• Ceclin
jul 30, 2018 0 Comentário


Qual é tamanho do Xadrez no Brasil?

No Brasil o xadrez é um jogo que tem muitos adeptos, e é estruturado e regulado no País desde o século XIX. Embora o jogo tenha tido períodos de hiato através da história, é na atualidade que estamos vivendo uma nova época de campeões brasileiros.

chess-2258804_960_720

IMAGE SOURCE: Pixabay.com

A Confederação Brasileira de Xadrez foi criada em 1924, sendo a entidade oficial responsável pela regulamentação e organização das competições oficiais de xadrez no Brasil, e desde 2009 a CBX organiza Campeonatos Brasileiros de Xadrez online, procurando expandir o interesse de mais pessoas no esporte. Na atualidade a CBX é filiada à Federação Internacional de Xadrez (FIDE), e o seu atual presidente é o Grande Mestre Darcy Lima.

O que é um Grande Mestre?

O título de Grande Mestre (GM), foi criado em 1950 pela FIDE, sendo um título vitalício concedido aos enxadristas profissionais que tenham obtido a pontuação igual ou superior a 2.500 pontos em pelo menos 24 partidas válidas pela classificação da FIDE. Na atualidade, somente 14 enxadristas brasileiros têm esse título conquistado. As responsabilidades dos Grandes Mestres, incluem a promoção do esporte, treinamento de novos enxadristas e o compartilhamento dos seus conhecimentos e estratégias sobre o jogo no mundo. Em 2018 o Grande Mestre Rafael Leitão é classificado como o número 1 do Brasil, devido a que a FIDE deu para ele um rating de 2623 pontos, colocando-o no número 162 da classificação mundial. O enxadrista número um do mundo em julho 2018 é o norueguês GM Magnus Carlsen, com 2842 pontos.

O xadrez e os esportes intelectuais

O xadrez entra na classificação de esporte devido ao fato de ter regras fixas, com a possibilidade de incluir estratégias no jogo; a ser regulamentado por Federações e Confederações, como a FIDE ao nível internacional e a CBX no Brasil; além de apresentar um caráter competitivo e beneficiar aos vencedores com recompensas de tipo extrínseco, como medalhas, troféus e prêmios em dinheiro. Um exemplo disso é o Festival Duchamp Internacional, que será realizado dos dias 14 a 20 de novembro de 2018 no hotel South American Copacabana, no Rio de Janeiro, com R$ 30.000 em prêmios. Outro dos esportes intelectuais é o blackjack, que também tem estratégias de jogo baseadas nas probabilidades matemáticas para concluir qual é a melhor opção a tomar em determinados cenários do jogo, como explicado na Betway Casino. Finalmente, outro dos esportes intelectuais mais competitivos é o Go, que também é um jogo de tabuleiro como o xadrez, o qual ficou famoso em 2016 quando o supercomputador AlphaGo, do laboratório DeepMind, do Google, venceu o campeão mundial de Go, o sul-coreano Lee Sedol. Esse fato relembrou a partida de xadrez de 1996 entre o Grande Mestre enxadrista Garry Kasparov e o supercomputador Deep Blue da IBM.

IMAGE SOURCE: Rafael Leitão via Facebook

IMAGE SOURCE: Rafael Leitão via Facebook

O xadrez atual e seu futuro no Brasil

Dentro do País, a Confederação Brasileira do Xadrez está no comando das competições seletivas de Xadrez, e do ranking dos enxadristas brasileiros, além de regulamentar as federações locais dentro do Brasil, como são a Federação Paulista de Xadrez, a Federação Gaúcha de Xadrez, ou a Federação de Xadrez do Paraná. Em 2018 a CBX publicou um total de 333 torneios no Brasil, e existe um total de 30.806 enxadristas registrados na CBX, dos quais, 974 são pernambucanos. A Federação Pernambucana de Xadrez está sediada em Boa Viagem, e é responsável pela criação e organização de torneios em todo o Estado, como os Jogos Universitários de Pernambuco, além de facilitar a aprendizagem e tutoria dos futuros campeões de Xadrez brasileiros. Num nível geral, a Federação Paulista de Xadrez, é a que mais jogadores tem registrados, com 7.239 na atualidade, e historicamente é também a região onde muitos enxadristas se transferem quando querem aumentar o seu potencial dentro do jogo. O exemplo mais claro é o do Grande Mestre Rafael Leitão, quem cresceu em São Luís (MA), mas foi depois de se transferir para o interior de São Paulo que a carreira dele disparou, pois se tornou o Grande Mestre mais jovem do Brasil com 18 anos completados em 1998, segundo uma entrevista que deu para o site El Hombre. Com a abertura de cada vez mais plataformas virtuais para aprender, treinar e jogar xadrez desde o computador ou smartphone, os tabuleiros estão sendo deixados de lado, sendo utilizados principalmente nas competições.

 

IMAGE SOURCE: Pexels.com

IMAGE SOURCE: Pexels.com

A tecnologia continua a desafiar aos melhores enxadristas do mundo desde a partida entre Kasparov e o Deep Blue, mas isso também funciona como uma motivação para que os jogadores do futuro tenham um maior nível competitivo depois de utilizar ferramentas de inteligência artificial como parte do seu treinamento prático no mundo do xadrez, e estimulando uma paixão muito maior pelo esporte. O xadrez é um esporte que requer muito estudo e muita prática para ser bem jogado e com o aproveitamento das múltiplas opções de cursos online, tutoriais e treinamento, está no meio de um boom mundial, que tem o potencial de criar muitos mais novos Grandes Mestres a cada ano.