Arquivos da Tag: Eduardo Campos

Governo nomeia 350 médicos para hospitais estaduais


Blog da Folha

Trezentos e cinquenta médicos serão nomeados nesta quarta-feira (12) pelo governador Eduardo Campos (PSB), no Centro de Convenções, em Olinda, sede provisória do Governo do Estado. Os profissionais vão reforçar as escalas de plantão de 20 hospitais estaduais, tanto na Região Metropolitana do Recife (RMR) como no Interior. Eles foram aprovados no concurso público realizado este ano. O ato de nomeação ocorre às 15h.

Dos 350 médicos aprovados, 168 vão para as unidades do Interior, com destaque para o Regional do Agreste, de Caruaru, que ganhará 43 novos profissionais. Na RMR, recebem maior quantitativo de profissionais o Barão de Lucena, com 44 médicos encaminhados, e o Hospital da Restauração, com 42.

O concurso de 2013 foi o segundo aberto na gestão do governador Eduardo Campos para seleção de médicos, e terá validade de dois anos, podendo ser prorrogado pelo mesmo período. O último concurso estadual para esta categoria, aberto em 2009, resultou na convocação de 1.580 profissionais aprovados.

Distribuição

Os médicos aprovados que atuarão no interior estão distribuídos da seguinte forma: Regional do Agreste (Caruaru) – 43; Dom Moura (Garanhuns) – 26; Jesus Nazareno (Caruaru) – 23; Inácio de Sá (Salgueiro) – 18; José Fernandes Salsa (Limoeiro) – 16; Belarmino Correia (Goiana) – 12; Emília Câmara (Afogados da Ingazeira) – 11; Ruy de Barros Correia (Arcoverde) 10; Professor Agamenon Magalhães (Serra Talhada) – 6; e Vicente Gomes de Matos (Barreiros) – 3.

Já na Região Metropolitana do Recife, a divisão ocorre desta maneira: Hospital Barão de Lucena – 44; Restauração – 42; Otávio de Freitas – 33; Getúlio Vargas – 29; Agamenon Magalhães – 21; Jaboatão Prazeres – 4; Alcides Codeceira – 3; Ulysses Pernambucano – 3; Correia Picanço – 2; e Geral da Mirueira –1.

 

Sobe para 14 o número de secções estaduais do PSD que desejam marchar com Dilma Rousseff


Blog do Inaldo Sampaio

Com mais o Maranhão e o Amapá, subiu para 14 o número de diretórios regionais do PSD que desejam apoiar a reeleição da presidente Dilma Rousseff. Isso deixa o presidente nacional do partido, Gilberto Kassab, absolutamente à vontade para levar a agremiação para uma aliança com o PT, já que esse é o desejo expresso da maioria do partido.

Em Pernambuco, no entanto, segundo o presidente André de Paula, o partido seguirá a orientação do governador Eduardo Campos, qualquer que seja ela.

Armando Monteiro coloca em dúvida aliança de Campos e admite se aliar ao PT


Veja abaixo entrevista que o senador Armando Monteiro (PTB/PE) concedeu à Folha Online:

Fábio Guibu, do Recife

Cotado para disputar o governo de Pernambuco em 2014 com o apoio de Eduardo Campos (PSB), o senador Armando Monteiro Neto (PTB) admite concorrer por uma outra coligação, da qual participaria também o PT, e coloca em xeque a aliança mantida pelo presidenciável do PSB.

Ex-presidente da CNI (Confederação Nacional da Indústria), Monteiro Neto critica a tese do “hegemonismo partidário” do PSB, segundo a qual a sigla presidida por Campos buscaria o nome para a sucessão pernambucana apenas dentro do próprio partido.

“Quero saber até que ponto nessa aliança existem parceiros ou partidos de duas classes”, disse. “Se existem aqueles que andam no banco da frente e outros que estão condenados a andar no banco de trás.”

Uma nova aliança de partidos em Pernambuco interessa ao governo Federal, que precisa montar um palanque forte no Estado para a presidente Dilma Rousseff, caso Campos confirme sua candidatura à Presidência.

Aliado de Campos, o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho (PSB), também é cotado para mudar de partido e participar dessa chapa aliada ao governo federal.

Em entrevista à Folha nesta segunda-feira (3), Monteiro Neto disse que não faz parte de “nenhum entendimento” e afirmou que sua candidatura ao governo do Estado independe de uma decisão do PTB em relação a coligações nacionais.

Folha – Quem o PTB tende a apoiar para presidente da República?

Armando Monteiro Neto - O PTB é um partido que vive uma situação curiosa. As bancadas no Congresso estão muito alinhadas com o governo, e a executiva, por conta da força e da liderança do presidente [licenciado] Roberto Jefferson, que tem uma ligação diferente com o governo, não tem esse mesmo alinhamento. Mas muitos atuam no partido para que se busque uma posição convergente.

Hoje a executiva tende a apoiar quem?

O Roberto Jefferson está afastado, e o presidente interino, Benito Gama, é uma pessoa ligada a ele e, pelo que se fala, há uma perspectiva de que venha a participar de uma posição no governo. Seria sintomático ele vir a participar de algum espaço no governo.

O PTB com Dilma fecharia uma janela para o senhor na disputa pelo governo de Pernambuco?

Eu não diria isso. Do mesmo modo que o governador tem o grau de liberdade dele para poder decidir seu processo sucessório, eu também tenho um grau de liberdade, na medida em que não sou parte de nenhum entendimento que passe por apoio nacional. Há entendimentos e conversas que o governador manteve com o partido que nem foram intermediados por mim. O governador tem seus canais também.

Então o sr. se sente à vontade para trabalhar sua candidatura a governador independentemente de uma decisão a nível nacional do PTB?

Eu acho que sim. A minha candidatura não está condicionada a esse processo do partido a nível nacional. É claro que um alinhamento seria desejável, mas não é algo que condicione essa posição. O PTB tem uma condição de mobilidade natural. Estamos inseridos num campo em que coerentemente estivemos ligados ao PT e ao PSB. Dialogamos bem com os dois partidos.

Um alinhamento com a presidente Dilma facilitaria uma reaproximação com o PT no Estado?

É uma outra hipótese. No Congresso eu integro a base do governo federal. Fui eleito em 2010 em um palanque com o PSB e o PT.

O sr. considera sair em uma chapa com o PT e o ministro da Integração Nacional?

Isso não está posto porque ainda não temos definições claras no processo. O governador não assume sua candidatura à Presidência. O PT está no governo dele [Campos], e o PSB está no governo Dilma. E o PTB está no governo dele aqui. Não há ainda algo que indique que essas figuras estarão separadas. Mas vai haver um momento em que ele terá de explicitar as posições. E aí veremos se isso corresponderá a um distanciamento, a um rompimento.

A sua candidatura ao governo independe de um acerto com o governo do Estado?

Eu estou numa aliança cujo condutor natural do processo é o governador. Nós estamos aguardando o encaminhamento desse processo, que poderá se dar de forma a termos um único palanque em Pernambuco ou termos dois palanques. Isso vai depender de uma decisão do governador, se ele é ou não candidato a Presidência. E com relação ao encaminhamento da sucessão [estadual], a partir daí, também da explicitação de critérios políticos que vão orientar isso.

O governador parece querer um candidato do próprio partido.

Fala-se em alguns círculos aqui num certo hegemonismo partidário, ou seja, que o candidato tem que ser do partido dele. Isso é uma condição para o processo? Na essência é uma certa negação do espírito de aliança. É como se houvesse na aliança partidos de duas classes. Eu quero saber até que ponto nessa aliança existem parceiros ou partidos de duas classes. Se existem aqueles que andam no banco da frente e outros que estão condenados a andar no banco de trás.

O sr. considera que a mudança de partido do vice-governador, João Lyra Neto, do PDT para o PSB, é um indicativo de que ele será o candidato da aliança?

Eu acho que um vice-governador tem credenciais para postular o cargo, mas para isso ele nem precisaria mudar de partido. Até que ponto isso foi uma exigência do PSB ou correspondeu a um ato do vice-governador eu não tenho essa resposta. Mas sei que ele já declarou um desconforto dele e do partido. Então posso entender que isso se deu muito mais por motivação pessoal do que por exigência externa.

O governador diz que só cuida de 2014 em 2014. O calendário de quem está no poder pode ser igual ao de quem espera uma decisão?

Alguém disse com propriedade que todos têm seu próprio relógio. O nosso está na sintonia da aliança. Mas eu tenho impressão que a definição não poderá ser no ano que vem. Não digo nem pela vontade do PTB, mas pela dinâmica do processo político. Essa definição da candidatura nacional vai esperar até o próximo ano? Me parece que não. E isso vai condicionar os outros movimentos. Estamos em junho e já há um caldo, tanta especulação, tantos movimentos identificados. Eu acho que até setembro essas coisas têm que estar mais ou menos definidas, encaminhadas.

O sr. também vai se definir até setembro?

Até lá nossa aliança no Estado tem que tomar um rumo. O que eu posso dizer é que o PTB tem legitimamente a aspiração de conduzir um projeto político-administrativo no Estado. Portanto nós temos a nossa autonomia, a nossa própria identidade, a nossa trajetória que nos autoriza a aspirar um projeto próprio.

 

 

Maior adutora da América Latina ligará Arcoverde à Gravatá


Nesta terça-feira (04), às 15h, o governador Eduardo Campos assina a ordem de serviço para início das obras da primeira etapa da Adutora do Agreste, um dos maiores sistemas de abastecimento de água integrados do Mundo e o maior do Brasil e da América Latina, segundo o governo do estado. Ao todo, serão 1,3 mil quilômetros de tubulações, atendendo a 68 municípios e 80 distritos e povoados no trajeto da água, saindo do distrito de Ipojuca, em Arcoverde, até o município de Gravatá. A expectativa é que a iniciativa beneficie dois milhões de pessoas.

A assinatura acontece durante a cerimônia de instalação da I Conferência Estadual de Políticas Públicas para a Convivência com o Semiárido, no Hotel Estação Cruzeiro, em Pesqueira. A adutora irá transportar água do Rio São Francisco por meio do Eixo Leste do Ramal do Agreste, um braço do projeto da Transposição, que também será construído pelo Governo de Pernambuco, através da Compesa.

O Sistema Integrado da Adutora do Agreste será executado em três etapas, com investimentos previstos de R$ 2,3 bilhões, provenientes de recursos dos governos federal e estadual, além da própria Compesa. O sistema adutor do Agreste vai tratar e distribuir 4 mil litros de água por segundo.

 

Governo lento para encaminhar medidas, sentencia o SINTEPE


A Plenária dos Funcionários Administrativos Educacionais, realizada no dia 24 de maio, avaliou o contexto no qual esse segmento encontra-se inserido, apontando o quanto é importante, necessário e urgente, considerando a data base de 1º de junho, um efetivo processo de negociação com o Governo do Estado, para os devidos acertos e ajustes, na vida funcional dos nossos Administrativos Educacionais. O Fórum dos Servidores Estaduais, coordenado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), vem acompanhando os acontecimentos na “dita” Mesa de Negociação Permanente com o Governo.

Na sexta-feira (31), completou uma semana que o SINTEPE esteve reunido com a Secretaria Estadual de Educação para tratar do assunto, que já se tornou recorrente, relativo às cobranças feitas aos professores para que registrem as suas atividades docentes e a frequência dos estudantes, nos diários de classe e no Sistema da Secretaria de Educação na internet, o que na prática sobrepõe o trabalho burocrático ao pedagógico. Após a reunião na Secretaria, ficou consensuado que o professor NÃO FARÁ O MESMO TRABALHO DUAS VEZES, porém reclamações continuaram chegando de escolas que afirmam não terem sido informadas oficialmente. No decorrer da semana vamos acompanhar o desenrolar dos fatos e, se for o caso, voltaremos à Secretaria de Educação.

Um outro assunto que também tem sido recorrente no cotidiano do SINTEPE, é a coincidência da licença maternidade com as férias. Quando isso acontece, segundo entendimento do nosso Sindicato com a Secretaria de Educação do Estado, o recomendado é que os dois diretos, licença maternidade e férias, devem ser usufruídos em sequência, um colado ao outro.

Atenção

A tradicional Festa Junina do SINTEPE já está sendo preparada. Vai acontecer no dia 14 de junho, 22h, no Clube Náutico Capibaribe. A entrega das senhas será no Sindicato, de 11 a 14 de junho, até às 14h.

Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco – SINTEPE.

www.sintepe.org.br

 

Pernambucana é eleita presidente da UNE e faz críticas ao PT


Com informações da UNE e do jornal Folha de S. Paulo

Por Tércio Amaral

De personalidade afável, porém forte, óculos e sotaque marcantes, a pernambucana de Garanhuns, terra do ex-presidente Lula, Virgínia Barros, de 27 anos, foi eleita a nova presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE) neste domingo (2) para o biênio 2013-2015. Formada em direito pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Virgínia, também conhecida como Vic, é atualmente estudante do curso de letras da Universidade de São Paulo (USP). Antes de conquistar o posto de maior representante estudantil do país, ela foi presidente da União dos Estudantes de Pernambuco (UEP) no ano de 2009.

Filiada ao PCdoB, que comanda a entidade desde 1991, Virgínia é torcedora do Sport Recife e tem, na sua lista de admiradores políticos dois pernambucanos, o ex-governador Miguel Arraes (PSB) e o ex-presidente Lula (PT). A estudante representa sete milhões de estudantes universitários do Brasil, sendo a quinta mulher a ocupar o cargo. Entre os presidentes da entidade que já tem 75 anos de existência, se destacam personalidades como o ministro Aldo Rebelo, também do PCdoB, o ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB) e o senador petista Lindbergh Farias.

No Congresso que a elegeu na cidade de Goiânia, no estado de Goiás, ontem, Virgínia centrou fogo contra o governo da presidente Dilma Rousseff (PT). Disse que a gestão é “inconsequente e omissa” na fiscalização da qualidade do ensino superior privado. “A entrada de capital estrangeiro é preocupante, e não há regulação sobre padrões mínimos de qualidade nas faculdades privadas”, diz a aluna de letras ao jornal Folha de S. Paulo desta segunda-feira (3). A estudante também rebateu as críticas de governismo da entidade e o possível afastamento da UNE da vida real dos estudantes.

Virgínia define a gestão de Dilma como “contraditória”, pela “política econômica conservadora”, e destina o mesmo adjetivo ao governo Eduardo Campos (PSB), por pendências na saúde e na educação básica. Neutra no primeiro turno e pró-Dilma no segundo turno de 2010, a UNE, afirma ela, ainda não discutiu 2014, mas vê uma eventual postulação dissidente como “legítima”. O pernambucano, neto do ex-governador Miguel Arraes, é descrito pela nova presidente da UNE como “grande governador” que “ainda vai contribuir muito para o Brasil”.

Críticas a Marina Silva

A nova presidente da UNE também não poupa críticas nas redes sociais. Em publicações recentes, disse que há caos no metrô de São Paulo e que o “pós-modernismo” de Marina Silva, que tenta fundar o Rede Sustentabilidade, “dá enjoo”. Para ela, o papa Francisco I, apesar do carisma e possíveis “reformas nos gastos” da Santa Sé, é “reacionário”.

A presidente assume a entidade levantando a bandeira dos 10% do PIB para a educação, principal luta da UNE. A pauta pode ser conquistada em sua gestão dependendo da mobilização e cobrança dos estudantes no processo do tramitação do Plano Nacional de Educação (PNE) no Congresso Nacional. Estão diretamente vinculadas, também, as lutas por 100% dos royalties do Petróleo e 50% do Fundo Social do Pré-Sal para a educação.

Feminista e contrária ao conservadorismo na sociedade e na universidade, espera ampliar na UNE os encontros de estudantes negros, de mulheres e da diversidade sexual. Militante da União da Juventude Socialista (UJS), acredita que o Brasil pode avançar no debate sobre as drogas, espera denunciar o extermínio dos jovens negros e pobres, assim como lutar pela democratização dos meios de comunicação do país.

 

120 dias de Geraldo Júlio


Por Elias Martins, colunista do Blog

Comparativo sobre a performance financeira dos primeiros 120 dias da administração Geraldo Júlio em relação ao mesmo período do ano anterior da administração João da Costa, em Recife.

Já está disponível o RREO – Relatório Resumido de Execução Orçamentária do 2º bimestre de 2013 da cidade do Recife na página do SISTN. E é a partir dele que podemos fazer algumas avaliações do comportamento da Gestão da administração Geraldo Júlio (PSB), onde aproveitamos para comparar com o comportamento da gestão João da Costa (PT), no mesmo período do ano de 2012.

Nos primeiros 120 da administração Geraldo Júlio, a prefeitura do Recife teve um crescimento de 7,73% da RCL em relação ao mesmo período do ano anterior.

Na função Urbanismo, a administração João da Costa já tinha pago R$ 184 milhões de reais no mesmo período de 2012, contra R$ 86 milhões em 2013. Já em relação aos gastos com pessoal, quando Geraldo Júlio parecia que ia dar um freio nas despesas com Cargos Comissionados e Contratos quando da apresentação dos números do 1º bimestre, que apresentou redução de quase dois terços da média mensal de gastos do ano de 2012, surge no fechamento do 2º bimestre com gastos gerais de pessoal 12,03% maior que o mesmo período do ano de 2012, puxados pelo incremento de 348% nos gastos com Comissionados e Contratos, em comparação com o 1º bimestre de 2013.

Com gastos de R$ 161 milhões em Saúde, e R$ 121 milhões em Educação, cada um nos quatro primeiros meses de 2012, a média mensal está bem abaixo dos valores gastos em 2012, que foram de R$ 58 e R$ 47 milhões respectivamente, podendo gerar uma corrida com recursos gastos as pressas para cumprir as exigências da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) para os dois itens. O peso dos servidores ativos que era de 26,38% na folha de pagamento em relação a RCL no final de 2012, pula para 27,19% sem fechamento ainda das negociações salariais. Em 30.04.2012, a prefeitura fechou o período com R$ 303 milhões de saldo de caixa, ao mesmo tempo que a atual administração fechou o mesmo período com R$ 456 milhões, 50,53% a mais, diante de um crescimento de 7,73%. Os gastos estão visivelmente menores em quase todas as funções, em especial, Urbanismo (Infra-estrutura) R$ 61 milhões (2012) X R$ 32 milhões (2013).

A pergunta que se faz: Será que a administração Geraldo Júlio está pecando por excesso de técnica? Visivelmente não é o caso dos gastos com pessoal, apesar da condição confortável apresentada em 43,95% para o 1º quadrimestre de 2013. O temor é chegar o final do ano tendo que gastar as pressas para cumprimento de exigências constitucionais em relação a Educação e Saúde.

Por Elias Martins, colunista do Blog.

 

 

Autoridades policiais apresentam saldo positivo quanto ao combate a criminalidade em Vitória de Santo Antão


Os dados foram apresentados na reunião do Comitê Gestor Executivo do Pacto pela Vida realizado em Vitória de Santo Antão – com a presença do Secretário de Defesa Social do Estado – Wilson Damázio

 

Um dos carros-chefe do programa de Governo de Eduardo Campos (PSB), foi debatido na manhã dessa quarta-feira (29), no auditório das Faculdades Integradas – FAINTVISA, no Bairro do Cajá – em Vitória de Santo Antão. Trata-se do “Pacto Pela Vida”. Neste Seminário, o Secretário de Defesa Social, Wilson Damázio, trouxe as estatísticas do programa, além de explanar sobre as novas etapas do plano. Normalmente, a reunião do Comitê Gestor Executivo do Pacto pela Vida – PPV, acontece às quintas-feiras, em Recife, na Secretaria de Planejamento e Gestão – Seplag, porém foi realizada ontem no município da Vitória de Santo Antão.

O encontro teve como objetivo discutir assuntos relacionados ao combate a criminalidade na cidade e debater ações que contribuam para a redução nos índices de violência do município.

O PPV é um Plano Estadual de Segurança Pública, implantado em maio de 2007 e prevê ações de combate e prevenção à criminalidade em Pernambuco. O Programa é integrado pelas câmaras técnicas de Defesa Social, Ressocialização, Prevenção Social, Enfrentamento ao Crack, Articulação do Ministério Público e Defensoria e pela câmara de Enfrentamento da Violência Contra a Mulher.

Na ocasião, o comandante do 21º BPM, tenente-coronel Lindjonhson Félix da Silva e a delegada da Polícia Civil, seccional de Vitória de Santo Antão, Danúbia Andrade, fizeram uma explanação sobre a atual situação no que diz respeito à segurança pública do município. O diagnóstico apontou um balanço positivo das ações desenvolvidas, como prisões, apreensões de armas e de drogas e também as necessidades para alcançar a redução da criminalidade na cidade.

Numa ação imediata, o Governo do Estado, através da Secretaria de Defesa Social – SDS, entregou, logo após a reunião, duas novas viaturas para reforçar a frota da área. No momento, o prefeito da Vitória de Santo Antão, Elias Alves de Lira (PSD), também recebeu do secretário Wilson Damázio, simbolicamente, mais três viaturas que irão beneficiar os municípios de Petrolina, Caruaru e Santa Cruz do Capibaribe.

Além do prefeito da Vitória de Santo Antão, outros representantes da cidade estiveram presentes à reunião. Dentre eles, juízes, promotores, defensores públicos, vereadores e o secretário municipal de Defesa Social e Segurança Cidadã, Décio Canuto Filho. O prefeito de Chã de Alegria, Marcos Amaral e o presidente da Associação de Ensino Superior da Vitória de Santo Antão, Ubirajara Carneiro Júnior, também compareceram.

com informações do site oficial da SDS/PE.

Fotos: Assessoria de Comunicação da Câmara de Vitória.

 

 

Vitória de Santo Antão e mais 08 cidades contarão com mais veículos de resgate dos Bombeiros


O Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco vai receber nesta quinta-feira (30/05), às 10 horas, em solenidade presidida pelo governador Eduardo Campos (PSB), no Centro de Convenções, equipamentos e 31 novas viaturas. Em mais uma ação do Pacto Pela Vida, os novos veículos fazem parte do processo de reaparelhamento do Sistema de Segurança Pública. O investimento de cerca de R$ 8 milhões conta com recursos oriundos do pagamento da Taxa de Prevenção e Combate a Incêndio.

Ficarão à disposição do serviço de emergência da corporação 20 novos Auto Resgate (AR) – utilizados nas ocorrências de atendimento pré-hospitalar – e 11 Auto Bomba Tanque (ABT) – viaturas empregadas na prevenção e combate a incêndios. As cidades de Petrolina, Serra Talhada, Caruaru, Garanhuns e Vitória de Santo Antão, situadas no Interior do Estado, receberão um veículo de resgate e um Auto Bomba Tanque.

A Região Metropolitana do Recife ganhará o reforço de seis ABTs, que serão distribuídos em Recife, Prazeres, São Lourenço da Mata e Suape. Já as áreas críticas, nas quais são registradas o maior número de ocorrências, terão o apoio de 15 novas ambulâncias.

Na ocasião, também serão entregues 30 Equipamentos de Proteção Respiratória (EPR). Trata-se de um conjunto de equipamentos como máscara e cilindro de ar comprimido que possibilita a entrada do bombeiro em ambientes confinados ou tomados pela fumaça tóxica de um incêndio.

 com informações da Assessoria.

 

Moreno contemplada com 500 casas


Quase 22 mil pessoas foram contempladas com a casa própria nesta quarta-feira (29). Em solenidade no município de Moreno (RMR), o governador Eduardo Campos (PSB) inaugurou o Residencial Governador Miguel Arraes, que vai abrigar 500 famílias num terreno de 19,5 hectares. O investimento foi de R$ 22,5 milhões, numa parceria entre União, Governo do Estado e a Prefeitura de Moreno, através do Prefeito Dilsinho Gomes (PSB).

Das casas, 485 contam com dois quartos, sala, banheiro, cozinha e área de serviço externa, distribuídos em 37,88 metros quadrados. Outras 15 residências possuem 41,3 metros quadrados e uma estrutura de acessibilidade especial. O novo bairro possui ainda sistema completo de abastecimento, esgotamento sanitário e 19 ruas calçadas.

“Esse é um conjunto feito em parceria para tirar muitas pessoas, que sonhavam há muito com essa moradia, de uma situação de miséria, do aluguel, do medo das chuvas. Temos ainda 400 mil famílias morando de maneira precária ou sem casa própria. Até 30 de agosto, vamos entregar sete mil casas”,  avisou o governador.

 com informações da Assessoria.

 

Integração com o TIP garante passagem única


A partir deste sábado (1°/06), cerca de 22 mil pessoas passarão a utilizar diariamente o Terminal Integrado (TI) do TIP com o pagamento de uma única passagem para se locomoverem por toda a Região Metropolitana do Recife (RMR). O governador Eduardo Campos (PSB), inaugurou, na manhã desta quarta-feira (29/05), o 17° TI de um total de 25 equipamentos que serão entregues até 2014. A nova unidade vai operar com dez linhas do Anel A (R$ 2,25) e uma de metrô (R$ 1,60), beneficiando os municípios do Recife, Jaboatão dos Guararapes e São Lourenço da Mata.

Após vistorias as novas instalações, Eduardo destacou que, além do ganho tarifário, a integração representa mais qualidade de vida para os pernambucanos. “Vamos mais que duplicar os terminais de transporte público de passageiros na nossa gestão, com 100 quilômetros de corredores exclusivos de ônibus, otimizando o tempo que os usuários passam no trânsito”, afirmou. Atualmente, 800 mil moradores da RMR já se deslocam pagando uma só passagem graças ao sistema de terminais de integração – número que subirá para 1,6 milhão, quando os todos os 25 terminais estiverem operando.

O governador também sublinhou a importância dos metrôs para uma mobilidade sustentável. “Com essa integração, diminuímos mais 81 viagens de ônibus, o que representa menos 11 toneladas de CO2 sendo jogadas na natureza por mês. Isso porque vamos usar o metrô, que é um transporte mais limpo, além de colocarmos ônibus maiores e com mais conforto”, afirmou, citando o crescimento no número de passageiros que utilizam os metrôs na RMR atualmente. “Saímos de 100 mil para 250 mil usuários desse serviço. Ao final desta ação de ampliação do sistema integrado, deveremos chegar a 400 mil passageiros dentro dos metrôs”, informou.

O TI do TIP, que possui uma área construída de 2,9 mil metros quadrados, também servirá como acesso à Cidade da Copa, em São Lourenço da Mata, nos jogos da Copa das Confederações, em julho deste ano, e da Copa do Mundo de 2014. O investimento foi da ordem de R$ 3,3 milhões. Nos dias úteis, 61 ônibus realizarão 574 viagens.

com informações da Assessoria.

 

 

João Lyra confirma travessia para o PSB


Jornal do Commercio

Vice-governador, que deixará o PDT, cravou que tem até setembro para ingressar às hostes socialistas. Intenção seria ajudar Eduardo Campos num provável projeto nacional para 2014

O vice-governador de Pernambuco, João Lyra Neto, confirmou, nesta segunda-feira (27), a sua saída do PDT para o ingresso ao PSB. Em entrevista à imprensa, ele disse que “a decisão está tomada”, mas evitou falar em prazo. “Até setembro, que é o prazo legal para mudança de partido”, limitou-se a dizer. Ao confirmar a baixa, a mudança de Lyra teria o intuito de ajudar o governador Eduardo Campos (PSB) numa provável candidatura à Presidência da República, em 2014. Ele tem até outubro deste ano para oficializar a mudança, caso deseje concorrer a um mandato na próxima eleição, no ano que vem.

A decisão de João Lyra foi externada durante o encontro do PSB com vereadores do partido em Pernambuco, realizado no Mar Hotel, em Boa Viagem. Na ocasião, o vice-governador ocupou a mesa, figurando ao lado de outras autoridades. O governador Eduardo Campos discursou agora há pouco.

Nos últimos meses, provável travessia de João Lyra para o PSB vinha ganhando corpo. As especulações deram início desde que o desconforto dentro do PDT, entre o vice-governador e o presidente estadual pedetista, o prefeito de Caruaru José Queiroz, extrapolou o partido e ganhou os noticiários. Na eleição passada, por exemplo, Lyra fez duras críticas à gestão de Queiroz.

Com o ingresso às hostes socialistas, cresce a expectativa de que Lyra venha a se candidatar ao Palácio do Campo das Princesas, em 2014. A postulação poderia receber o apoio de Eduardo Campos.

 

Serviço do Samu alcançará todo Pernambuco até o final do ano


“Até o final deste ano, teremos o serviço do Samu 192 em todo o território pernambucano”. A afirmação foi dada pelo governador Eduardo Campos, nessa sexta-feira (24/05), ao entregar 47 novas ambulâncias que já asseguram a cobertura de 100% do Samu a 72 municípios da Região Metropolitana do Recife, Zonas da Mata Sul e Norte, além do Agreste Setentrional. A solenidade, realizada no Centro de Convenções, contou com a presença do ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

As novas ambulâncias vão funcionar no atendimento móvel de urgência à população. Hoje, o Samu Metropolitano dispõe de 73 ambulâncias, das quais 59 de suporte básico e demais 14 de suporte avançado. “Com o reforço do Samu, estamos melhorando e muito o atendimento para os que precisam de um socorro mais rápido e de maior complexidade, aumentando as chances de eles chegarem ao hospital com condições de se recuperar. Todos os profissionais que trabalham no Samu são capacitados, desde motoristas e enfermeiros a médicos”, detalhou Eduardo, lembrando que no Estado, o serviço conta com o reforço estratégico do Corpo de Bombeiros Militar de Pernambuco.

Dos 47 veículos de resgate entregues nesta sexta-feira, 43 serão destinados ao suporte básico e quatro ao avançado. Na ambulância básica, o paciente conta com um técnico de enfermagem e um condutor a cada plantão. Já as de suporte avançado – equipadas com UTI e cinco Motolâncias (utilizadas em locais de trânsito intenso) – oferecem uma equipe multidisciplinar, formada por médico, enfermeiro, técnico de enfermagem, além do condutor. Os governos federal e do Estado investiram cerca de R$ 6,1 milhões na compra das novas ambulâncias.

“O Samu é um dos programas mais bem avaliados pela população. Esse modelo é capaz de garantir um atendimento resolutivo, e não apenas uma ambulância quem vem pegar o paciente. Os municípios terão um serviço para se orgulhar na urgência e emergência pré-hospitar”, afirmou o senador Humberto Costa, um dos idealizados do projeto do Samu, quando foi ministro da Saúde, ainda no primeiro Governo Lula. “Trago o sentimento de gratidão e de responsabilidade dos municípios”, destacou o prefeito de Palmares, João Bezerra, em nome dos demais gestores municipais beneficiados.

O ministro da Saúde, Alexandre Padilha, destacou os esforços do Governo do Estado em dotar uma rede de saúde “preocupada com a expansão dos serviços, com a abertura de novos hospitais e unidades descentralizadas”. Destacou ainda “a inovação das UPA-Es”, que serão as unidades pernambucanas de especialidades, para fazer os exames e nas quais estarão os especialistas. “A partir de julho, entregaremos as primeiras unidades das UPA-Es, para que, ao lado das nossas 14 UPAs e dos hospitais, possamos melhorar o cuidado com a saúde de todos os pernambucanos”, assegurou Eduardo.

 com informações da Assessoria.

 

PSB realiza Encontro Estadual de Vereadores na próxima semana


Acontece no Mar Hotel, em Boa Viagem, Zona Sul do Recife, na manhã desta segunda-feira (27), o encontro pernambucano dos legisladores da bancada PSB. Com início às 8h, os socialistas apreciarão a programação que durará até às 17h.

Na oportunidade, quem faz a abertura do encontro será Sileno Guedes, presidente estadual da legenda. Logo após, o Governador do Estado, Eduardo Campos, presidente nacional do partido, dará uma palestra marcada às 10h da manhã.

O vereador da cidade de Taubaté/SP, Jofre Neto, abordará o tema: “Câmaras Municipais no Brasil – ascensão e declínio”. Já o jornalista Magno Martins dará dicas de como usar a internet na atividade parlamentar.

 

Mudanças na PMPE: Coronel Carlos Pereira assume o comando da Corporação


O Governador Eduardo Campos presidiu no fim da tarde de ontem (21) a solenidade de passagem de comando no Quartel do Derby. Numa cerimônia militar assumiu o comando da PMPE o Diretor Integrado do Interior II, coronel Carlos Pereira, no lugar do coronel Luiz Aureliano que exercia o comando da Corporação há pouco mais de dez meses.

Campos aproveitou a solenidade para agradecer o empenho e comprometimento do coronel Luiz Aureliano. O Secretário de Defesa Social, Wilson Damázio, também participou da solenidade e falou da missão que tem o novo comandante em dar continuidade ao trabalho que vem sendo realizado no combate à violência em Pernambuco. Damázio aproveitou para agradecer ao substituído o trabalho que foi realizado em todo o Estado no combate à violência.

Bastante emocionado, o novo Comandante Geral da PMPE falou da motivação em conquistar o maior posto na Corporação.

Com informações da SDS

 

Página 20 de 50« Primeira...10...1819202122...304050...Última »