• Ceclin
jan 11, 2018 0 Comentário


Loreto substitui Carlos Porto na presidência do TCE

marcos-loreto

O conselheiro Marcos Loreto assumiu na quarta-feira (10/01), pela segunda vez, a presidência do Tribunal de Contas de Pernambuco, em substituição ao conselheiro Carlos Porto, em concorrida sessão que teve a presença do governador Paulo Câmara, do prefeito do Recife, Geraldo Júlio e de várias outras autoridades.

Em seu discurso, Loreto prometeu fazer do combate à corrupção a prioridade de sua gestão, frisando que também faz parte da “imensa legião de brasileiros” que encara a corrupção como “um mal a ser combatido em todos os campos e níveis, dos funcionários fantasmas aos gestores que cometem irregularidades”.

Loreto foi saudado pelo conselheiro Dirceu Rodolfo, para quem a promessa do novo presidente de ser intransigente com a corrupção não é uma mera “frase de efeito” e sim um compromisso de vida herdado dos seus ancestrais pelos lados materno e paterno.

Seu pai, Sylvio Loreto, foi professor e diretor da Faculdade de Direito do Recife, e sua mãe, Liana Coelho, pedagoga e irmã dos professores e bacharéis em Direito Gilvandro, Germano e Fernando Coelho.

A sessão foi aberta pelo conselheiro Carlos Porto, que num breve discurso fez as suas despedidas e desejou boa sorte ao sucessor. A mesa foi composta pelos sete conselheiros, o procurador do Ministério Público de Contas Cristiano Pimentel, o auditor geral Marcos Flávio Tenório de Almeida, o governador Paulo Câmara, o vice-governador Raul Henry, o prefeito Geraldo Júlio, o presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Leopoldo Raposo, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Guilherme Uchoa, o senador Fernando Bezerra Coelho, o presidente do TRF da 5ª Região, Manoel Ehardt, o ministro José Múcio Monteiro Filho (TCU), os desembargadores Agenor Ferreira Lima Filho e Valdir Carvalho representando, respectivamente, o Tribunal Regional Eleitoral e o Tribunal Regional do Trabalho da 6ª região e o presidente da OAB-PE Ronnie Preuss Duarte.

Inaldo Sampaio