Bruno José da Silva.

Outros feridos
Ainda durante o tiroteio dentro do veículo, estudantes teriam ficado baleadas e outros dois suspeitos também teriam sido atingidos por disparos de arma de fogo. Todos os feridos seguiram com o ônibus para a Unidade Mista Maria Gaião Guerra, em Glória do Goitá. O ônibus estava estacionado na frente à unidade de saúde por volta das 23h ainda com o corpo de um dos suspeitos em seu interior. Policiais do 21º Batalhão de Polícia Militar estiveram no local realizando buscas por outros suspeitos.

Resumo

O PM que reagiu conseguiu alvejar os assaltantes, quando Bruno Silva acabou morto dentro do coletivo. Por sua vez, Gabriel Silva e Teófilo Costa foram socorridos, porém Gabriel não resistiu e faleceu no hospital, enquanto Teófilo foi transferido para o Hospital da Restauração (HR) no Recife e não corre risco de morte.