• Ceclin
fev 01, 2019 0 Comentário


Oposição é prejudicada nas Comissões da Câmara de Vereadores da Vitória de Santo Antão

Oposição é prejudicada nas Comissões da Câmara de Vereadores da Vitória de Santo Antão

O líder da oposição, André de Bau, bem como Mano Holanda se expressaram com total descontentamento diante da nova composição dos membros das Comissões

Por Lissandro Nascimento

Foi anunciado na abertura do período legislativo de 2019 durante a manhã desta sexta-feira, 1º de fevereiro, a composição dos membros das Comissões temáticas da Câmara de Vereadores da Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata pernambucana.

A escolha se deu pela Mesa Diretora da Câmara, presidida pelo vereador Romero Queralvares (PSB), irmão do atual prefeito Aglaílson Júnior.

As Comissões Permanentes da Câmara de Vereadores da Vitória detêm as seguintes denominações: Comissão de Justiça e Redação, Comissão de Finanças e Orçamento, Comissão de Obras e Serviços Públicos, Comissão de Cultura e Assistência Social, e a Comissão de Saúde. Elas cumprem as atribuições de discutir e votar as propostas de leis que são apresentadas à Câmara. Com relação a determinadas proposições ou projetos, essas comissões se manifestam emitindo opinião técnica sobre o assunto, por meio de pareceres, antes de ser levado ao Plenário; com relação a outras proposições elas decidem, aprovando-as ou rejeitando-as, sem a necessidade de passagem pelo Plenário da Casa. A composição parlamentar desses órgãos técnicos é renovada a cada período legislativo. Na ação fiscalizadora, as comissões permanentes atuam como mecanismos de controle dos programas e projetos executados ou em execução, a cargo do Poder Executivo, e perduram enquanto constarem do Regimento Interno.

vereadores Vitória 2019A bancada de oposição composta pelos vereadores André de Bau (PSD), Mano Holanda (DEM), Edmilson de Várzea Grande (MDB), Lourinaldo Júnior (MDB), Toninho Gabriel (PRB) e Irmão Duda (PSDC) se mostraram contrariados durante a sessão ordinária diante da exclusão de seus nomes em postos-chave destas Comissões.

O líder da oposição, André de Bau, bem como Mano Holanda se expressaram com total descontentamento diante da nova composição dos membros das Comissões, lembrando que tal conformação contraria a proporcionalidade partidária e os princípios do saudável embate democrático. Enfático nos argumentos, o Odontólogo Mano Holanda lamentou o papel secundário que foi designado para assumir na Comissão de Saúde. O vereador Frasão, designado para ser o presidente da Comissão, se utilizou do aparte para tranqüilizar Mano. “Vossa excelência tem todos os valores para presidir esta Comissão. De minha parte posso sem constrangimentos trocar nossas funções na Comissão de Saúde”, contemporizou Frasão.

Os vereadores Xanuca (PSD), Marcos da Prestação (PV), Marcone da Charque (ex-PSD) e Geraldo Filho (ex-PR) que foram eleitos em oposição ao atual prefeito, hoje fazem parte da base aliada do governo e dois deles foram contemplados com postos-chave em duas comissões.

CONFIRA A COMPOSIÇÃO DE CADA COMISSÃO DA CÂMARA DE VITÓRIA:

COMISSÃO DE JUSTIÇA E REDAÇÃO:

Presidente Relator:  Geraldo Filho (sem partido)

Membros:  Jota Domingos (PTC) e Frasão (PRP)

COMISSÃO DE FINANÇAS E ORÇAMENTO:

Presidente Relator:  Celso Bezerra (PSDB)

Membros: Silvia do Geral (PSB) e Marcos da Prestação (PV)

COMISSÃO DE OBRAS E SERVIÇOS PÚBLICOS:

Presidente Relator:  Marcos da Prestação (PV)

Membros:  Xanuca (PSD) e Toninho Gabriel (PRB)

COMISSÃO DE CULTURA E ASSISTÊNCIA SOCIAL:

Presidente Relator: Novo da Banca (sem partido)

Membros: Lourinaldo Júnior (MDB) e Zequinha Moto-táxi (DEM)

COMISSÃO DE SAÚDE

Presidente Relator:  Carlos Frasão (PRP)

Membros: Marcone da Charque (sem partido) e Mano Holanda (DEM).

LEIA TAMBÉM:

Irmão do prefeito vai administrar R$ 900 mil por mês na Câmara de Vereadores da Vitória