Arquivos da Tag: COMPESA

Inaugurada nova loja de atendimento da Compesa em Sirinhaém


Visando melhorar a qualidade do atendimento prestado a seus clientes, a Compesa está inaugurando mais uma loja, dessa vez em Sirinhaém, no Litoral Sul. A nova unidade foi aberta ao público nesta sexta-feira (7) e está instalada no Shopping Sirinhaém, na Rua Marquês de Olinda, no Centro da cidade. No mês passado, outra loja, localizada no bairro de Afogados, no Recife, foi reaberta após uma ampla reforma. Ainda em novembro, a unidade do Ibura, também na capital, será devolvida totalmente repaginada à população.

Com mobiliário novo e espaço amplo e moderno, a nova loja de Sirinhaém tem o diferencial da acessibilidade. Até sua abertura, o atendimento vinha sendo prestado numa unidade dentro da Estação de Tratamento de Água (ETA) do município, que fica no topo de uma ladeira no bairro de Outeiro do Carmo. “Estamos falando aí de quase um quilômetro de ladeira. Imagina o esforço para o cliente chegar até lá. Agora, ele pode acessar a loja numa área plana, com a comodidade que um shopping oferece”, compara o gerente de Lojas da Compesa, Roberto Luiz Mendonça.

Com informações da Assessoria.

Em Gravatá, assaltantes rendem funcionários e roubam veículo da Compesa


do Gravatá Notícias

Mais um veículo foi tomado de assalto em Gravatá, agreste pernambucano, na manhã deste sábado (1º). Desta vez o fato aconteceu na estrada que dá acesso ao Rebanho Gravatá, envolvendo um STRADA FIAT (8220) da propriedade de uma empresa que presta serviço a Companhia Pernambucana de Saneamento – COMPESA.

De acordo com informações dos funcionários, os assaltantes se aproximaram do veículo, ainda em movimento, numa motocicleta CB 300 vermelha. Armados, os assaltantes renderam os funcionários da empresa e tomaram o veículo. Ainda de acordo com as vítimas, os assaltantes empreenderam fuga pela BR 232 sentido Bezerros.

A Central da Polícia Militar em Gravatá foi informada sobre a ocorrência e mobilizou toda as viaturas operacionais para tentar interceptar os assaltantes. Até o fechamento desta reportagem nenhum suspeito havia sido capturado.

 

 

Investimento federal em saneamento no Estado de Pernambuco é o maior da história‏


Criar as condições para a eliminação do déficit de saneamento básico é uma das principais ações do governo federal em curso no Estado de Pernambuco. O governo da presidenta Dilma Rousseff, candidata à reeleição, com a decisão política de envolver os bancos públicos nos grandes projetos nacionais, financia por meio da Caixa Econômica Federal, parte do projeto de R$ 4,5 bilhões da Parceria Público Privada (PPP), que em 12 anos, vai aumentar a cobertura de saneamento básico de 28% para 90%.

Este projeto vai atender – com 100% do serviço de esgoto – a população de 14 cidades do estado, o que significa beneficiar 3,7 milhões de pernambucanos com mais saúde e mais qualidade de vida. As cidades favorecidas nesta etapa são: Abreu e Lima; Araçoiaba; Cabo de Santo Agostinho; Camaragibe; Igarassu; Ilha de Itamaracá; Ipojuca; Itapissuma; Jaboatão dos Guararapes; Moreno; Olinda; Paulista; Recife e São Lourenço da Mata.

O trabalho nos municípios marca a segunda etapa do programa iniciado há um ano, com as intervenções de manutenção e recuperação de cerca de mil quilômetros de tubulação, serviços de limpeza e desobstrução, a substituição de mil tampas de esgoto e 550 obras de recuperação ao custo de R$ 115 milhões. Dos R$ 428 milhões para 2014, são R$ 230 milhões das parcerias público-privadas e R$ 198 milhões do setor público.

Os recursos auxiliaram na melhoria da prestação de serviços da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa). Segundo dados da empresa, houve melhoria no sistema de atendimento das demandas. Cerca de 70% das ligações têm sido resolvidas em até 24 horas, e 90%, dentro do período de 48 horas. Três mil solicitações de serviço estão sendo realizadas mensalmente. Ao todo, o governo Dilma investiu R$ 2 bilhões em saneamento no estado pernambucano, com R$ 73 milhões concluídos, R$ 1,1 bilhão em execução ou em obras e R$ 861 milhões em ação preparatória.

O programa Luz para Todos levou energia, conforto e progresso para os pernambucanos da área rural. Desde 2011, foram realizadas 8.100 ligações, sendo 4.600 para famílias extremamente pobres, com investimentos federais de R$ 51,1 milhões. Nos oito anos do governo Lula, foram realizadas 98.000 mil ligações, com investimentos federais na ordem de R$ 270,3 milhões. E o programa Minha Casa Minha Vida, entregou 52.000 moradias em Pernambuco e contratou outras 72.600. Serão, ao todo 124.600 unidades, resultados de investimentos que superam R$ 4 bilhões.

Com informações da Assessoria.

PSOL pede ao TRE informação completa sobre doadores de Paulo Câmara


O PSOL-PE protocolou, nesta sexta-feira (3/10), um pedido no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PE) para que a Justiça e o candidato a governador Paulo Câmara informem a origem das doações de campanha recebidas sem identificação do doador originário. Com base na Lei de Acesso à Informação, o PSOL requer que se explicite, com a maior rapidez possível, de onde foram arrecadados os cerca de R$ 8 milhões transferidos para a campanha do candidato via conta do diretório Estadual/Distrital e do comitê financeiro do PSB.

O pedido foi protocolado pelo presidente em exercício do PSOL/PE, Edilson Silva, e outros representantes da Executiva Estadual como Albanise Pires e Roberto Numeriano. A ação menciona o fato de que, na última terça-feira, durante debate realizado pela TV Globo, ao ser instado pelo candidato a governador Zé Gomes (PSOL) a revelar os nomes de seus doadores ocultos, Câmara ter se comprometido, diante das câmeras e do povo pernambucano, a prestar as informações.

Entretanto, não o fez no dia seguinte. E ontem, após muita pressão da população e da imprensa, se limitou a apresentar, em seu site, extratos de sua prestação de contas, ainda sem revelar os doadores. Seu partido, conforme o sistema da Justiça Eleitoral, recebeu dinheiro de empreiteiras com contratos na administração estadual.

Em nota, o PSOL repudiou a falta de transparência no processo eleitoral, as campanhas milionárias e as relações suspeitas entre empresas beneficiadas com contratos com o Estado e candidaturas que facilitaram este beneficiamento. Também protestou contra o “processo de privatização da atividade eleitoral, que solapa a nossa democracia e coloca o interesse público na sala de espera dos interesses privados de poucos”.

“Dentre os doadores apresentados estão empresas como a OAS, beneficiada com obras no Estado e outras também beneficiadas na Parceria Público-Privada com a Compesa, por exemplo. É mais um episódio – somado ao caso do avião usado em campanha pelo PSB e que foi supostamente comprado por empresa também beneficiada com incentivos do governo estadual – que precisa ser esclarecido e exige da sociedade vigilância”, diz a nota.

“Só a OAS, pelos números apresentados até aqui, já doou pelo menos R$ 3,5 milhões à campanha de Paulo Câmara. É uma quantia incrivelmente absurda, que não pode ser compreendida como mera afinidade política com o candidato e muito menos espírito republicano em prol do fortalecimento de nossa democracia”, acrescenta.

com informações da Assessoria.

 

Primeira obra da PPP da Compesa será em São Lourenço da Mata


Clemilson Campos/Folha de Pernambuco

Folha PE

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) assinou, nesta terça-feira (30) a ordem de serviço (OS) para iniciar ampliação do sistema de esgotamento sanitário de São Lourenço da Mata, na Região Metropolitana do Recife (RMR). Essa será a primeira obra do programa Cidade Saneada, da parceria público-privada (PPP) da Compesa, que prevê a implantação ou ampliação dos serviços de esgoto nos 14 municípios da RMR mais a cidade de Goiana, na Mata Norte.

A obra em São Lourenço tem investimento de R$ 90 milhões e terá início na segunda quinzena de outubro. O objetivo é elevar o índice de saneamento do município de 10% para 80% em um ano. O investimento total do programa é de R$ 4,5 bilhões. A primeira etapa da obra vai contemplar 11 localidades, sendo Ersina Lapenda a primeira comunidade. Ao todo, 75 mil pessoas deverão ser beneficiadas com seis estações elevatórias e uma de tratamento, além de 200 quilômetros de rede coletora de esgoto.

O fato de ser cortado pelo Rio Capibaribe, um dos principais mananciais de água doce do estado, pesou para que o município fosse escolhido para receber logo as obras de esgotamento sanitário. Como a atual rede é insuficiente para atender a demanda da população, muitos dejetos acabam sendo lançados indevidamente no rio, poluindo suas águas. Com coleta e tratamento do esgoto, a expectativa é que o município possa dar um salto na qualidade de vida oferecida a seus habitantes. “Estamos muito felizes por dar essa ordem de serviço para uma obra tão importante e desejada pela população de São Lourenço. É a realização de um projeto que foi idealizado ainda pelo ex-governador Eduardo Campos e que começa a dar seus frutos agora”, comemorou o presidente da Compesa, Roberto Tavares.

PPP da Compesa é o segundo projeto mais importante para o País


(Foto: Marcio Souza / A Voz da Vitória).

O Programa Cidade Saneada, parceria público-privada feita pelo Governo de Pernambuco através da Compesa, foi escolhido como o segundo empreendimento mais importante para o desenvolvimento do país. O levantamento, apresentado pela revista Exame, analisou 1.500 obras em andamento e previstas para os próximos anos no Brasil, e selecionou as 15 que deveriam ser tratadas com prioridade absoluta pela relevância que têm para o crescimento sustentável nacional.

O estudo foi divulgado nesta quarta-feira (24), no Rio de Janeiro, durante fórum promovido pela revista Exame. O Cidade Saneada está em execução há pouco mais de um ano e prevê um investimento de R$ 4,5 bilhões em obras de construção de novos sistemas de coleta e tratamento de esgoto e ampliação/recuperação dos sistemas existentes. A PPP do Saneamento irá contemplar 14 municípios da Região Metropolitana do Recife, além da cidade de Goiana, na Mata Norte, um projeto que está sendo tocado pela Compesa em parceria com a Odebrecht Ambiental.

Para selecionar os empreendimentos, foram indicados especialistas de cada setor envolvido, como os de saneamento, transportes e energia, e as macro-tendências mundiais que devem nortear os governos das maiores economias até o ano de 2030. Pesaram na escolha fatores como a necessidade de infraestrutura nos centros urbanos e o aumento da demanda por serviços públicos de melhor qualidade. Nas contas feitas pela consultoria, para tirar as 1.500 obras do papel, será preciso investir cerca de R$ 1 trilhão. Desse total, o país já investiu 28%.

Com informações da Assessoria.

Armando e João Paulo recebem o apoio de urbanitários e profissionais do setor energético


Representantes dos Sindicatos dos Urbanitários, dos Petroleiros e profissionais ligados ao setor energético entregaram, nesta segunda-feira (22), propostas ao candidato a governador Armando Monteiro (PTB) com sugestões de políticas públicas voltadas para as áreas de saneamento básico, energia e geologia. Durante um almoço com a categoria, os candidatos a vice Paulo Rubem Santiago (PDT) e ao Senado, João Paulo (PT), e aliados, Armando se comprometeu em analisar a plataforma e incorporar ao seu plano de governo.

No encontro, o presidente dos Urbanitários, José Gomes Barbosa, condenou o governo estadual pela gestão na Compesa. Segundo o dirigente, a empresa estatal está sucateada e os escritórios estão fechados e abandonados em vários municípios. Barbosa frisou que um dos maiores patrimônios do Estado foi “doado” a grupos privados, através da Parceria Público-Privada (PPP). “Nós queremos abrir a ‘caixa preta’ do processo da PPP da Compesa. Queremos tornar público como foi feita toda a negociação”, denunciou.

O dirigente sindical também ressaltou que o sistema de abastecimento de água tem um alto índice de desperdício. “O saneamento exige atenção dos gestores públicos, mas o governo deu um passo para trás quando assinou o contrato da PPP da Compesa”, questionou. Sobre a questão energética, José Gomes acrescentou que o governo estadual precisa cobrar eficiência nos serviços prestados pela Celpe, empresa que antes pertencia ao Estado, mas foi privatizada em 2000. “O saneamento básico e a energia elétrica são as molas mestras para mudar a realidade em Pernambuco”, arrematou José Gomes Barbosa.

Em suas palavras, Armando Monteiro enfatizou a necessidade de encontrar uma solução na PPP para beneficiar as áreas não urbanizadas, que não estão contempladas no contrato com a iniciativa privada. O candidato do PTB também defendeu o fortalecimento da Compesa e a estruturação da agência reguladora para fiscalizar, monitorar e acompanhar os contratos.

No setor dos petroleiros, Armando ressaltou a importância de ofertar capacitação aos fornecedores e prestadores, de modo que possa permitir promover novos encadeamentos de investimentos. O candidato do PTB também prometeu que seu governo vai realizar um mapeamento geológico para identificar minerais no território pernambucano. “Há insumos minerais, como o níquel, que podem ser extraídos em nosso Estado”, assinalou.

com informações da Assessoria.

 

Caminhão pipa a serviço da COMPESA serve água imprópria para o consumo em Primavera


(Foto: Reprodução / Amaraji Notícias).

A distribuição de água em uma comunidade de Primavera, na Mata Sul do Estado, está interrompida devido a um problema nas encanações. Isso fez com que os moradores intensificassem a procura nos últimos três dias. Mas algo há de errado nesta história.

A água chegou. Foi servida por um caminhão pipa, mas o detalhe é que o líquido apresenta cor escura e não há condições para o consumo. Outro detalhe que chama a atenção, é que o serviço de distribuição foi contratado pela Compesa. Pelo menos, é o que diz os moradores.

Saiba mais no Amaraji Notícias. 

Armando abre diálogo com comunidade de Serro Azul, em Palmares


Diante do drama vivido por moradores do distrito de Serro Azul, na zona rural do município de Palmares, Armando Monteiro (PTB), candidato a governador de Pernambuco, decidiu abrir um canal de diálogo com a população para conhecer a realidade do povo e elaborar ações para minimizar os transtornos causados pela construção da barragem de Serro Azul. O compromisso foi selado nesta terça-feira (29), durante passagem pela localidade.

Segundo a população, antes do início da construção da barragem, o governo do Estado se comprometeu em realizar uma série de ações para combater os problemas provenientes com a obra de Serro Azul, orçada em mais de R$ 246 milhões. Entre as ações está a desapropriação das casas situadas nas ruas da Ponte, do Comércio, do Chalé, e da Sede. Ao todo, nos locais, vivem mais de 300 famílias.

Os moradores alegam que o governo do Estado se comprometeu em assentar as famílias nos terrenos dos engenhos Verde, Canário e Mearim, todos eles desativados devido ao colapso do setor sucroalcooleiro. A área fica a mais de um quilômetro de distância da área de segurança da barragem.

Outro compromisso também firmado com o governo do Estado, e não realizado, foi a construção de um acesso viário para a rodovia PE-103, que liga o distrito de Serro Azul ao município de Bonito.

“A gente viu a obra se levantar e a gente ficando debaixo dela, sem condições de segurança para as nossas famílias”, desabafou o morador João Faustino, um dos integrantes da comissão de negociação da construção da barragem. “Esse povo não merece esse abandono e esse desprezo”, asseverou.

Outro morador da localidade, Elson José da Silva, que também integra a comissão, revelou que já participou de mais de dez reuniões com o governo do Estado e nada foi feito em prol da população. “A promessa foi feita e não fizeram nada. Solicitamos uma pauta com Armando porque achamos que ele é a solução para nosso problema”, destacou.

Em resposta ao pleito da população, Armando Monteiro garantiu que vai disponibilizar sua equipe responsável pela elaboração do plano de governo para atender aos integrantes da comissão e lideranças locais e, assim, conhecer a realidade e os problemas da comunidade.

“Quero que a gente inicie o diálogo antes da eleição. Conhecendo o problema, eu posso dizer o que posso assumir. Eu não vim aqui enrolar ninguém a custo de voto”, assinalou o candidato a governador.

com informações da Assessoria.

 

Em Pernambuco, saneamento terá investimento de R$ 428 milhões no próximo ano


(Foto: Guga Matos/JC Imagem).

Blog do Jamildo

Nos próximos 12 meses, R$ 428 milhões serão investidos na área de saneamento nos 14 municípios do Grande Recife e em Goiana, na Mata Norte. Os investimentos fazem parte do programa Cidade Saneada, parceria público-privada entre a Compesa e a Odebrecht Ambiental (Foz); que prevê a aplicação de R$ 4,5 bilhões para universalizar o acesso ao saneamento básico nas cidades listadas no período de 12 anos.

O programa teve início há um ano e, até agora, já foram aplicados R$ 115 milhões. Do valor previsto para o segundo ano, R$ 230 milhões pertencem ao parceiro privado e outros R$ 198 milhões virão do setor público.

No primeiro ano, o foco foi realizar a manutenção e recuperação dos sistemas de saneamento já existentes. Quase mil quilômetros de tubulação foram limpos e desobstruídos, 36 mil serviços foram realizados, mil tampas de esgoto foram substituídas e 550 obras de recuperação foram executadas.

Já nos próximos 12 meses, serão iniciadas as obras de implementação dos sistemas de esgoto nas cidades de São Lourenço da Mata e Cabo de Santo Agostinho; e nos bairros de Jardim São Paulo, no Recife; Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes; Centro e Ponta de Pedra, ambos em Goiana.

A Compesa também anunciou que houve melhorar no sistema de atendimento das demandas da população. Cerca de três mil solicitações de serviço estão sendo realizadas todos os meses. Cerca de 70% das ligações têm sido resolvidas em até 24% e 90% delas dentro do período de 48h.

Obra reforça abastecimento da Vitória de Santo Antão


(Foto: Marcio Souza / A Voz da Vitória).

Falta pouco tempo para Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata do estado, receber a obra da Adutora de Tapacurá, uma ramificação do Sistema de mesmo nome que irá ampliar em 88% o abastecimento de água da cidade. Os técnicos da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) trabalham em ritmo acelerado para concluir o novo sistema até outubro, quando será iniciada a fase de testes. Ao todo, serão implantados 27,5 quilômetros de tubulações a partir da Barragem de Tapacurá, em São Lourenço da Mata, até a Estação de Tratamento de Água (ETA), em Vitória.

Nesse primeiro momento, a adutora levará água para o município de Vitória, onde chegará bruta para ser tratada na ETA e posteriormente distribuída. Na próxima etapa, prevista para novembro, será a vez do distrito de Bonança, em Moreno, receber o acréscimo no fornecimento d’água. A previsão é que todo o empreendimento, que também inclui uma estação de bombeamento flutuante, uma estação elevatória (sistema de bombeamento) e uma adutora de água bruta, seja concluído até o final de janeiro de 2015.

Atualmente, Vitória de Santo Antão possui uma vazão aproximada de 215 litros de água por segundo, enquanto que em Bonança esse volume é de 26 litros. Com a conclusão da obra, a distribuição passará a ser, respectivamente, de 406 e 46 litros por segundo, beneficiando cerca de 200 mil moradores.

“Estudos realizados pela Companhia apontam que esse projeto irá garantir a sustentabilidade hídrica dessas localidades por mais 20 anos”, comentou o diretor Regional do Agreste e Matas, Leonardo Selva. A obra, iniciada em janeiro de 2013, recebeu um investimento de R$ 43 milhões dos governos Estadual e Federal, além de recursos do Banco Mundial.

Com informações da Assessoria.

Ouvidoria Itinerante da Câmara começa atuar nos bairros da Vitória de Santo Antão


Uma série de atividades está sendo promovida pela Ouvidoria Itinerante da Câmara de Vereadores da Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata. A primeira ocorreu no último dia 20 de junho na Comunidade do Cajueiro atendendo cerca de 300 pessoas e a segunda acontece durante toda a manhã desta sexta-feira (11/07), no Bairro do Irã, área urbana de Vitória. A agenda pretende atingir 16 bairros da cidade nas próximas semanas e a equipe é composta por 20 integrantes, objetivando aproximar-se da população.

A Ouvidoria Itinerante busca pautar os principais problemas das comunidades e atender aos interesses da população vitoriense. Para isso, os representantes da Câmara de Vereadores da Vitória montaram um estande composto de notebooks, tablets e demais equipamentos eletrônicos para registrar as reivindicações surgidas durante a ação.

Vários problemas urbanos começam a se destacar na atividade, a exemplo da questão da Segurança, esgotos a céu aberto, fornecimento de água precário por parte da COMPESA, ausência de creches, paradas de ônibus e insuficiente assistência no Posto Médico.

A Ouvidoria conta com a supervisão do Presidente da Câmara Prof. Edmo Neves (PMN), que ouviu de perto os populares e ajudou a prestar esclarecimentos, se prontificando a encaminhar os problemas apontados pelas pessoas que procuravam o estande itinerante. Está sendo utilizado um aplicativo específico para esta Ouvidoria Cidadã, que é uma plataforma que mapeia os problemas da cidade sob o ponto de vista do cidadão. “A ação tem tido resultados positivos e outros bairros começaram a cobrar nossa presença. Em Cajueiro, por exemplo, conseguimos assegurar junto aos Correios o serviço postal que não tinha na localidade, beneficiando cerca de 3 mil pessoas”, pontuou o Ouvidor da Câmara Helder Sóstenes.

As demandas são encaminhadas para os gabinetes dos Vereadores, que poderão utilizar-se dos meios legítimos junto ao Legislativo para viabilizar as melhorias exigidas pela população, a exemplo de expedir Requerimentos, visitar órgãos públicos, dar início a projetos de Lei e liderar uma forte articulação política. “Por não ter atribuições executivas, o Vereador não pode dar ordens de serviço, tampouco dar prazos, mas podemos estar ao lado do povo, nas suas demandas. Afinal, foi para isso que fomos eleitos, para representar o cidadão”, enfatiza o Prof. Edmo Neves.

SERVIÇO:

Telefone – 0800 081 4369 (Expediente das 7h às 13h)

Portal – http://ouvidoria.camaradavitoria.pe.gov.br/camara

Presencialmente – Câmara Municipal da Vitória, Praça 3 de agosto, nº 72, Livramento.

Aplicativo – OUVIDORIA CIDADÃ, na loja do Google Play, para celular ou tablet android.

 

 

Resultado do concurso da Compesa será homologado nesta sexta-feira


Blog do Inaldo Sampaio

O presidente da Compesa, Roberto Tavares, informou por meio de sua assessoria que o resultado do concurso realizado pela empresa para o preenchimento de 70 cargos será homologado nesta sexta-feira (dia 4).

A relação dos aprovados será publicada na edição do mesmo dia do Diário Oficial do Estado. A portaria conjunta da Compesa/Secretaria de Administração trará os nomes dos candidatos aprovados para os cargos de nível básico, médio, técnico e superior. Após a homologação do certame, realizado pela Fundação Getúlio Vargas, a Companhia terá o prazo de 1 ano, prorrogável por igual período, para convocar os aprovados.

De acordo com a superintendente de Gestão de Pessoas, Soraya Melo, a homologação ocorrerá antes do limite estabelecido pela legislação eleitoral. “Com a publicação antes da data de 5 de julho, poderemos chamar os aprovados a qualquer momento, de acordo com a necessidade e a disponibilidade financeira da empresa”, ressaltou.

Ao todo, serão convocados 13 Analistas de Saneamento, 8 Analistas de Gestão, 7 Assistentes de Saneamento e Gestão e 42 Auxiliares de Saneamento e Gestão, sendo cinco vagas reservadas para portadores de deficiência. Os salários variam de R$ 1.000 (cargos de nível básico) a R$ 6.154,00 (Analista de Saneamento).

Compesa divulga resultado preliminar de concurso


(Foto: Divulgação).

G1PE

Gabaritos oficiais definitivos também foram publicados. Homologação de aprovados está prevista para 3 de julho.

Já estão disponíveis para consulta os resultados preliminares e os gabaritos oficiais definitivos do concurso público da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), que teve as provas aplicadas no último mês de maio. Os candidatos podem consultar o resultado individual ou a lista completa com os aprovados no site da Fundação Getúlio Vargas, organizadora da seleção.

Também está disponível na página do concurso um link para interposição de recursos, com prazo de três dias úteis, conforme o edital. A divulgação do resultado final e a homologação do concurso estão previstas para 3 de julho, por meio da publicação de uma portaria no Diário Oficial do Estado.

Ao todo, foram oferecidas 70 vagas, sendo 21 para cargos de nível superior, sete de nível médio e 42 de nível fundamental. Os selecionados serão chamados para trabalhar em unidades da Compesa na Região Metropolitana do Recife e em cidades-polo do interior.

Tony Gel aponta desperdício de água no Estado


(Foto: Kylvio Almistron / Arquivo / A Voz da Vitória).

O desperdício de água em Pernambuco foi tema de pronunciamento do deputado Tony Gel, do PMDB, nesta quarta (11). Ele registrou uma matéria do Diario de Pernambuco, publicada no último sábado (7), a respeito do assunto. Segundo o parlamentar, ao sair da estação de tratamento até chegar ao consumidor, mais de 60% de água é desperdiçada.

De acordo com Tony Gel, o Nordeste é a terceira região com maior perda hídrica do Brasil. Ele também informou que, em Pernambuco, as cidades com mais dificuldades são Paulista, Olinda, Recife e Caruaru.

O parlamentar ainda ressaltou que a humanidade cresce, o consumo aumenta e a água potável só diminui. O deputado acrescentou que a população enfrenta problemas como a poluição dos mananciais. Ele destacou a lei estadual, baseada em projeto de sua autoria, que estabelece normas para armazenamento e reaproveitamento das águas das chuvas, possibilitando o uso de recursos hídricos com sustentabilidade.

Ainda nessa quarta, a deputada Laura Gomes, do PSB, também analisou o tema. A parlamentar ressaltou a importância do reaproveitamento da água e sugeriu que a iniciativa seja debatida com os Governos Estadual e Federal.

Com informações da Assembleia Legislativa de Pernambuco.

Página 5 de 21« Primeira...34567...1020...Última »