Arquivos da Tag: Eduardo Campos

Autoridades policiais apresentam saldo positivo quanto ao combate a criminalidade em Vitória de Santo Antão


Os dados foram apresentados na reunião do Comitê Gestor Executivo do Pacto pela Vida realizado em Vitória de Santo Antão – com a presença do Secretário de Defesa Social do Estado – Wilson Damázio

 

Um dos carros-chefe do programa de Governo de Eduardo Campos (PSB), foi debatido na manhã dessa quarta-feira (29), no auditório das Faculdades Integradas – FAINTVISA, no Bairro do Cajá – em Vitória de Santo Antão. Trata-se do “Pacto Pela Vida”. Neste Seminário, o Secretário de Defesa Social, Wilson Damázio, trouxe as estatísticas do programa, além de explanar sobre as novas etapas do plano. Normalmente, a reunião do Comitê Gestor Executivo do Pacto pela Vida – PPV, acontece às quintas-feiras, em Recife, na Secretaria de Planejamento e Gestão – Seplag, porém foi realizada ontem no município da Vitória de Santo Antão.

O encontro teve como objetivo discutir assuntos relacionados ao combate a criminalidade na cidade e debater ações que contribuam para a redução nos índices de violência do município.

O PPV é um Plano Estadual de Segurança Pública, implantado em maio de 2007 e prevê ações de combate e prevenção à criminalidade em Pernambuco. O Programa é integrado pelas câmaras técnicas de Defesa Social, Ressocialização, Prevenção Social, Enfrentamento ao Crack, Articulação do Ministério Público e Defensoria e pela câmara de Enfrentamento da Violência Contra a Mulher.

Na ocasião, o comandante do 21º BPM, tenente-coronel Lindjonhson Félix da Silva e a delegada da Polícia Civil, seccional de Vitória de Santo Antão, Danúbia Andrade, fizeram uma explanação sobre a atual situação no que diz respeito à segurança pública do município. O diagnóstico apontou um balanço positivo das ações desenvolvidas, como prisões, apreensões de armas e de drogas e também as necessidades para alcançar a redução da criminalidade na cidade.

Numa ação imediata, o Governo do Estado, através da Secretaria de Defesa Social – SDS, entregou, logo após a reunião, duas novas viaturas para reforçar a frota da área. No momento, o prefeito da Vitória de Santo Antão, Elias Alves de Lira (PSD), também recebeu do secretário Wilson Damázio, simbolicamente, mais três viaturas que irão beneficiar os municípios de Petrolina, Caruaru e Santa Cruz do Capibaribe.

Além do prefeito da Vitória de Santo Antão, outros representantes da cidade estiveram presentes à reunião. Dentre eles, juízes, promotores, defensores públicos, vereadores e o secretário municipal de Defesa Social e Segurança Cidadã, Décio Canuto Filho. O prefeito de Chã de Alegria, Marcos Amaral e o presidente da Associação de Ensino Superior da Vitória de Santo Antão, Ubirajara Carneiro Júnior, também compareceram.

com informações do site oficial da SDS/PE.

Fotos: Assessoria de Comunicação da Câmara de Vitória.

 

 

Vitória de Santo Antão e mais 08 cidades contarão com mais veículos de resgate dos Bombeiros


O Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco vai receber nesta quinta-feira (30/05), às 10 horas, em solenidade presidida pelo governador Eduardo Campos (PSB), no Centro de Convenções, equipamentos e 31 novas viaturas. Em mais uma ação do Pacto Pela Vida, os novos veículos fazem parte do processo de reaparelhamento do Sistema de Segurança Pública. O investimento de cerca de R$ 8 milhões conta com recursos oriundos do pagamento da Taxa de Prevenção e Combate a Incêndio.

Ficarão à disposição do serviço de emergência da corporação 20 novos Auto Resgate (AR) – utilizados nas ocorrências de atendimento pré-hospitalar – e 11 Auto Bomba Tanque (ABT) – viaturas empregadas na prevenção e combate a incêndios. As cidades de Petrolina, Serra Talhada, Caruaru, Garanhuns e Vitória de Santo Antão, situadas no Interior do Estado, receberão um veículo de resgate e um Auto Bomba Tanque.

A Região Metropolitana do Recife ganhará o reforço de seis ABTs, que serão distribuídos em Recife, Prazeres, São Lourenço da Mata e Suape. Já as áreas críticas, nas quais são registradas o maior número de ocorrências, terão o apoio de 15 novas ambulâncias.

Na ocasião, também serão entregues 30 Equipamentos de Proteção Respiratória (EPR). Trata-se de um conjunto de equipamentos como máscara e cilindro de ar comprimido que possibilita a entrada do bombeiro em ambientes confinados ou tomados pela fumaça tóxica de um incêndio.

 com informações da Assessoria.

 

Moreno contemplada com 500 casas


Quase 22 mil pessoas foram contempladas com a casa própria nesta quarta-feira (29). Em solenidade no município de Moreno (RMR), o governador Eduardo Campos (PSB) inaugurou o Residencial Governador Miguel Arraes, que vai abrigar 500 famílias num terreno de 19,5 hectares. O investimento foi de R$ 22,5 milhões, numa parceria entre União, Governo do Estado e a Prefeitura de Moreno, através do Prefeito Dilsinho Gomes (PSB).

Das casas, 485 contam com dois quartos, sala, banheiro, cozinha e área de serviço externa, distribuídos em 37,88 metros quadrados. Outras 15 residências possuem 41,3 metros quadrados e uma estrutura de acessibilidade especial. O novo bairro possui ainda sistema completo de abastecimento, esgotamento sanitário e 19 ruas calçadas.

“Esse é um conjunto feito em parceria para tirar muitas pessoas, que sonhavam há muito com essa moradia, de uma situação de miséria, do aluguel, do medo das chuvas. Temos ainda 400 mil famílias morando de maneira precária ou sem casa própria. Até 30 de agosto, vamos entregar sete mil casas”,  avisou o governador.

 com informações da Assessoria.

 

Integração com o TIP garante passagem única


A partir deste sábado (1°/06), cerca de 22 mil pessoas passarão a utilizar diariamente o Terminal Integrado (TI) do TIP com o pagamento de uma única passagem para se locomoverem por toda a Região Metropolitana do Recife (RMR). O governador Eduardo Campos (PSB), inaugurou, na manhã desta quarta-feira (29/05), o 17° TI de um total de 25 equipamentos que serão entregues até 2014. A nova unidade vai operar com dez linhas do Anel A (R$ 2,25) e uma de metrô (R$ 1,60), beneficiando os municípios do Recife, Jaboatão dos Guararapes e São Lourenço da Mata.

Após vistorias as novas instalações, Eduardo destacou que, além do ganho tarifário, a integração representa mais qualidade de vida para os pernambucanos. “Vamos mais que duplicar os terminais de transporte público de passageiros na nossa gestão, com 100 quilômetros de corredores exclusivos de ônibus, otimizando o tempo que os usuários passam no trânsito”, afirmou. Atualmente, 800 mil moradores da RMR já se deslocam pagando uma só passagem graças ao sistema de terminais de integração – número que subirá para 1,6 milhão, quando os todos os 25 terminais estiverem operando.

O governador também sublinhou a importância dos metrôs para uma mobilidade sustentável. “Com essa integração, diminuímos mais 81 viagens de ônibus, o que representa menos 11 toneladas de CO2 sendo jogadas na natureza por mês. Isso porque vamos usar o metrô, que é um transporte mais limpo, além de colocarmos ônibus maiores e com mais conforto”, afirmou, citando o crescimento no número de passageiros que utilizam os metrôs na RMR atualmente. “Saímos de 100 mil para 250 mil usuários desse serviço. Ao final desta ação de ampliação do sistema integrado, deveremos chegar a 400 mil passageiros dentro dos metrôs”, informou.

O TI do TIP, que possui uma área construída de 2,9 mil metros quadrados, também servirá como acesso à Cidade da Copa, em São Lourenço da Mata, nos jogos da Copa das Confederações, em julho deste ano, e da Copa do Mundo de 2014. O investimento foi da ordem de R$ 3,3 milhões. Nos dias úteis, 61 ônibus realizarão 574 viagens.

com informações da Assessoria.

 

 

João Lyra confirma travessia para o PSB


Jornal do Commercio

Vice-governador, que deixará o PDT, cravou que tem até setembro para ingressar às hostes socialistas. Intenção seria ajudar Eduardo Campos num provável projeto nacional para 2014

O vice-governador de Pernambuco, João Lyra Neto, confirmou, nesta segunda-feira (27), a sua saída do PDT para o ingresso ao PSB. Em entrevista à imprensa, ele disse que “a decisão está tomada”, mas evitou falar em prazo. “Até setembro, que é o prazo legal para mudança de partido”, limitou-se a dizer. Ao confirmar a baixa, a mudança de Lyra teria o intuito de ajudar o governador Eduardo Campos (PSB) numa provável candidatura à Presidência da República, em 2014. Ele tem até outubro deste ano para oficializar a mudança, caso deseje concorrer a um mandato na próxima eleição, no ano que vem.

A decisão de João Lyra foi externada durante o encontro do PSB com vereadores do partido em Pernambuco, realizado no Mar Hotel, em Boa Viagem. Na ocasião, o vice-governador ocupou a mesa, figurando ao lado de outras autoridades. O governador Eduardo Campos discursou agora há pouco.

Nos últimos meses, provável travessia de João Lyra para o PSB vinha ganhando corpo. As especulações deram início desde que o desconforto dentro do PDT, entre o vice-governador e o presidente estadual pedetista, o prefeito de Caruaru José Queiroz, extrapolou o partido e ganhou os noticiários. Na eleição passada, por exemplo, Lyra fez duras críticas à gestão de Queiroz.

Com o ingresso às hostes socialistas, cresce a expectativa de que Lyra venha a se candidatar ao Palácio do Campo das Princesas, em 2014. A postulação poderia receber o apoio de Eduardo Campos.

 

Serviço do Samu alcançará todo Pernambuco até o final do ano


“Até o final deste ano, teremos o serviço do Samu 192 em todo o território pernambucano”. A afirmação foi dada pelo governador Eduardo Campos, nessa sexta-feira (24/05), ao entregar 47 novas ambulâncias que já asseguram a cobertura de 100% do Samu a 72 municípios da Região Metropolitana do Recife, Zonas da Mata Sul e Norte, além do Agreste Setentrional. A solenidade, realizada no Centro de Convenções, contou com a presença do ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

As novas ambulâncias vão funcionar no atendimento móvel de urgência à população. Hoje, o Samu Metropolitano dispõe de 73 ambulâncias, das quais 59 de suporte básico e demais 14 de suporte avançado. “Com o reforço do Samu, estamos melhorando e muito o atendimento para os que precisam de um socorro mais rápido e de maior complexidade, aumentando as chances de eles chegarem ao hospital com condições de se recuperar. Todos os profissionais que trabalham no Samu são capacitados, desde motoristas e enfermeiros a médicos”, detalhou Eduardo, lembrando que no Estado, o serviço conta com o reforço estratégico do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco.

Dos 47 veículos de resgate entregues nesta sexta-feira, 43 serão destinados ao suporte básico e quatro ao avançado. Na ambulância básica, o paciente conta com um técnico de enfermagem e um condutor a cada plantão. Já as de suporte avançado – equipadas com UTI e cinco Motolâncias (utilizadas em locais de trânsito intenso) – oferecem uma equipe multidisciplinar, formada por médico, enfermeiro, técnico de enfermagem, além do condutor. Os governos federal e do Estado investiram cerca de R$ 6,1 milhões na compra das novas ambulâncias.

“O Samu é um dos programas mais bem avaliados pela população. Esse modelo é capaz de garantir um atendimento resolutivo, e não apenas uma ambulância quem vem pegar o paciente. Os municípios terão um serviço para se orgulhar na urgência e emergência pré-hospitar”, afirmou o senador Humberto Costa, um dos idealizados do projeto do Samu, quando foi ministro da Saúde, ainda no primeiro Governo Lula. “Trago o sentimento de gratidão e de responsabilidade dos municípios”, destacou o prefeito de Palmares, João Bezerra, em nome dos demais gestores municipais beneficiados.

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, destacou os esforços do Governo do Estado em dotar uma rede de saúde “preocupada com a expansão dos serviços, com a abertura de novos hospitais e unidades descentralizadas”. Destacou ainda “a inovação das UPA-Es”, que serão as unidades pernambucanas de especialidades, para fazer os exames e nas quais estarão os especialistas. “A partir de julho, entregaremos as primeiras unidades das UPA-Es, para que, ao lado das nossas 14 UPAs e dos hospitais, possamos melhorar o cuidado com a saúde de todos os pernambucanos”, assegurou Eduardo.

 com informações da Assessoria.

 

PSB realiza Encontro Estadual de Vereadores na próxima semana


Acontece no Mar Hotel, em Boa Viagem, Zona Sul do Recife, na manhã desta segunda-feira (27), o encontro pernambucano dos legisladores da bancada PSB. Com início às 8h, os socialistas apreciarão a programação que durará até às 17h.

Na oportunidade, quem faz a abertura do encontro será Sileno Guedes, presidente estadual da legenda. Logo após, o Governador do Estado, Eduardo Campos, presidente nacional do partido, dará uma palestra marcada às 10h da manhã.

O vereador da cidade de Taubaté/SP, Jofre Neto, abordará o tema: “Câmaras Municipais no Brasil – ascensão e declínio”. Já o jornalista Magno Martins dará dicas de como usar a internet na atividade parlamentar.

 

Mudanças na PMPE: Coronel Carlos Pereira assume o comando da Corporação


O Governador Eduardo Campos presidiu no fim da tarde de ontem (21) a solenidade de passagem de comando no Quartel do Derby. Numa cerimônia militar assumiu o comando da PMPE o Diretor Integrado do Interior II, coronel Carlos Pereira, no lugar do coronel Luiz Aureliano que exercia o comando da Corporação há pouco mais de dez meses.

Campos aproveitou a solenidade para agradecer o empenho e comprometimento do coronel Luiz Aureliano. O Secretário de Defesa Social, Wilson Damázio, também participou da solenidade e falou da missão que tem o novo comandante em dar continuidade ao trabalho que vem sendo realizado no combate à violência em Pernambuco. Damázio aproveitou para agradecer ao substituído o trabalho que foi realizado em todo o Estado no combate à violência.

Bastante emocionado, o novo Comandante Geral da PMPE falou da motivação em conquistar o maior posto na Corporação.

Com informações da SDS

 

Governo Eduardo flexibiliza o acesso ao FEM


Jornal do Commercio

Palácio decide não definir prazo para que 25 municípios corrijam falhas em projetos para receber verba do Fundo Municipal.

Após adiar três vezes o prazo para os municípios ajustarem os planos de trabalho apresentados para receber os recursos do Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM) e, mesmo assim, 25 cidades ainda apresentarem algum tipo de pendência, o governo do Estado decidiu flexibilizar definitivamente a data da entrega. Os prefeitos poderão reenviar os planos de trabalho até quando acharem necessário. Porém, terão de entregar a obra como todas as outras cidades, até abril do próximo ano.

O programa foi criado para ajudar as prefeituras a enfrentarem a queda do valor do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), repasse do governo federal. A estrutura foi montada para garantir o mínimo de burocracia, mas com controle.

O secretário de Planejamento, Fred Amâncio, minimizou a dificuldade das Prefeituras. “Às vezes, o técnico que preparou o plano eventualmente preencheu sem tomar alguns cuidados”, exemplificou. Ele também mencionou que um dos impasses é a reduzida equipe dos poderes municipais, principalmente nas cidades do interior, mas lembrou que grandes municípios também precisaram fazer alterações.

Caruaru é uma das cidades com pendências. Das dez obras solicitadas, três estão com alguma pendência. Todas tratam de reforma ou construção de praças. Em alguns casos, os planos foram aprovados, mas ainda falta a entrega de documentos exigidos. Ocorreu também circunstâncias em que o plano da prefeitura previa compra de equipamento, enquanto que o programa só libera recursos para obras.

No último dia 15, as cidades regularizadas receberam a primeira parcela do FEM, correspondente a 30% do total. Este ano, o programa repassará R$ 228 milhões. Outros 30% serão depositados em julho, 20% mediante declaração do prefeito de aplicação dos recursos e o restante, quando for apresentado o Termo de Recebimento da obra.

 

Dilma cumpre agenda em Pernambuco


Diário de Pernambuco

Quase dois meses depois de ter pisado em solo pernambucano, a presidente Dilma Rousseff (PT) retorna ao Estado hoje, (20). A agenda da petista prevê dois compromissos: um no município de Ipojuca, onde participa da solenidade de entrega do navio Zumbi dos Palmares. O outro será em São Lourenço da Mata, onde dará o pontapé inicial para inauguração da Arena Pernambuco, que vai sediar jogos da Copa das Confederações e da Copa do Mundo.

Dilma Rousseff esteve em Serra Talhada, no Sertão, no dia 23 de março para anunciar investimentos na área de recursos hídricos e de convivência com a seca. Na época, a visita dela gerou grande expectativa em razão do estremecimento com o governador Eduardo Campos (PSB), eventual candidato à Presidência da República em 2014. Apesar da solenidade oficial, o clima entre os dois não foi dos mais amistosos.

Agora, a nova agenda da presidente em Pernambuco acontece no momento em que especula-se que Eduardo teria desacelerado os compromissos fora do Estado em busca de apoio político para o projeto 2014, porque estaria sofrendo pressão dos petistas, uma vez que o PSB continua na base governista.

 

Governo de Pernambuco anuncia novas ações do Pacto pela Vida


Diário de Pernambuco

O Governador Eduardo Campos anuncia, na manhã desta terça-feira, novas ações do Pacto Pela Vida em Pernambuco. A solenidade acontece pela manhã no Salão de Eventos do Centro de Convenções, sede provisória do governo do estado.

Na quinta-feira passada, o Pacto pela Vida completou seis anos. O programa, uma integração entre os poderes públicos e a sociedade civil organizada, conseguiu deixar Pernambuco numa posição menos crítica no ranking da violência. Atualmente, o governo do estado comemora a redução de 35,4% nos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs).

Segundo a Secretaria de Defesa Social (SDS), o número foi resultado da implantação do programa estadual de segurança pública que visa reduzir em 12% o número de mortes a cada ano e que hoje inspira a elaboração de um plano semelhante para a capital do estado. No Recife, a redução no número de mortes desde 2007 foi de 52,1%.

Depois de figurar 18 vezes como o estado mais violento do país em 25 anos e de ter registrado um total de 46 mil assassinatos entre os anos de 1996 e 2006, Pernambuco escolheu o ano de 2007 para iniciar uma nova história no quesito segurança pública.

 

Governo prorroga de novo prazo do FEM


Pela terceira vez, prazo para a apresentação e correção de falhas nos projetos para o Fundo Municipal é prorrogado

Jornal do Commercio

Ainda que negue problemas com o Fundo Estadual de Apoio ao Desenvolvimento Municipal (FEM), o governo do Estado prorrogou pela terceira vez o prazo para prefeitos ajustarem os planos de trabalho apresentados pelas prefeituras para receber os recursos. Um balanço divulgado sexta-feira mostrou que cerca de 10% das 437 propostas entregues ainda precisam de ajustes.

O programa foi anunciado pelo governador Eduardo Campos (PSB), possível candidato a presidente em 2014, em fevereiro deste ano como uma solução para socorrer os 184 municípios pernambucanos em meio à queda no valor do Fundo de Participação dos Município (FPM), repasse do governo federal. O investimento previsto para este ano é de R$ 228 milhões.

Com o novo prazo, o Comitê Estadual de Apoio aos Municípios (CEAM) vai analisar os planos não aprovados na próxima semana, junto com as cidades. Entretanto, de acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), o pagamento da primeira parcela está mantido para a próxima quarta-feira (15).

Também na próxima semana, as informações sobre os planos, como o detalhamento de cada obra e as datas de conclusão, poderão ser consultados no site do programa (www.fem.seplag.pe.gov.br).

 LEIA TAMBÉM:

Município de Chã Grande fica de fora do FEM. Saiba a razão AQUI.

 

“Eduardo apresenta um Pernambuco fantasioso”


reproduzido do Blog da Folha

Deputada Terezinha Nunes ainda destaque que modelo aplicado no Estado foi replicado do PSDB (Foto: Marina Mahmood)

Uma das vozes mais críticas ao Governo Eduardo Campos (PSB), a deputada estadual Terezinha Nunes (PSDB) afirmou que o socialista tenta vender uma imagem do Estado para o Brasil que não bate com a realidade, destacando que o gestor tem prometido o que não faz. “Ele fala como se em Pernambuco não tivesse problema, como se ele já tivesse resolvido tudo. Ele apresenta um Pernambuco que não existe, fantasioso”, asseverou a parlamentar. Nesta entrevista à Folha de Pernambuco, a tucana faz uma reflexão sobre os dois anos que passou fora do Parlamento e cravou que o presidenciável da sua legenda, Aécio Neves, estará no segundo turno contra a presidente Dilma Rousseff (PT). “Eu acho que o partido que tem condições de ir para o segundo turno com o PT é o PSDB”, assegurou.

Deputada, a senhora voltou à Casa após dois anos fora do Parlamento pernambucano. Como foi esse retorno?

Foi importante. No primeiro momento, eu não consegui entrar logo (na eleição de 2010) porque não consegui os votos, mas havia sempre essa possibilidade de eu assumir, uma vez que tínhamos quatro candidatos a prefeito pelo PSDB (Betinho Gomes, Carlos Santana, Daniel Coelho e Edson Vieira) dentro da bancada. Então, acho que foi importante eu ter ficado dois anos fora porque o meu primeiro mandato foi muito estressante. Foi um mandato de muita perseguição na Assembleia porque éramos a minoria da minoria. O que a oposição continua sendo. Só que houve alguns episódios muito difíceis, como a historia dos shows fantasmas (da Secretaria de Turismo) que denunciamos. Isso foi muito desgastante até dentro da Casa, porque envolvia pessoas da Casa (o deputado Silvio Costa Filho/PTB). Para mim, pessoalmente, foi bom eu ter ficado dois anos fora, porque deu para ver melhor as coisas, descansar um pouco mais. Eu estava muito estressada, cansada.

Nesse período a senhora ponderou que poderia ter atuado de alguma forma diferente em um ou outro caso?

Não. Eu lamentei somente o fato de que a gente sentiu a dificuldade dos deputados do Interior de fazer oposição. Então, fica a sobrecarga para os deputados metropolitanos. Os deputados não tinham condições de ir para a linha de frente por conta da vinculação com prefeitos do Interior que dependiam do Governo e o Governo fazendo muita perseguição. Só que eu achava, na época, que a perseguição maior era porque a gente tinha uma liderança do PT do Governo, que era Isaltino Nascimento (atual secretário de Transportes). Ele era muito exaltado na tribuna, mas, quando eu voltei, para minha surpresa, o que ele já tinha me falado antes eu observei que era verdade, que o PSB é mais xiita que o PT mesmo. No meu primeiro mandato, apresentei vários projetos que foram aprovados pela Casa, até pelos deputados do Governo. Havia um certo diálogo, mesmo com toda tensão que a gente passou. Nesse segundo mandato, não esta fácil a situação dentro da Casa. Quando eu voltei, observei que, na verdade, a perseguição era maior.

A senhora sente seus colegas com medo do Governo?

Claro. Isso é comentado. Não com medo do governador pessoalmente, como pessoa física, mas medo do Governo, do poder que Eduardo tem hoje no Estado de Pernambuco. Ele conseguiu um poder muito grande. Não só do ponto de vista de controle de algumas áreas do Estado. Ele controla a Assembleia, controla, de alguma forma, os outros poderes, na medida em que é uma pessoa que tem uma aceitação popular muito grande, isso é até natural. Então, há um receio de contrariar o governador, não só do ponto de vista de perder uma eleição, como do ponto de vista da perseguição. O meu caso é tido na Assembleia e colocado, inclusive, como um exemplo de que eu fiz muita oposição. Eu fui muito crítica ao Governo e, por isso, perdi o meu mandato.

A senhora vê essa base muito próxima de se dividir?

Sim. Acho que essa eleição será um divisor de águas. Está claro isso na Casa. Não tem como deixar todo mundo junto como está. No primeiro mandato é fácil manter todo mundo junto. Mas no segundo é diferente. O governador já está no segundo mandato, na segunda parte do segundo mandato. E isso eu senti quando Jarbas Vasconcelos (PMDB) era governador. Isso vai ficando cada vez mais patente. A gente já sente nas entrelinhas, nos bastidores, nas conversas.

Há duas semanas, a oposição questionou os gastos do Poder Executivo, destacando que o Estado tem investido e realizado ações sem supostamente ter o lastre financeiro suficiente para garanti-las. A senhora teme que, ao final da gestão, o Estado possa chegar a uma situação muito delicada do ponto de vista financeiro?

Acho que existe aí um lastro financeiro que vai dar para segurar um tempo. Mas, sem dúvida alguma, vão começar a surgir problemas. Aliás, já estão começando a aparecer, já estão surgindo. A gente já sente em pessoas que trabalham para o Estado a reclamação de que não estão recebendo em dia. Agora, o Governo está fazendo uma operação de contingenciamento de recursos. Tanto na Assembleia, quanto no Tribunal de Contas e mesmo no Tribunal de Justiça. Se o Governo está partindo para contingenciamento orçamentário nos outros poderes, é porque ele não está bem financeiramente.

A senhora acha que o Governo está gastando muito por uma boa gestão ou para cacifar Eduardo para a Presidência da República?

Eu não sei. Ele abriu muitas frentes de trabalho e ele, de certa forma, deve ter sido surpreendido com a crise econômica porque realmente reduziu recursos para o Estado e municípios. Mas ele é um administrador conhecido por uma certa ousadia para o gasto. Eduardo gasta muito. Tem administrador que é mais parcimonioso e até erra porque gastou pouco e acaba não fazendo o que deveria fazer. Mas eu acho que Eduardo faz (gasta) demais.

O governador tem empregado um discurso de que é possível se fazer mais, mais do que o PT vem fazendo no Governo Federal. Esse pensamento tem Pernambuco como principal espelho. O Estado pode ser esse exemplo?

Não! Eu acho que, na hora em que Eduardo fala para fora, ele fala como se em Pernambuco não tivesse problema, como se ele já tivesse resolvido tudo. Ele está apresentando um Pernambuco que não existe, fantasioso. O Estado está crescendo mais que os outros. Embora, no ano passado, tenha crescido menos que o Ceará e a Bahia, o que não acontecia há muito tempo. Ele não deixa ninguém criticar, e não gosta de ser criticado. O próprio poder de crítica, que ele fala ao comentar sobre o PT, não exerce aqui no Estado. Fala, por exemplo, em apadrinhamento como se aqui ele não entregasse secretaria a partido, como se aqui não existisse isso. Ele fala numa administração moderna que não existe em Pernambuco. A administração moderna que existe é a administração do controle da máquina, que tem sido feita com base no trabalho que foi realizado em Minas Gerais pelo PSDB. Eduardo, quando ganhou a eleição, mandou a sua equipe a Minas Gerais ver como é que Aécio Neves (então governador daquele Estado) tinha feito.

O PSDB trabalha com a possibilidade de obter cerca de 500 mil votos para a sua chapa proporcional do Estado. O que possibilitaria a eleição de cinco ou seis deputados…

Nós estamos trabalhando para isso. O deputado Sérgio Guerra (presidente regional) vai se dedicar mais a Pernambuco, a partir de agora. E realmente nós vamos cuidar da chapa proporcional, como ele já falou. E ele tem um grande poder de arregimentação, já que é muito respeitado. Todos os políticos o respeitam muito e confiam muito nele.

Toda vez que se fala na eleição de 2014, na candidatura presidencial do senador Aécio Neves, toca-se numa suposta necessidade de o PSDB-PE ter um candidato próprio no Estado. Como é que está esse debate internamente?

Não podemos agora tomar decisão nenhuma sobre isso. A gente só pode, neste momento, cuidar da questão proporcional. Não sabemos como vão ser formado os palanques. Há uma grande insegurança, inclusive, na própria Assembleia entre todos os partidos, todos os deputados, a respeito do que está acontecendo em Pernambuco. Esse racha do PSB com o PT deixou muita gente sem saber o que fazer. Então, hoje ninguém sabe quem vai ser o candidato do Governo, quem vai ser o candidato da oposição, se o Governo vai ter mais de um candidato. Há uma ala do PTB que defende que deveria ter dois nomes. Com certeza, o PT terá um candidato. E o PSDB não tem porque ter pressa.

 

Em Limoeiro, Ricardo Teobaldo do PSDB pode migrar para PSB de Eduardo Campos


(Foto: Erivaldo Carvalho).

Com informações do Blog da Folha

A eleição será apenas em 2014, mas as movimentações já estão sendo costuradas, e com avanços significativos, este ano. Nos próximos dias, o tucano Ricardo Teobaldo (PSDB), atual prefeito de Limoeiro, no Agreste do Estado, deve anunciar a primeira mudança desse cenário.

Contrariando expectativas de que não disputaria uma vaga na Câmara Federal, o tucano está mesmo decidido a não apenas se tornar deputado federal como também a deixar o PSDB e se filiar ao PSB, do governador Eduardo Campos. Essa movimentação foi revelada por Renata Bezerra de Melo, na Coluna Folha Política desta quinta (9).

Esse “namoro” entre Teobaldo e o PSB, porém, não é de agora. Nas eleições para 2010, mesmo o PSDB apoiando oficialmente o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB) para o Governo de Pernambuco, Teobaldo não apenas tornou público a sua preferência pelo socialista como subiu no palanque do governador.

Outros dois prefeitos do PSDB – Carlos Santana (Ipojuca) e Edson Vieira (Santa Cruz do Capibaribe) -, além de aliados do governador de Pernambuco, também flertariam com o partido socialista e podem seguir o caminho que será percorrido pelo prefeito de Limoeiro.

Na última convenção do PSDB em Pernambuco, o novo presidente da legenda no Estado, deputado Sérgio Guerra, não descartou a possibilidade de o seu partido ter um candidato ao Governo do Estado com o objetivo único de fazer palanque para o ainda desconhecido no Nordeste Aécio Neves, pré candidato tucano a Presidência da República.

 

Parlamentares divergem sobre resultados do Pacto Pela Vida


(Foto: Secretaria de Defesa Social).

Portal da Alepe

O balanço dos seis anos de existência do Pacto pela Vida ganhou análises diferentes das bancadas do Governo e da Oposição na Assembleia, nesta quarta (08). Para o líder governista, Waldemar Borges, do PSB, o programa é uma das políticas de segurança pública mais interessantes já desenvolvidas no País. O parlamentar destacou que a iniciativa contribuiu para a redução expressiva do número de homicídios e, no mês passado, houve um dia em que não ocorreu nenhuma morte violenta, fato que não acontecia desde 2004.

O deputado reconheceu a perseverança do governador Eduardo Campos, que apostou na redução do quadro de violência do Estado. Borges sugeriu que a Comissão de Justiça realize uma audiência pública para debater os resultados do Pacto pela Vida.

João Fernando Coutinho, Raquel Lyra e Ângelo Ferreira, do PSB, lembraram que muitas vidas foram salvas graças ao Pacto pela Vida e que, enquanto em todos os Estados do Nordeste a criminalidade aumenta, em Pernambuco os números são decrescentes. Os deputados ressaltaram que é preciso valorizar os avanços já conquistados.

O líder da Oposição, Daniel Coelho, do PSDB, por outro lado, afirmou que houve uma redução razoável de crimes contra a vida, mas a população continua com a mesma sensação de medo e insegurança de antes da implantação do programa. O deputado informou que, segundo o estudo Mapa da Violência 2013, elaborado pelo Centro de Estudos Latino-americanos, Pernambuco é o sexto Estado do Brasil com maior número de óbitos por arma de fogo. O parlamentar destacou que, se forem analisados os números das incidências de crimes como roubo, estupro e tráfico de drogas, os dados ainda são alarmantes.

Terezinha Nunes, do PSDB, Maviael Cavalcanti, do Democratas, e Ramos, do PMN, também concordam que não há o que comemorar porque a violência aumentou devido à falta de investimentos em políticas sociais.

 

Página 20 de 49« Primeira...10...1819202122...3040...Última »