Arquivos da Tag: UPE

UPE divulga 3º e último remanejamento extra para segunda entrada


(Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem)

A Universidade de Pernambuco (UPE) divulgou, nesta sexta-feira, o terceiro e último remanejamento extra do Processo de Ingresso 2014 para 2ª entrada. Ao todo, 73 candidatos foram remanejados no vestibular e 79 no Sistema Seriado de Avaliação (SSA3). Os feras remanejados para segunda entrada deverão realizar suas matrículas na próxima quarta-feira (10/09/14). Quem perder o prazo é eliminado automaticamente.

Os locais de matrícula são determinados no Edital. Para os candidatos aprovados para os campi Benfica, Camaragibe e Santo Amaro, as matrículas serão realizadas, no horário das 8h às 16h, no Pátio de Convivência da Reitoria da UPE, na Rua Tupinambás, s/n, Santo Amaro (Rua ao lado da entrada principal da Reitoria). Já os candidatos classificados nos cursos oferecidos no Interior deverão se dirigir às unidades correspondentes aos cursos ao qual se inscreveram.

No ato da matrícula, é preciso apresentar duas fotos 3×4 atualizadas e original e fotocópia ou, apenas, fotocópia autenticada dos seguintes documentos:

·      Cédula de identidade;

·      CPF;

·    Certificado de conclusão do ensino médio com respectivo histórico escolar. Para cotista, o histórico escolar deve comprovar que estudou os três anos do ensino médio e os anos finais do 6º ao 9º (antiga 5a a 8a serie) do ensino fundamental em escola pública estadual ou municipal do Estado de Pernambuco;

·      Certidão de nascimento ou de casamento;

·      Título de eleitor e comprovante de votação;
·      Para homens, prova de quitação do Serviço Militar, se maior de 18 (dezoito) anos.

Com informações do Diário de Pernambuco.

 

SSA da UPE segue com inscrições até esta sexta-feira


(Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem)

Os candidatos que não concluíram suas inscrições no Sistema Seriado de Avaliação da universidade de Pernambuco (UPE) terão um novo prazo para completar a segunda etapa do procedimento e finalizar o processo.

A instituição resolveu reabrir as inscrições do seu SSA (fases 1, 2 e 3) apenas para os candidatos que realizaram unicamente o cadastro no prazo de 20 a 22 de agosto deste ano. Eles deverão, com base no cadastro já efetuado, concluir as inscrições, gerar o boleto bancário e efetuar o pagamento até a próxima segunda-feira (25). O prazo estabelecido também vale pra quem gerou o boleto bancário e não realizou o pagamento dentro do prazo referido. Nesse caso, é necessário gerar um novo boleto no sistema. Confira o comunicado na íntegra clicando aqui.

Com informações da Assessoria.

Termina nesta sexta-feira inscrição no seriado da UPE


(Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem)

JC Online

Termina nesta sexta-feira, às 23h59, o prazo para se inscrever no Sistema Seriado de Avaliação (SSA) da Universidade de Pernambuco (UPE). Estudantes das três séries do ensino médio podem participar. Inscrição é exclusivamente online. Só concorrem às 1.386 vagas (equivalente a 40% do total ofertado) os concluintes do 3º ano. A partir do próximo ano, o exame seriado ganhará mais 10% das vagas. A outra metade será preenchida pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que utiliza as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

As provas dos candidatos do SSA 1 e 2 (alunos dos 1º e 2º anos) serão aplicadas dias 30 de novembro e 1º de dezembro. Os testes do SSA 3 acontecerão mais cedo. Estão marcados para 16 e 17 de novembro. Ao concluir a inscrição na página do SSA, o candidato deve imprimir o boleto bancário. A taxa, no valor de R$ 85, pode ser paga até a próxima terça-feira (19), em qualquer agência bancária ou casa lotérica.

O estudante tem que informar um e-mail que use frequentemente, pois a comunicação com a UPE será feita por meio desse correio eletrônico. O vestibulando deve também assinalar a língua estrangeira (inglês ou espanhol) que pretende ser avaliado. Lembrando que não é possível modificar o idioma no SSA 2 e 3.

Armando fala do papel estratégico da UPE para Pernambuco


O candidato a governador Armando Monteiro (PTB) garantiu nesta terça-feira (12) que a Universidade de Pernambuco (UPE) terá um papel fundamental nos enfrentamentos dos problemas que o Estado vai se defrontar nos próximos anos. Em reunião no gabinete do Reitor Carlos Calado, em Santo Amaro, na região central do Recife, com a participação do vice Paulo Rubem (PDT) e pró-reitores da instituição, Armando recebeu demandas e ouviu sugestões para seu plano de governo. “A UPE é um ativo estratégico de Pernambuco”, resumiu.

Armando antecipou que em seu futuro governo a UPE será uma plataforma para a resolução dos problemas cruciais para o desenvolvimento de Pernambuco. O candidato a vice, Paulo Rubem, também exaltou a importância da instituição de ensino: “A universidade terá, como deveria ser, um papel de vanguarda. No nosso plano de governo, a UPE tem um lugar especial”.

Entre outros planos para a UPE, Armando pretende utilizar o potencial da instituição na formação continuada dos professores da rede estadual e também das escolas municipais. “A educação básica é um grande desafio. O Estado precisa assumir a corresponsabilidade e oferecer suporte técnico-pedagógico aos municípios. Então, a UPE será o instrumento para que esse suporte seja oferecido”, destacou.

O reitor e os pró-reitores apresentaram uma espécie de diagnóstico dos principais problemas enfrentados pela UPE, principalmente no tocante ao déficit de capital humano, materializado nos servidores técnico-administrativos e no quadro docente, além das questões referentes à expansão da instituição para o interior e à infraestrutura. “Isso é fruto de um déficit histórico, além da interiorização, que é muito forte. Saímos de 31 cursos para 55, triplicamos nossos programas strictu sensu. Recursos financeiros contribuem sim, mas sem capital humano ficamos impossibilitados de utilizar todo o potencial que a gente tem”, disse Carlos Calado.

Para Calado, o encontro com Armando foi produtivo. “A universidade pôde se colocar no que diz respeito a seu potencial e aos seus problemas. No próximo governo, a UPE poderá ser demandada dentro da nossa missão, que é contribuir para o desenvolvimento de Pernambuco”, destacou o reitor.

com informações da Assessoria.

 

 

UPE divulga 1º remanejamento extraordinário para segunda entrada no SSA e Vestibular


(Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem)

A Universidade de Pernambuco (UPE) divulga, nesta terça-feira, o 1º remanejamento extraordinário para segunda entrada no Sistema Seriado de Avaliação (SSA) e Vestibular . A mudança no processo de ingresso foi apresentada na quinta-feira pela Comissão Permanente de Concursos Acadêmicos.

No próximo dia 15 será feita  a matrícula do 1º remanejamento extra. No dia 22 de agosto será divulgado o 2º remanejamento extraordinário e no dia 27 do mesmo mês, feita a matrícula deste 2º remanejamento extra. No dia cinco de setembro será feita a divulgação do 3º remanejamento extraordinário e no dia 10 do mesmo mês deve ser feita a matícula. o

O remanejamento extradordinário para vagas existentes ou que venham a surgir por falta à matrícula ou desistência estará disponível na internet, no endereço eletrônico http://processodeingresso.upe.pe.gov.br.

Confira o novo calendário: 

12/08/2014 – Divulgação do 1º remanejamento extraordinário

15/08/2014 – Matrícula do 1º remanejamento extraordinário

22/08/2014 – Divulgação do 2º remanejamento extraordinário

27/08/2014 – Matrícula do 2º remanejamento extraordinário

05/09/2014 – Divulgação do 3º remanejamento extraordinário

10/09/2014 – Matrícula do 3º remanejamento extraordinário.

Com informações do Diário de Pernambuco.

Armando: “Vamos dar à Saúde o tratamento que ela merece”


Saúde de qualidade para os pernambucanos de todas as regiões. Esta foi a proposta essencial discutida na noite da sexta-feira (8) pela plenária temática promovida pela coligação Pernambuco Vai Mais Longe no Recife Praia Hotel, no Pina, Zona Sul do Recife. O tema, uma das prioridades do candidato a governador Armando Monteiro (PTB), foi debatido diante de cerca de 300 pessoas, entre profissionais, gestores e lideranças políticas.

Citando a má posição que Pernambuco ainda possui no ranking de desenvolvimento humano, Armando disse a qualidade de vida da população depende fundamentalmente do investimento em Saúde. “O nosso IDH, que reúne indicadores de renda, educação e saúde, é o 18 no ranking nacional”, afirmou. “Por isso, vamos dar à Saúde o tratamento que ela merece.” Armando reforçou a priorização da atenção básica como pilar fundamental do programa de governo. E que, para obter mais recursos para implementar essa agenda, o alinhamento com a presidente Dilma Rousseff é essencial.

O candidato a senador João Paulo (PT) afirmou que os profissionais de Saúde sabem exatamente onde estão os gargalos e, por isso, ouvi-los é essencial para a formulação de políticas públicas para o setor. “Com esta tropa, nós poderemos realmente construir propostas. Foi essa tropa quem me ensinou sobre saúde”, destacou. “Este tipo de encontro é mais do que importante para que possamos ter um Pernambuco com Saúde de qualidade”, finalizou.

O diretor da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Pernambuco (UPE), Luiz Oscar, criticou o modelo das políticas públicos implantadas pelo governo do Estado nos últimos oito anos. “Quando sugerimos um hospital, não é para fazer propaganda. É por conta da demanda e não para reforçar esse modelo hospitalocêntrico implantado no Estado”, reforçou. Para Luiz Oscar, os principais desafios a serem enfrentados na Saúde pública pernambucana são o que ele chamou de “epidemias”: os acidentes de moto, o consumo de crack e a violência.

A secretaria-executiva do Ministério da Saúde, Ana Paula Menezes Sóter, lembrou os avanços no setor desde 2003, quando iniciou o governo de Lula. Ela, que participa da elaboração do programa de governo da presidente Dilma Rousseff, salientou que programas como Mais Médicos, Samu, UPAs e Brasil Sorridente mudaram a vida dos brasileiros. “Para o próximo governo, é necessário reforçar o pacto interfederativo, pois o governo federal não faria nada sem os Estados e os municípios”, frisou.

O ex-coordenador nacional do programa Mais Médicos, Mozart Sales (PT), falou sobre os desafios do financiamento da Saúde pública. “Nós precisamos elevar o volume de recursos para a saúde”, reconheceu o candidato a deputado federal, que também defendeu, em conformidade com o plano de governo de Armando, a interiorização do atendimento especializado e da formação de novos profissionais.

Durante a plenária, representantes de um fórum de entidades coordenado pelo candidato a vice Paulo Rubem apresentaram uma série de sugestões para o plano de governo, colhidas em reuniões em todas as regiões de Pernambuco. “Temos um desafio: o comprometimento de promover saúde”, disse Paulo Rubem, ressaltando o papel da UPE na formatação de uma Saúde de qualidade.

 com informações da Assessoria.

 

Em plenária sobre educação, Armando recebe apoio da UNE


(Foto:Alexandre Albuquerque / Divulgação).

Mais de 500 pessoas participaram na noite desta quinta-feira (7) de uma plenária, promovida pela coligação Pernambuco Vai Mais Longe, que discutiu o que é considerado pelo candidato a governador Armando Monteiro (PTB) a “prioridade das prioridades” para Pernambuco: a educação. Realizado no Centro Social da Soledade, no bairro da Soledade, na região central do Recife, o ato abordou as deficiências do setor e, mais do que isso, deu visibilidade às soluções apontadas por Armando para tirar o Estado dos últimos lugares do ranking da educação nacional.

Armando ressaltou que os investimentos em educação simbolizam mudanças em duas frentes: na redução das desigualdades e na capacidade de transformar a economia de modo sustentável. “É um pilar fundamental para o desenvolvimento, porque desenvolvimento pressupõe mudanças estruturais na vida das pessoas”, frisou.

Para o candidato, a criação do Sistema Estadual de Educação Básica (Seeb) é uma ferramenta fundamental para dar uma virada na educação de Pernambuco. “Precisamos ultrapassar a barreira precária do que é competência municipal e do que é estadual. É necessário inaugurarmos um modelo colaborativo, um regime de cooperação”, afirmou Armando, defendendo a elevação uniforme do desempenho no ensino fundamental e no ensino médio.

Candidato a vice e coordenador da área de educação no plano de governo da coligação Pernambuco Vai Mais Longe, Paulo Rubem (PDT) elencou os 14 pontos essenciais da plataforma de Armando. Ele também defendeu a criação do Seeb, que pretende integrar governo estadual e prefeituras no sentido de criar o “padrão pernambucano de educação”, como vem apregoando o candidato a governador. “Não queremos só mais escolas: queremos mais escolas de qualidade”, afirmou Paulo Rubem, que também falou sobre novas instâncias que serão formatadas no governo, como o Plano Estadual de Educação e o Fundo Estadual de Educação.

O candidato a senador João Paulo (PT) falou sobre a valorização do professor. “As pessoas que estão aqui conhecem a fragilidade da educação e conhecem os caminhos. Não podemos deixar de valorizar o trabalhador em educação. Se ele não for valorizado, é muito difícil o repasse do conhecimento”, ressaltou, lembrando ainda as conquistas obtidas pelos governos Lula e Dilma.

A diretora de Assistência Estudantil da União Nacional dos Estudantes (UNE), Flávia Hellen salientou que o palanque de Armando, João Paulo e Paulo Rubem está sintonizado com o que se estabeleceu nos últimos 12 anos no governo federal, por meio de Lula e Dilma Rousseff. “O projeto que estamos definindo agora está ligado a um projeto que vem mudando a educação no Brasil”, destacou. “O projeto do Plano Estadual de Assistência Estudantil, que ajudamos a formatar após 16 audiências públicas, está parado na Assembleia por falta de interesse do governo. Ele vai auxiliar aos alunos da Universidade de Pernambuco (UPE) e os do Prouni, do Fies e das autarquias municipais a ter financiamento para transporte, livros e alimentação.”

DIFICULDADES – Os professores presentes à plenária aprovaram o diálogo entre a categoria e os candidatos. Ensinando há 32 anos, Marinalva Lourenço, 55, diz que a educação retrocedeu no Estado. “Por isso, a plenária é importante para que os movimentos sociais e os trabalhadores em educação sejam ouvidos. Nós conhecemos as mazelas do sistema e podemos indicar aos candidatos da majoritária os problemas”, disse ela, que leciona no Cabo de Santo Agostinho.

De Goiana, o professor Mário Carmelo Barbosa dos Santos, 51 anos, salienta que o governo do Estado não oferece as ferramentas necessárias para que o processo ensino-aprendizagem se realize por completo. “Isso se reflete na sala de aula. É uma questão de fundo social”, aponta.

Com informações da Assessoria.

UFPE está entre as 18 melhores universidades brasileiras


(Foto: Passarinho/Asscom/UFPE)

(InfoMoney) – O Brasil possui 18 das 1.000 melhores universidades do mundo em 2014, segundo em levantamento realizado pelo CWUR (Center for World University Rankings). A USP (Universidade de São Paulo) lidera o ranking. Porém, apesar de ser a melhor do Brasil, a instituição está em 131º lugar no ranking mundial, que é liderado pelas norte-americanas Harvard e Stanford.

Já em relação aos países do BRICS, o Brasil aparece somente em quinto lugar, ficando atrás de Lomonosov Moscow State University (Rússia), Peking University e Tsinghua University, ambas na China, e University of the Witwatersrand (África do Sul).

A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) aparece na 15º posição. Confira abaixo o ranking completo das melhores universidades nacionais:

 

 

UPE divulga 1º remanejamento do vestibular de Educação a Distância


(Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem)

Diário de Pernambuco

A Universidade de Pernambuco (UPE) divulgou, nesta quinta-feira, o primeiro remanejamento do do vestibular de Educação a Distância (EAD). Ao todo, quarenta candidatos foram contemplados.A segunda lista de remanejamento será divulgada no dia quatro de agosto deste ano. Os feras remanejados devem agora realizar suas matrículas no dia 28 de julho. Quem perder a data é eliminado automaticamente.

A matrícula será realizada das 14h às 21h, nos polos/endereços de acordo com o polo/curso de opção de ingresso do candidato. Os documentos necessários para a matrícula e outras informações podem ser conferidos no Manual do Candidato e edital de matrícula, disponíveis no http://processodeingresso.upe.pe.gov.brhttp://processodeingresso.upe.pe.gov.br.

Confira os locais de matrícula:

·      Floresta, Av. Dep. Audomar Ferraz, 65 ,centro de Floresta;

·      Ouricuri, Estrada Vicinal, Açude Tamboril, Ouricuri;

·      Surubim, Rua Frei Ibiapina, 300, Bairro São José  – Surubim;

·      Tabira, Rua São Cristóvão, S/N , Jureminha, Tabira;

·      Palmares, Av. Américo de Miranda, s/n, Bairro Santa Rosa – Palmares;

·      Santa Cruz do Capibaribe, Av. 29 de Dezembro, 258 – Centro Sta Cruz do Capibaribe;

·      Afrânio, Av. Dom Malan, ao lado da BR 407, s/n , Afrânio;

·      Cabrobó, Av. Dona Brígida de Alencar de Alencar, s/n, centro de Cabrobó.

 

Inscrições para o Sistema Seriado de Avaliação da UPE seguem até o dia 15 de agosto


(Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem)

Com informações do Diário de Pernambuco

A Universidade de Pernambuco (UPE) está com inscrições abertas para os candidatos interessados em ingressar na instituição por meio do Sistema Seriado de Avaliação (SSA). O prazo segue até o dia 15 de agosto, exclusivamente pela internet, com taxa de R$ 85. Já as inscrições para o Vestibular/2015 seguem até o dia 31 de julho, através do mesmo endereço e taxa de R$ 110.

Este ano são 3.460 vagas para 53 cursos de graduação, sendo 2.074 no vestibular e 1.386 no SSA. Os cursos oferecidos são distribuídos nas regiões Metropolitana do Recife, Mata Norte, Mata Sul, Agreste e Sertão. Os candidatos que possuem o Número de Inscrição Social (NIS), inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais poderão solicitar isenção da taxa de inscrição, em período definido no calendário do manual do candidato.

Os feras podem obter outras informações através dos telefones: (81) 3183-3660 e 3183-3791, no e-mail: processodeingresso@upe.pe.gov.br ou ainda no endereço eletrônico: http://processodeingresso.upe.pe.gov.br.

Plano de governo de Armando defende avanço sustentável‏


Candidato ao governo de Pernambuco garante que educação é “a prioridade das prioridades”

O candidato a governador pela coligação Pernambuco Vai mais Longe Armando Monteiro (PTB) garante que a educação será tema prioritário de sua gestão. Ao lado do vice, Paulo Rubem (PDT), que tem militância histórica nesta área, Armando quer implementar em seu governo um “padrão pernambucano de educação”.

Armando destaca que esta é a principal proposta do plano de governo que ele tem apresentado à sociedade pernambucana. O plano foi formatado a partir das mais de 5 mil sugestões colhidas ao longo das plenárias do projeto Pernambuco 14, que percorreu todas as regiões de Pernambuco para ouvir as demandas da população. O projeto reuniu mais de 26 mil pessoas em 14 plenárias.

“O Plano de Governo está aberto ao debate, à avaliação e às contribuições críticas de todos os cidadãos, para aprimorar suas proposições e, de forma realista, contribuir para direcionar nosso processo de desenvolvimento nos próximos anos”, afirma o texto. Uma das características do documento são as propostas dinâmicas e uniformes em seu conteúdo ao longo de 21 páginas.

Para Armando, a educação de qualidade, que permita a população continuar crescendo com o apoio do governo federal e um desenvolvimento equilibrado é um compromisso. “Educação é a prioridade das prioridades”, sublinha. Investimentos em infraestrutura, saúde e segurança também são tratados de maneira diferenciada, trilhando paralelamente à criação de um ambiente de negócios que possibilite o estabelecimento de um desenvolvimento que alcance diretamente a qualidade de vida das pessoas.

A seguir as principais propostas feitas pela coligação liderada por Armando Monteiro, que tem ainda os deputados federais Paulo Rubem Santiago (PDT) e João Paulo (PT) como candidatos a vice-governador e senador, respectivamente:

EDUCAÇÃO - “Desenvolvimento e cidadania pressupõem assumir com determinação o inegociável desafio de promover em Pernambuco uma verdadeira revolução na educação”, diz o texto. Armando pretende criar uma ação integrada entre escolas, comunidade e governos municipais, estadual e federal para a implantação de um programa de qualidade no ensino e aprendizagem em todos os recantos de Pernambuco.

Dentre as propostas, a valorização e qualificação dos professores, melhoria, fortalecimento e adequação do ensino técnico em integração com o ensino médio (com a expansão da rede de escolas técnicas), adaptação da matriz curricular às peculiaridades de cada região, ampliação da rede de escolas de referência, além de reforçar o papel da Universidade de Pernambuco (UPE) nas cidades-polo por todo o Estado, em alinhamento à política de interiorização do desenvolvimento, um dos pontos mais defendidos por Armando durante as plenárias do projeto Pernambuco 14.

SAÚDE - No quesito Saúde, o foco será na prevenção e no reforço do atendimento médico, hospitalar e no fornecimento de medicamentos. “Tratar da saúde significa também cuidar de forma integrada de temas essenciais como saneamento ambiental, abastecimento de água, esgotamento sanitário, enfrentamento ao número crescente de acidentes de moto e combate às drogas, como o crack”, elenca o documento.

A atenção básica será fortalecida, articulada com a parceria com o governo federal, por intermédios de programas como o Mais Médicos. A interiorização da residência médica e a oferta de cursos de medicina e de pós-graduação nos polos regionais também é encarada como prioridade, além da ampliação do número de leitos, das ações do Programa de Saúde da Família, aprimoramento da gestão da saúde e qualificação dos hospitais regionais.

SEGURANÇA – Apesar da redução no número de homicídios, recrudesce em todo o Estado a sensação de insegurança, devido ao aumento de crimes contra o patrimônio, como roubos, assaltos e sequestros. Para isso, o Pacto pela Vida – “Uma conquista a ser preservada, ampliada e fortalecida”, nas palavras de Armando Monteiro ­– deverá se tornar uma política de Estado e não “apenas um projeto de governo”.

Armando pretende investir em “tecnologia e inovação, na capacitação profissional e na adequação dos serviços e estruturas de segurança às demandas da sociedade, como é o caso, por exemplo, do combate aos crimes praticados no meio digital e informática”. A ampliação do efetivo policial, tanto na Polícia Civil quanto na Militar, é um compromisso firmado o documento, dando melhores condições de trabalho e de crescimento profissional aos policiais.

A política carcerária também receberá atenção especial, no sentido de tirar Pernambuco das manchetes negativas relacionadas às unidades prisionais do Estado. “Urge cuidar de uma política de humanização de cadeias e presídios”, destaca o plano de governo.

CULTURA – Para Armando Monteiro, “a promoção e a valorização da cultura são vitais para que Pernambuco vá mais longe nas políticas públicas de educação, saúde e segurança, para ampliar os níveis de qualidade de vida e fortalecer a cidadania”.

O financiamento da produção cultural é um aspecto importante e recebe tratamento diferenciado no plano de governo da coligação Pernambuco Vai Mais Longe. “É compromisso promover o diálogo e a articulação para avaliar o sistema estadual de cultura. O objetivo é fortalecer o planejamento e estimular a profissionalização do sistema, criar mecanismos para valorizar as variadas formas de expressão cultural”, destaca o texto, que também salienta a preocupação em alavancar a economia criativa.

MOBILIDADE – “A questão da mobilidade urbana é atualmente um dos temas mais importantes a serem tratados pelos governos”, reconhece Armando Monteiro. “Tem reflexo na qualidade de vida das pessoas, sobretudos usuários do sistema de transporte coletiva e impacta fortemente a produtividade do trabalho, sobretudo no Recife e na Região Metropolitana.”

Armando ainda enfatiza que o transporte coletivo deverá receber atenção prioritária, na formulação de um plano de obras de infraestrutura, de intervenções urbanas integradas e adequações em todo o complexo sistema, incluindo os diversos modais de transporte público.

ECONOMIA – A interiorização do desenvolvimento será, como Armando Monteiro, Paulo Rubem e João Paulo vêm afirmando nos discursos, um braço poderoso do processo de avanço de Pernambuco. “É importante promover a desconcentração da atividade produtiva”, resume o documento da coligação Pernambuco Vai Mais Longe.

“É prioridade ampliar e qualificar a infraestrutura de energia, recursos hídricos, transportes e comunicação, contemplando as necessidades e demandas regionais com atenção prioritária para os municípios e regiões produtoras”, destaca o candidato a governador. “A partir daí, é possível criar condições mais favoráveis e ir além, para estabelecer um ambiente de negócios com menor burocracia, uma política de impostos estimulante e realista e com uma melhor articulação envolvendo tanto o governo do Estado como as universidades, os institutos de pesquisa, de ciência e tecnologia, os organismos de representação da iniciativa privada, as prefeituras e o governo federal.”

A atenção e o apoio às micro e pequenas empresas são propostas do plano de governo de Armando e têm lugar garantido na lista de pontos essenciais. “É preciso um tratamento diferenciado, que deverá focar na redefinição dos mecanismos que aliviem os efeitos da atual política de substituição tributária”, afirma o Armando. O incentivo ao empreendedorismo e à economia criativa também terá atenção especial.

A modernização da gestão, com um novo modelo de administração pública, ganha ares de aspecto essencial no plano de governo de Armando. “Esse modelo se baseia na modernização e eficiência dos processos de gestão, na melhoria da qualidade do planejamento, formulação e execução das ações e políticas públicas com soluções inovadoras e racionalidade”, aponta o documento.

com informações da Assessoria.

 

Paulo Rubem: “Vamos criar o Sistema Estadual de Educação Básica em Pernambuco”‏


Após o candidato a governador Armando Monteiro (PTB) eleger a educação como a “prioridade das prioridades” em seu plano de governo, a coligação Pernambuco Vai Mais Longe já delineou algumas ações para o segmento. E uma delas é a criação do Sistema Estadual de Educação Básica. A política prevê incentivos financeiros, administrativos e pedagógicos do Estado aos municípios com o intuito de universalizar o acesso das crianças e jovens às escolas, garantindo também que os alunos concluam todo o ensino médio, evitando a evasão escolar. Em paralelo, o programa propõe constituir o Fundo Estadual dos Recursos do Pré-Sal para destinar todas as verbas oriundas dos royalties do petróleo para o setor em Pernambuco.

Líder nacional na defesa de uma educação pública de qualidade, o candidato a vice Paulo Rubem Santiago (PDT) frisou que o Sistema Estadual de Educação Básica de Pernambuco vai exercer ações de suporte aos municípios pernambucanos para que matriculem toda criança e jovem nas escolas de tempo integral. Além disso, o pedetista defendeu que a Universidade de Pernambuco (UPE) seja utilizada na formação dos professores e que os polos da UPE possam atuar na pesquisa, monitoramento e acompanhamento dos indicadores escolares.

Titular da comissão que criou o Fundo Social do Pré-Sal na Câmara dos Deputados e da comissão que aprovou a Lei dos Royalites, Paulo Rubem cravou que o governo Armando vai constituir o Fundo Estadual dos Recursos do Pré-Sal para vincular os recursos dos royalties à educação. Segundo o candidato a vice, todas as verbas serão destinadas a um fundo específico para serem aplicadas na área.

“Nós vamos criar um Sistema Estadual de Educação Básica para universalizar o acesso das crianças às escolas. Vamos também fazer uma intervenção na formação dos professores, utilizando a UPE. E vamos também constituir o Fundo do pré-sal em Pernambuco para aplicar 100% dos recursos dos royalties na educação”, garantiu Paulo Rubem, em entrevista à rádio JC News, na manhã desta segunda-feira (14).

“Não se faz política de Estado com ações isoladas. As escolas de tempo integral não podem ser para poucos. Hoje, apenas 44% jovens de Pernambuco terminam o ensino médio até os 19 anos de idade. Pernambuco tem 205 mil crianças e jovens fora das salas de aula”, denunciou Paulo Rubem.

MOBILIDADE - Autor de uma emenda à Proposta de Emenda à Constituição que cria o Plano Nacional de Desenvolvimento Urbano, Paulo Rubem também afirmou que o plano de governo de Armando Monteiro prevê ações para melhorar a mobilidade urbana no Estado. Para tanto, o candidato a vice colocou que a coligação vai implantar a Política Estadual do Desenvolvimento Urbano.

A ação prevê que o Estado, através de fundos próprios, vai contribuir para que os municípios tenham políticas de desenvolvimento urbano, de forma a garantir ações voltadas para a mobilidade urbana, saneamento básico, coleta de lixo e resíduos sólidos, preservação dos recursos hídricos e uma política autônoma de proteção na defesa civil.

 com informações da Assessoria.

 

Em Afogados da Ingazeira, Paulo participa de grande carreata e promete campus da UPE


Com as bençãos da chuva que ajuda a melhorar a vida no Sertão, a Frente Popular comandou, no município de Afogados da Ingazeira, na noite desse sábado (12), a primeira grande carreata da campanha do candidato Paulo Câmara (PSB) ao Palácio do Campo das Princesas. Ao lado do ex-governador e presidenciável Eduardo Campos (PSB) e dos seus companheiros de chapa, Raul Henry (PMDB/vice) e Fernando Bezerra Coelho (PSB/Senado), o socialista recebeu o carinho dos populares que fizeram questão de ocupar as ruas e janelas das residências para acenar. O ato contou com mais de 700 veículos, entre automóveis e motos, e arrastou cerca de cinco mil pessoas.

Embalados pela “onda amarela” que tomou conta do município, os afogadenses ainda seguiram em massa para a inauguração do comitê regional do Sertão do Pajeú, no Centro de Afogados. O espaço reunirá prefeitos, ex-prefeitos, vereadores, ex-vereadores, lideranças e militantes das cidades de Igaracy, Ingazeira, Carnaíba, Tabira e do próprio município. Na sequência, Paulo Câmara, Eduardo Campos, Raul Henry (PMDB/vice), Fernando Bezerra Coelho (PSB/Senado), prefeitos, ex-prefeitos, deputados e candidatos da chapa proporcional realizaram empolgante comício em praça pública. O candidato ao Governo do Estado destacou a sua satisfação de voltar à região que o havia abraçado durante a fase da pré-campanha.

“Vamos seguir construindo esse novo Pernambuco. Um Pernambuco que avança porque o Estado está preparado para isso”, afirmou Paulo Câmara, destacando compromissos assumidos em áreas estratégicas como educação, saúde e segurança pública.

O socialista, inclusive, pontuou que o município sertanejo contará, a partir do seu governo, com um campus da Universidade de Pernambuco (UPE). “Vamos trazer faculdade aqui para Afogados. Com educação, meus amigos, nossa juventude vai ganhar mais conteúdo, vai ter mais oportunidade”, assinalou Paulo. A expansão do ensino superior pelo Interior do Estado tem se notabilizado como uma das principais marcas das gestões da Frente Popular.

A escolha de Afogados da Ingazeira para a realização da primeira carreata da candidatura de Paulo Câmara foi motivada pelo histórico do PSB, de iniciar campanhas na região justamente pelo município. Foi assim com o ex-governador Miguel Arraes de Alencar e com o presidenciável Eduardo Campos. O postulante à Presidência, inclusive, não poupou elogios para o seu futuro sucessor. “Quando a gente se apresenta no comércio, o dono logo pergunta: cadê o seu currículo? Eu trago como candidato ao Governo de Pernambuco um jovem talentoso no serviço público. Eu nunca entreguei uma tarefa a Paulo Câmara que voltou pela metade”, exaltou Eduardo Campos.

Coube a Fernando Bezerra Coelho o agradecimento pelo interesse da população que enfrentou a chuva para acompanhar a Frente Popular na noite deste sábado. O ex-ministro afirmou que vai retribuir esse carinho com muito trabalho no Senado Federal, sobretudo com uma atuação marcante na defesa da área da saúde. “A minha proposta é que a gente possa criar a carreira nacional dos profissionais da saúde. É um constrangimento a gente ter que importar médicos. É bom, mas o Brasil pode formar profissionais de saúde para atender ao nosso povo”, assinalou Fernando Bezerra Coelho.

com informações da Assessoria.

UPE divulga lista do 2º remanejamento da segunda entrada


(Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem)

A Universidade de Pernambuco (UPE) divulgou, nesta quarta-feira, o resultado do 2º  remanejamento do Processo de Ingresso 2014 para a segunda entrada. No total, 551 candidatos foram remanejados, sendo: 331 no Vestibular e 220 no Sistema Seriado de Avaliação (SSA3). Os remanejados deverão realizar as matrículas no próximo dia 14 de julho nos locais determinados no edital. Quem perder a data será eliminado automaticamente.

Para os aprovados para os campi Benfica, Camaragibe e Santo Amaro, as matrículas serão realizadas, no horário das 8h às 16h, no Pátio de Convivência da Reitoria da UPE, na Rua Tupinambás, Santo Amaro, ao lado da entrada principal da reitoria. Já os candidatos classificados nos cursos oferecidos no interior deverão se dirigir às unidades correspondentes aos cursos para o qual se inscreveram. No ato da matrícula, o candidato deve apresentar duas fotos 3×4 atualizadas, e ainda, original e fotocópia ou, apenas, fotocópia autenticada dos seguintes documentos: cédula de identidade; CPF; Certificado de conclusão do ensino médio com respectivo histórico escolar.

Para o cotista, o histórico escolar deve comprovar que estudou os três anos do ensino médio e os anos finais do 6º ao 9º (antiga 5a a 8a séries) do ensino fundamental em escola pública estadual ou municipal do Estado de Pernambuco; Certidão de nascimento ou de casamento; Título de eleitor e comprovante de votação; Para homens, prova de quitação do Serviço Militar, se maior de 18 (dezoito) anos. Outras informações através do telefone (81) 3183-3660 e do site http://processodeingresso.upe.pe.gov.br/processo2014/.

Com informações do Diário de Pernambuco.

UPE lança processo de ingresso para o ano de 2015


Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Na próxima quarta-feira, a Universidade de Pernambuco (UPE) lança o Processo de Ingresso 2015 na instituição, por meio de vestibular e Sistema Seriado de Avaliação (SSA). Serão apresentadas as mudanças adotadas, como o uso da nota da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) como composição da segunda etapa da seleção. A entrevista coletiva está marcada para as 11h, na sala Pró-Reitoria de Graduação (Prograd), na sede da Reitoria da UPE, Avenida Agamenon Magalhães, Santo Amaro, no Recife. Na ocasião, serão apresentadas todas as mudanças e novidades para a seleção deste ano.

Este ano 41.062 estudantes disputaram as 2.080 vagas oferecidas pelo vestbular tradicional, enquanto 11.888 inscritos tentaram conquistar uma das 1.390 vagas do SSA3, destinadas aos concluintes do ensino médio. A UPE oferece 54 cursos de graduação. Em 2014, o processo de ingresso se deu em duas etapas obrigatórias: Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e Conjunto de Provas Específicas. O INEP/MEC disponibilizou cinco provas para os candidatos que se submeterem ao ENEM, das quais foram consideradas para o Vestibular 2014 da UPE apenas quatro:

1) Nota da prova de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias;

2) Nota da prova de Matemática e suas Tecnologias;

3) Nota da prova de Ciências Humanas e suas Tecnologias;

4) Nota da prova de Ciências Naturais e suas Tecnologias.

A segunda etapa de responsabilidade da UPE, através da CPCA, foi realizada em dois dias e composta por Redação e prova objetiva de Língua Portuguesa (com 16 questões), obrigatória para todos os candidatos, mais um conjunto de três provas objetivas específicas, de acordo com a opção de escolha do curso feita pelo candidato no ato de inscrição.

Com informações do Diário de Pernambuco.

Página 2 de 1412345...10...Última »