• Ceclin
ago 09, 2018 0 Comentário


Ponte Cascavel é palco de mais um suicida

Ponte Cascavel é palco de mais um suicida

No final da tarde dessa quarta-feira (08/8), mais um caso de suicídio marcou a Ponte Cascavel situada na rodovia BR 232, em Gravatá, no Agreste. O local já é palco de atitudes extremas como relatam os agentes da 62ª  Circunscrição que foram acionados para identificar o corpo e encaminhá-lo para o Instituto de Medicina Lega (IML), de Caruaru, assim como os Policiais da Rodoviária Federal (PRF), que ficaram sabendo por popular que passou no local e viu o corpo no precipício.

A vítima, até então não identificada, é um homem aparentando ter em média 50 anos e as primeiras evidências, segundo a Civil, aparentam suicídio.

LEIA TAMBÉM: – Ponte Cascavel é palco de mais uma vítima da depressão

BR 232 em Pombos 

Duas mulheres ainda não identificadas que caminhavam juntas às margens da Rodovia BR 232, no perímetro urbano (Km 57) de Pombos, no Agreste, foram atingidas por um veículo de grande porte. O acidente se deu quando as duas caminhavam na manhã desta quinta-feira (09/8), momento em que durante a colisão, uma das mulheres de 32 anos não resistiu e faleceu no local enquanto que a outra de 59 anos ficou gravemente ferida, sendo atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e encaminhada ao Hospital João Murilo, em Vitória.

Casal refém 

raptam proprietária e se envolvem em acidente na BR 232

Na tarde da quarta-feira (08/8), um casal ficou refém em um sequestro relâmpago quando abordado em Vitória de Santo Antão, no seu veículo Jetta, branco, o qual foi assaltado por quatro homens que estavam em um HB-20, e seguiram pela BR-232, altura de Pombos.  Na perseguição policial, o condutor do Jetta perdeu o controle e o carro se chocou no local, momento em que dois suspeitos desceram do veículo atirando contra a guarnição, fugindo pelo matagal, deixando para trás uma das vítimas dentro do carro,  no caso a mulher.

Os PM’s foram informados logo adiante que o veículo HB-20 foi abandonado em Gravatá com o marido da mencionada mulher. O casal foi conduzido para a Central de Plantões de Vitória, onde prestou depoimento e em seguida liberado.

Jovem em cárcere privado

Um padeiro de 26 anos, que estava desaparecido desde a última terça-feira (07/8), em Gravatá, foi mantido em cárcere privado e torturado por mais de 24 horas, por três homens armados. Ele foi encontrado em um posto de combustível, na Avenida Abdias de Carvalho, na Zona Oeste de Recife, na noite dessa quarta-feira (8).

Segundo as informações de um amigo da família, José Raul da Silva Bezerra desapareceu depois de sair para pagar uma conta em uma agência bancária. Três homens armados, em um carro, abordaram José Raul e o obrigaram a entrar dentro do veículo. Após receber alta em Recife, a família voltou com o jovem para Gravatá. O caso está sendo investigado pela Delegacia do município.